O valor da equipe

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Curioso como algumas empresas, principalmente de TI, insistem em tratar o capital humano como algo descartável.

Como se não fizesse falta, como se perder um bom profissional para o mercado fosse algo sem relevância. Para eles, os conceitos de ser insubstituível e ser descartável se misturam em suas mentes.

t5

De fato, ninguém é insubstituível, eu já convivi com a saída de grandes profissionais nas empresas em que trabalhava e me peguei com medo do rumo que a empresa tomaria porque os considerava insubstituíveis. Me enganei. E a empresa existe até hoje, com outros valores, outras pessoas, outros desafios.

Entretanto, para mim a relação entre pessoas é um valor fundamental. O ser humano não nasceu pra viver sozinho, nem na vida pessoal, nem na profissional.

Precisamos um do outro para tudo. Ninguém se mantém isolado no mundo.

Por isso, quero deixar essa reflexão para você que não reconhece e nem valoriza sua equipe: você só é gerente por que existe um grupo a ser gerenciado, não se iluda pensando que você manipulando tudo (e todos) atingirá seu objetivo, entregará o seu projeto. Não, não irá.

Respeite. Escute. Lidere. Motive.

Faça da sua equipe pessoas alegres, engajadas, que permanecem ao seu lado e em sua empresa, por opção e não por necessidade.

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Carolina Souza

Mais artigos deste autor »

Especialista em Gestão de Carreira Empresarial, em Gerenciamento de Projetos [PMP] e Engenharia de Requisitos [CPRE-FL] com 14 anos de vivência no mundo corporativo, atua como consultora, palestrante e mentora nas áreas de gestão, liderança, processos operacionais e desempenho de equipes. Colunista de revista e site especializados em TI.


6 Comentários

Nelson M. Floriano
6

Com certeza…Um grupo bem entrosado, com ênfase na comunicação e um bom ambiente de trabalho faz muita diferença, e não só para o profissional de TI como para de qualquer outra área. O fato de o setor estar em harmonia, não deixa de ser um estímulo para o profissional acordar com vontade de ir para a empresa trabalhar, as vezes, tem mais “peso” que alguns benefícios na hora de analisar propostas de mercado.

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">