Os Dâmocles no mercado de trabalho

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Na Grécia antiga, com poder absoluto e incontestável, e tendo sua palavra como lei, o Rei Dionísio administrava o seu reino. Gabava-se de ser um “todo poderoso” e vivia esbaldando-se nas delícias e vantagens da realeza. Sempre que podia, Dâmocles, súdito da corte, expressava seu sonho de um dia poder ter à mão tudo que desejasse.

Dâmocles insistiu com afinco nesse desejo, até que Dionísio resolveu revelar-lhe as angústias do poder convidando-o para ser rei por um dia, com direito à coroa, cetro, banquete e tudo mais… porém, mandou colocar uma espada em cima do trono, presa por um fio de crina de cavalo.

Dâmocles empolgou-se com a possibilidade da realização do seu sonho. Vestiu-se pomposamente e assumiu a condição de rei, debruçando-se sobre o banquete em sua homenagem. Porém, no meio da festa, levantou os olhos e viu sobre sua cabeça a espada ameaçadora, que a qualquer momento poderia decapitá-lo. Engoliu seco, com medo e receio, mas entendeu nessa hora, as angústias inerentes do poder.

Imagem via Shutterstock

Imagem via Shutterstock

Em tempos modernos, os Dâmocles estão sempre preocupados, quase sempre sem motivo aparente, sentem-se ameaçados com ou sem estabilidade. No trabalho, temem ser demitidos. Se empresários, têm receio de serem abandonados pelos clientes. O temor nos olhos do Dâmocles é visível quando os chamam para uma reunião em que eles desconhecem o assunto. Querem controlar tudo, tentam demonstrar não estarem assustados, sofrem de ausência de fé crônica e tendem a viver exaustos, pois, além do esforço para realizar suas atividades, gastam grande energia com pensamentos pessimistas e carregados de negatividade. Você com certeza deve conhecer um Dâmocles, correto?

Os Dâmocles, na medida em que evitam riscos, passam a ficar em cima do muro. Evitam tomar decisões importantes e não ousam, na ilusão de estar protegendo seus cargos.

Na vida, apreciar com intensidade cada momento e aprender a conviver com os riscos é de suma importância para nos deixar em alerta e para agregar valores a tudo que nos cerca. Devemos acreditar sempre, cultivar a fé, por pior que seja a situação, e não deixar a dúvida tomar conta de nós.

Observar a real existência do perigo, se entregar ao desconhecido, semear o autoastral e o bom humor, levar a vida com fluidez e flexibilidade, e deixar o sofrimento desmedidamente antecipado de lado, é fator primordial para domar o Dâmocles que existe em nós, deixando-nos livres para alçar novos e prósperos vôos.

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Rafael Sá Oliveira

Mais artigos deste autor »

Gestor de TI, com 12 anos em TI, adequado e certificado nas boas práticas da ITIL® , CobiT®, ISO 20000 e Balanced Scorecard , com conhecimento em Gerenciamento de Projetos, Gerenciamento de TI, Administração Estratégica, Gestão de Pessoas e de equipes de alto desempenho, treinamento e capacitação de equipes.


1 Comentários

Fernando RegoFernando Rego
1

Muito bom. E crendo que o Universo tende a atender seus mais profundos anseios, aquele que vive pensando no pior, o recebe. Passemos a desejar e pedir com fé um aumento!

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">