5 passos iniciais para Monitorar com Zabbix

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Muita gente me pergunta quais são os primeiros passos para monitorar com Zabbix… Como começar?

Pois, vamos lá!

Na minha carreira, de instrutor e consultor Zabbix, tenho adquirido muitas experiencias e visto muitas pessoas errarem em alguns aspectos, vamos a eles:

Passo 01

Antes de você começar a mexer com Zabbix, seja ele para oferecer para seus clientes ou para monitorar o ambiente em que você trabalha, você precisar realmente entender qual o objetivo de usar o software.

Ele pode ser usado para que você/sua equipe sejam proativos (para realizar uma ação antes de um problema ocorrer), para obter dados de monitoramento (para análises diversas), tendências (para antever investimentos), enfim, o objetivo para o qual utilizar o Zabbix é MUITO importante.

Passo 02

Depois que você já definiu no papel quais são seus objetivos com Zabbix e já viu que o mesmo é realmente capaz de atender todas as suas necessidades, é necessário que você entenda alguns conceitos, tais como:

  • SNMP Versão 1,2,3
  • MIB
  • Agente Passivo e Ativo
  • Zabbix Proxy
  • Triggers
  • Host
  • Template
  • Itens

Antes mesmo de começar a pensar em colocar o Zabbix em produção, utilize um Zabbix em homologação para executar os testes e realizar esses passos. 

Passo 03

Após os conceitos serem entendidos e feito alguns testes no Zabbix de homologação, é necessário mapear todos os equipamentos e itens que você quer monitorar nele.

Você está me pedindo para pegar todos os equipamentos que eu quero monitorar no meu ambiente? SIM!

Também está me pedindo todos os itens que eu quero dele? SIM!

Mas, porque?

Simples! Muita gente não sabe quais equipamentos monitorar, muito menos quais itens vão coletar, principalmente quando vai executar o projeto para um cliente, acaba que todo projeto fica perdido e ninguém sabe o que está acontecendo e nunca termina.

É necessário listar todos equipamentos e PRINCIPALMENTE os ITENS para coleta de dados. Exemplo:

  • Servidor XYY – Serviço de Impressão
  • Switch CISCO – Temperatura

Dessa forma, você terá algo totalmente organizado e saberá por onde começar e finalizar.

Passo 04

Depois que você já coletou todos os equipamentos e itens que você deseja monitorar, vamos configurar as Triggers. Mas por que?

Por que muita vezes acabamos não configurando exatamente dentro da real necessidade do cliente e começa a aparecer falso/positivo, o que acaba sujando o monitoramento.

Então, defina no papel limites de suas Triggers para cada ITEM.

Passo 05

Depois que os HOSTS estão cadastrados, os itens estão criados e as Triggers devidamente configuradas, vamos configurar as ações para envio de e-mail ou restart de serviço, de modo que você pode trabalhar com escalonamento e falar que, por exemplo, se durante 10 minutos um serviço está off-line ou se passar 01 hora, automaticamente o Zabbix irá reiniciar.

Algumas perguntas devem ser usadas para a adequada configuração de ações, tais como:

  • Quais usuários ou grupos vão receber a ação?
  • Qual ação?
  • Tem escalonamento?
  • Existe exceções para triggers reconhecidas?

Espero que tenham gostado destes 5 passos para você iniciar o monitoramento de forma CORRETA e não se perder no seu cliente, empresa ou projeto!


Atenção! Se você tem interesse em conhecer o Zabbix a fundo, não deixe de conhecer o curso “Monitoramento de TI com Zabbix” oferecido por mim e pelo portal Profissionais TI.

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Jorge Pretel

Mais artigos deste autor »

Fundador da JLCP Treinamentos, especialista em produtos Microsoft, Amazon e Zabbix com diversas certificações técnicas, atuou em grandes consultorias como responsável por projetos e resolução de incidentes Microsoft, AWS e Zabbix.

Articulista no Tech Net Wiki, Cooperati, profissionaisti, também atuou em elaboração de questões para cursos do Microsoft Virtual Academy.


Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">