Como lidar com os 4 tipos de personalidades mais indesejadas no trabalho

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Como é difícil conviver com determinados tipos de personalidades no trabalho, não acha?

Nós passamos, pelo menos, oito horas ao lado de certas pessoas que possuem um comportamento diferente do nosso ou daquele que gostaríamos de conviver. E, como não podemos escolher o perfil das pessoas com quem iremos trabalhar, precisamos aprender a respeitar e conviver de forma pacífica.

Imagem via Shutterstock

Imagem via Shutterstock

Portanto, compartilho com vocês algumas dicas básicas para lidar com os 4 tipos de personalidade que mais incomodam:

1) Bola murcha: reclama de tudo e todos, pelo dia inteiro.

Dica de convivência: evite a pessoa. Se puxar assunto diga que está enrolado (mesmo se não estiver) e que não pode falar. Ou responda apenas com “ahã”, “é”, “pois é” e outros do gênero.

2) Bush: manda em todos e sabe tudo.

Dica de convivência: delimite o poder que ele tem, se tiver algum, sobre você. Se for seu chefe imediato, indireto, seja profissional e não permita que lhe trate com desrespeito. Ele pode ser seu chefe, não seu dono!

3) Tagarela: silêncio é uma palavra desconhecida por ele.

Dica de convivência: nunca tire seus fones de ouvido perto dele…rsrsrs. É sério! O fone de ouvido é a melhor barreira que você pode usar para mitigar o desconforto que pessoas assim geram.

4) Pseudo-amigo: adora todos pela frente, crítica todos pelas costas.

Dica de convivência: não se envolva. Mantenha distância e evite intimidade com alguém assim, esse é o pior tipo que existe em qualquer ambiente de trabalho. Lembre-se: “Aquele que chega até você para falar mal de alguém. Também chega no outro para falar mal de você”.

Lembre-se: o respeito é algo que devemos praticar com todos, mesmo quando não simpatizamos com as pessoas.

Boa sorte!

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Carolina Souza

Mais artigos deste autor »

Mentora de Gerenciamento de Projetos e Carreira, graduanda em Psicologia, palestrante, produtora de conteúdo na área de liderança, gestão do tempo e desenvolvimento de carreira. Possui 14 anos de experiência no mundo corporativo no setor de engenharia de software. Atua com pesquisa no IP&D na Universidade do Vale do Paraíba na área de psicologia social.


6 Comentários

AvatarJéssica
3

“Dica de convivência: nunca tire seus fones de ouvido perto dele” Fato rs! Realmente funciona nesse tipo de situação.

AvatarJoilson Carlos
5

Carolina você é ótima.
Esse texto veio a calhar para minha filha que está entrando agora no mercado de trabalho. Ela é estudante de educação física e faz estágio numa academia aqui em Salvador. Ela está sempre me reportando sobre o comportamento de alguns colegas de trabalho. Mandei seu texto pra Ela dar uma olhada.

Obrigado por fazer a Internet valer à pena, compartilhando conhecimento. Abraço.

Carolina SouzaCarolina Souza Autor do Post
6

Olá Joilson,

Muito obrigada pelo seu comentário. Fico feliz de contribuir para enriquecer o conteúdo da rede. E mais feliz ainda por saber que além da TI meu texto pode ajudar a outras áreas, como a de Educação Física. Obrigada por compartilhar o texto.

E diga a ela que nesse momento, no início da carreira, ela irá se deparar com esses tipos e tantos outros (ora mais complicados ora menos) e o importante é desenvolver a empatia para que não gere situações desgastantes para ela.

Boa sorte!

Abraços.

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">