Mexa-se, saia da zona de conforto!

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Começo esse artigo com uma afirmação aparentemente leviana: a “zona de conforto é ótima!”, pois conhecemos nosso ambiente, lidamos regularmente com as mesmas pessoas e com processos que já estamos habituados. Na maioria das vezes, sabemos exatamente o que é preciso ser feito para entregarmos nossas demandas diárias, um cenário aparentemente confortável e seguro.

Mas o tempo é cruel, não importa o que aconteça, ele passa. Em paralelo com o tempo, as mudanças ocorrem, sejam elas por questões estratégicas do negócio, redução de custos, ganho de competitividade ou otimização de processos. E com isso, geralmente novas habilidades devem ser adquiridas para se adequar a essas mudanças. Mudanças essas nem sempre bem vistas por alguns profissionais.

Imagem via Shutterstock

Imagem via Shutterstock

Lembro-me de um amigo que trabalhava na mesma empresa por mais de 10 anos, e nesse período nunca havia sido promovido, reclamava que não era reconhecido, mas pouco fazia para demostrar suas habilidades e tampouco havia interesse em aprimorar seus conhecimentos. De repente, contrataram um recém-formado, que em um período curto de tempo tornou-se seu chefe. Automaticamente meu amigo foi tomado por sentimentos impuros, ira, raiva e inveja inundaram seu subconsciente.

Nesse caso, você conseguiu identificar o que faltou a ele?

A afirmação no inicio do artigo se encaixa no perfil de muitos profissionais, pois existem vários que estão satisfeitos com seu atual quadro profissional e não veem necessidade de prospectar novos desafios, alguns acreditam estarem em um cargo bem seguro, longe de qualquer instabilidade. Outros, de forma pretensiosa, se auto intitulam especialistas patriarcais. Também temos aqueles que se regozijam do tempo de carreira em uma determinada empresa. Nesses casos,a maioria procura manter a velha rotina e demostram barreiras em assimilar novas competências.

A zona de conforto é uma ameaça para carreira de qualquer profissional, pois o mercado de trabalho está em constante transformação, e nesse sentido, se faz necessário estar alinhado com as novas tendências, tecnologias, formas de trabalho mais produtivas e estar atento a tudo aquilo que está acontecendo a sua volta. Agir como observador não é a melhor maneira para enfrentar um mercado tão dinâmico, também não irá garantir seu crescimento, menos ainda a permanência em seu atual cargo por muito tempo.

Caso você não se enquadre nos exemplos acima, a seguir listo algumas dicas que podem lhe ajudar, confira!

Tenha um objetivo
Foco é o principal ingrediente para obter sucesso profissional, ele nos mantém concentrado em nosso objetivo. Deve ser claro e tangível, e precisa estar intrínseco em nosso âmago, devendo nortear nossos passos, pois é o que nos motiva a continuar.

Tenha uma referência
Procure um mentor, alguém que tenha experiência e skill técnico em sua área, geralmente alguém mais velho e com uma posição profissional reconhecida. Não tenha vergonha nem receio de pedir feedback e orientações sobre suas escolhas, seja humilde e se coloque na posição de aprendiz, pois o papel do mentor é agregar a você conhecimentos e lhe indicar o caminho mais assertivo nas suas escolhas.

Faça Networking
Manter bons contatos é essencial na vida profissional, procure participar de congressos, feiras e grupos de discussão onde possa compartilhar experiências com outras pessoas, não importando o nível hierárquico. Comunique-se e procure se manter em evidência, isso faz toda diferença.

Invista em você
Mesmo que já tenha se formado, busque conhecimento, cursos, formações e idiomas, sites especializados podem lhe ajudar. Desenvolva um plano de carreira e o divida em pequenas etapas. Aprender nunca é demais, e com toda certeza, você terá um diferencial competitivo no mercado de trabalho.

Zeca pagodinho, em uma canção proferia “deixe a vida me levar” - música essa cantada em coro por milhares. Em contrapartida, eu te digo, seja o responsável pelo seu futuro, não o deixe na mão do tempo nem de ninguém, mudanças são importantes e coisas boas acontecem quando saímos da nossa zona de conforto.

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Carlos Henrique Tres

Mais artigos deste autor »

Professor, gestor em TI,trabalho na área de tecnologia há mais de 10 anos, em empresas de médio e grande porte de segmentos diversos.Focado em resultados, gerenciando por competências e desenvolvendo equipes de alto desempenho.Certificado nas boas práticas,gestão sustentável e segurança da informação.


11 Comentários

Guilherme
2

Muito bom o Texto e reflete bem a realidade para todos nós. É bom refletir sobre este tema sempre. Aí nos questionamos sempre, será que estou nesta zona de conforto? Como faço para sair dela? Está bom assim? Posso melhorar? Enfim, estes questionamentos sempre estão ao nosso lado, o que temos que fazer é levantar a cabeça e ter FOCO e OBJETIVO, conforme o texto falou muito Bem.

Adriana Rodrigues
4

Em relação ao trecho: “também temos aqueles que se regozijam do tempo de carreira em uma determinada empresa”.

Eu acho que muitas vezes o medo e o risco de trocar o certo pelo duvidoso fala mais alto.

João Paulo Del Vecchio
5

Parabéns Carlos Henrique.
Penso sempre em como me motivar mais no emprego atual ou melhorar minha vida profissional. A certeza é uma só, não se acomodar.

Carlos Henrique TresCarlos Henrique Tres Autor do Post
6

Adriana,

Entendo perfeitamente a questão do medo, mas ela não pode ser maior que nossa vontade de buscar melhorias.

João,

Você está indo pelo caminho certo, agindo dessa maneira você terá um diferencial, e com toda certeza, estará a cada dia se tornando um profissional melhor.

Ebner
7

Dica muito boa.
Estou na zona do desconforto buscando ajuda como a sua para superar os obstáculos. Obrigado.

José Ivo
8

Parabéns Carlos Henrique pelo o post.

Acredito que a zona de conforto é a realidade de muitos profissionais, compartilho do pensamento que o plano de carreira é o profissional que faz e não a empresa.

Douglas
9

Ótimo.
Estou nessa visão e necessidade de criar e idealizar coisas novas na minha área de programação e, por muitas vezes, me vejo nessa zona destruidora de carreira.
E, por experiência própria, digo mais, muitas pessoas ainda não enxergaram isso ou pior, não conseguem sair dessa zona por falta de conteúdos bons como esses.
Obrigado.

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">