Dica de leitura: O Administrador de Sonhos

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Em um dos meus artigos, conversamos sobre a importância da prática da leitura para aprimorar nossa percepção e comunicação no trabalho (e também na vida pessoal). Portanto, hoje compartilho uma dica de leitura que recebi e me fez refletir sobre algo que há algum tempo estava adormecido em mim.

Esse livro é bem rápido e fácil de ler, não é cansativo e nos envolve querendo saber o final da história. O autor, Matthew Kelly, narra inicialmente uma parábola sobre uma empresa que presta serviço de limpeza e precisa diminuir a rotatividade de pessoal, pois, os gastos com as demissões e novas contratações estão impactando no lucro da empresa.

Imagem via Shutterstock

Imagem via Shutterstock

sonhosQuem de nós nunca passou por um problema como este ou semelhante em nossas empresas, não é mesmo?

E, nem sempre, a solução adotada pelo responsável dessa área no conto narrado é utilizada no nosso dia-a-dia. Na verdade, durante toda minha trajetória profissional, vi pouquíssimas vezes essa abordagem ser praticada – o que sempre me intrigou porque é simples e muito útil – a solução foi perguntar a razão pela qual as pessoas estavam deixando a empresa. Perguntar ao invés de inferir. Simples, não?

Esta foi a primeira reflexão que me fiz durante essa leitura: por que a maioria das pessoas preferem supor ao invés de perguntar? Em muitos locais do qual trabalhei eu enfrentei esse problema em diversas situações: o analista que supunha os requisitos do sistema; o gerente que supunha a razão do cliente não ter aprovado o cronograma; o diretor que supunha porque a meta não estava sendo alcançada e tantas outras suposições desnecessárias, que facilmente seriam confirmadas (ou não) através do simples ato de perguntar diretamente aquilo que se desejava conhecer.

Como você lida com aquilo que precisa saber sobre as pessoas na sua equipe, no seu trabalho, sobre o seu produto e na sua vida? Eu busco não inferir nada, procuro perguntar, nem sempre a resposta é clara, nem sempre a resposta é fornecida e nem sempre eu a compreendo. Nesses casos, paro e avalio de que forma eu poderia refazer esse questionamento facilitando a obtenção dessa resposta. Continuo investigando e interagindo com o outro até resolver esse impasse de forma transparente e autêntica.

Durante minha carreira, constatei muitos problemas causados por essa falta de questionamento, e, o custo disso sempre foi alto: retrabalho, equívocos, insatisfação do cliente, desmotivação da equipe, ruído na comunicação e muito desgaste entre as pessoas.

Deixo aqui minha primeira lição aprendida com essa leitura: perguntar é sempre a melhor opção para se descobrir alguma informação.

Voltando ao conto, o resultado dessa pesquisa foi surpreendente, a resposta obtida não foi nem de longe aquilo que os diretores da empresa esperavam obter. Mas, não vou estragar o suspense contando aqui.

Como a resposta foi tão surpreendente os diretores continuaram perguntando sobre outros pontos críticos a serem solucionados às pessoas até descobrir a causa-raiz dessa rotatividade. E, a solução adotada foi totalmente visionária!

O conto se desenvolve desde a identificação do maior problema enfrentado pela empresa, a rotatividade de pessoal, até a solução definitiva deste de forma surpreendente. No final do livro, o autor apresenta alguns casos de sucesso de sua carreira, seu método descrito no conto, ferramentas e formas de aplicá-lo em nossa realidade.

A pergunta adormecida em mim que foi despertada durante a leitura consiste em refletir sobre meus sonhos e se meu emprego está me ajudando a ficar mais próxima ou mais distante deles. E essa é minha segunda lição aprendida: parar e pensar nos meus sonhos e em como o meu emprego pode me ajudar a alcança-los.

Lendo assim à primeira vista, você pode até pensar: “Ah. Claro que sonho. Conheço meus sonhos e estou trabalhando para realiza-los.” – só que durante essa leitura você vai se deparar com personagens que pensavam assim também e foram levados a repensar, de forma mais consciente e direcionada, sobre essa questão. Essa foi a melhor parte do livro para mim, pois, nos faz repensar a forma como estamos lidando com a nossa própria motivação e das pessoas com quem trabalhamos.

No final, a dica que o autor dá para aplicar o seu conceito de “Administrador de Sonhos” é muito simples e bacana. Vale a pena tentar. Leia e depois converse com seus colegas no trabalho.

Para você que ocupa o papel de líder eu posso dizer que muitas dessas práticas adotei na gestão de minhas equipes e fui muito bem-sucedida. O grau de engajamento das pessoas aumenta consideravelmente.

Bom, espero que vocês se divirtam, reflitam, repensem e se questionem com essa leitura.

Depois gostaria muito de saber o que acharam. Se vocês chegarem até o final do livro vão perceber que já comentei em outro post aqui sobre o “Administrador de Sonhos” será que conseguem identificar qual o nome que demos para ele?

Sucesso na trajetória!

Boa leitura.

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Carolina Souza

Mais artigos deste autor »

Especialista em Gestão de Carreira Empresarial, em Gerenciamento de Projetos [PMP] e Engenharia de Requisitos [CPRE-FL] com 15 anos de vivência no mundo corporativo. Atua como coach, consultora, palestrante e mentora nas áreas de gestão, liderança, processos operacionais e desempenho de equipes. Colunista de revista e site especializados em TI.


2 Comentários

Hosana Leonor
1

Adoro os livros deste autor: Matthew Kelly. Tenho os dois dele, mas infelizmente não estou encontrando este aqui citado. Eu comecei a lê-lo em uma livraria no momento que fui comprá-lo já havia desaparecido das prateleiras. Acredito realmente que seja um livro fenomenal, por isso estou em busca.
Que bom que as orientações deram certo pra você. Vou continuar minha busca e assim que lê-lo, volto aqui para contar o que achei.
SUCESSO!!!!!

Carolina SouzaCarolina Souza Autor do Post
2

Olá Hosana.

Também estou procurando e está difícil de encontrar.
Caso você encontre me diga onde e se eu achar volto aqui e lhe aviso também, combinado?
Eu li emprestado de uma amiga. Mas como gostei muito quero comprar um exemplar para mim.

Obrigada pelo comentário.

Abraços e sucesso!

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">