10 dicas para turbinar sua vida profissional

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

As 10 dicas para turbinar sua vida profissional, na realidade, podem ser multiplicadas, afinal temos sempre algo a fazer em nosso processo evolutivo para sermos melhores profissionais. Quando estamos na jornada da vida sempre há novas coisas a aprender. E como não separamos o nosso EU profissional de quem somos, essas dicas servem também para turbinar a sua vida pessoal.

Não são regras, apenas reflexões de quem estuda há 12 anos o comportamento humano, ama pessoas e não se cansa de descobrir novas motivações para compartilhar conhecimento. Então vamos as dicas:

1. Escolha atitudes vencedoras, aquelas que contribuem para o crescimento e auto realização. Aquelas atitudes que expandem as possibilidades, alargam as opções e permitem crescimento. A vida é feita de escolhas, podes escolher ficar se lamuriando ou levantar e seguir em frente diante das adversidades.

Sempre digo aos meus clientes que eles podem chorar por “5 minutos” (expressão para ser breve) diante de uma escolha errada ou de um fracasso. Depois dos “5 minutos” é hora de analisar com seriedade o que aconteceu e vislumbrar oportunidades de crescimento. A escolha de ficar paralisado diante dos percalços suga as suas forças e só alimenta o fracasso. Quebre o ciclo! Não consegue sozinho? Peça ajuda.

2. Tenha foco em objetivos claros e priorize ações que te levam a vitória, não se distraia com o que está ao seu redor. Tenha uma visão do todo, mas sem desviar do seu alvo. Falo isso, pois num mundo de tantas possibilidades é muito fácil nos distrairmos com o que está ao redor. 

Essa questão de distração ocorre principalmente quando não há uma visão muito clara do que se quer. E quando não se sabe onde se quer chegar, qualquer caminho serve. Foco é tudo, observe as pessoas determinadas que você conhece. Fique admirado com a facilidade delas em dizer não para o que rouba sua atenção e as fazem desviar dos resultados almejados. Você também pode ser assim, é um hábito que se adquire com a prática.

3. Autoconfiança é a certeza de ter condições de lutar por algo que se deseja. E ela cresce à medida que o caminho até os objetivos vão diminuindo. Por isso, ter foco no alvo e planejar a rota para chegar no objetivo final são componentes importantes. A medida que você avançar terá como medir se está próximo de alcançar ou não o seu sonho ou objetivo

A autoconfiança é uma carga positiva que ajudará você até quando as dificuldades chegarem. Quando se acredita em algo, não tem fracasso que te derrube. Diante das dificuldades surgem oportunidades novas e com autoconfiança você pode mudar alguns passos na sua trajetória. Isso me leva ao próximo item.

4. Persistência para insistir no que vale a pena. Sim, por que ficar insistindo no que não vale a pena é burrice. Mudar os rumos de um plano, recuar e desviar não é demérito nenhum. Pessoas de sucesso focam em acertar o alvo, mesmo que isso signifique mudar planos. A questão é não desistir.

Você pode até demorar para chegar lá, mas se sua dedicação e esforços são contínuos, ali na frente tem a recompensa. Um exemplo pessoal meu, foi quando decidi fazer faculdade. Como tinha de trabalhar, não adiantava passar numa faculdade pública, meus pais não tinham condições de me ajudar com passagens e material. O jeito foi adiar esse plano, mas isso não me impediu de me formar na faculdade, só demorou um pouco mais para conseguir pagar eu mesma.

5. Muito se fala sobre ser tolerante com as diferenças, mas só conseguiremos respeitar e conviver com as pessoas que pensam e agem diferentes, quando aprendemos a ser tolerantes conosco mesmo. Tolerância é um processo de amor, humildade e paciência. Quantas vezes não toleramos e não perdoamos a nós mesmos.

Conquistamos tolerância, quando aprendemos a respeitar as limitações que temos como seres humanos. Isso não quer dizer aceitar tudo o que nos fazem, e que não concordamos e até machuca, mas olhar com seriedade e respeito as diferenças buscando entender porque agem daquela forma.

6. Aceitar as críticas, mesmo sendo algo destrutivo, pode conter em si uma verdade que precisa ser encarada e transformada. Sei que receber crítica não é bom para ninguém, mas ao filtrar o que magoa e os sentimentos envolvidos em relação a quem falou, fica a mensagem principal daquilo que você pode mudar e aprender.

É o processo de desembrulhar o pacote da crítica e se fixar apenas na ideia central. Algumas vezes a crítica chega em tom de brincadeira e alguns demoram a assimilar, mas quando considerada de forma madura, trará crescimento.

7. Bom humor energiza o ambiente e você se sente menos pressionado. Isso não quer dizer que você deve contar piadas o tempo todo e se transformar no palhaço da equipe. Mas que deve encarar a vida, seus erros e falhas de forma mais leve e descontraída. Eu sempre dizia a uma cliente muito séria minha, que ela devia aprender a flertar com a vida.

Quando flertamos com a vida, ela se torna mais tranquila. Até diante de uma situação séria, você consegue de forma branda e sem constrangimento dar o seu recado. Quantas vezes precisei chamar a atenção de um membro da minha equipe, coisa que eu não gosto de fazer. Mas que de forma tranquila foi assimilada, porque o bom humor estava presente no meio da conversa.

8. Diminua os seus pontos fracos potencializando os seus pontos positivos. Não se desespere com as avaliações de competências comportamentais e técnicas, porque a grande realidade é que você nunca conseguirá ter 10 em tudo. O segredo está em deixar a balança a seu favor.

Uma estratégia que aplico sempre com minha equipe é focar nos pontos positivos deles, pois esses compensarão os gaps. Isso só é possível com conhecimento e dedicação. O interesse é seu em ser um profissional melhor. Falo isso, pois nem todo gestor tem formação em gestão de pessoas e pode quebrar seu galho. Alguns funcionários que eram destaque comigo, ao irem para outra equipe não perfomaram da mesma forma.

Por isso, não deixe na mão de outra pessoa o seu desenvolvimento profissional, assuma as rédeas da sua carreira. Seja com cursos, palestras, treinamentos, mentoring, coaching ou outra ferramenta que estiver ao alcance. Inclusive estou formando novos grupos online para profissionais que queiram planejar suas carreiras e você pode se inscrever aqui.

9. Use o tempo a seu favor, se for preciso mude sua agenda imediatamente, priorizando ações que te impulsionem em direção ao seu objetivo. Atividades que matam o tempo e distraem, servem muitas vezes para roubar momentos valiosos da sua vida que deveriam ser dedicados ao marketing pessoal, por exemplo.

Não sabe como fazer marketing pessoal? Começa com autoconhecimento, depois evolui para a propaganda das suas qualidades e resultados para seus conhecidos. Isso não significa inflar ou mentir no currículo, mas destacar seus pontos fortes como falamos no item 8.

10. Produza com todo o seu potencial, especialmente dentro de uma equipe. Pessoas de destaque em suas áreas de atuação são aquelas que entregam mais e dentro de excelentes padrões de qualidade. Observe suas atividades e pense comigo.

Se você faz alguma tarefa já tem um tempo razoável pode já ter percebido formas novas de melhorar o volume de entregas e minimizar as falhas. Que tal colocar isso num relatório ou apresentação e compartilhar com seu gestor essa melhoria proposta. Faça isso com dados reais, nada de “achomêtros”. Uma vez aprovado, compartilhe com os demais membros da sua equipe e se torne referência. 

Nenhuma dessas dicas tem sentido se você não colocar alma no que faz. Converso com tantas profissionais de diversas áreas de atuação e posso dizer que nada fará diferença sem o brilho nos olhos.  Por mais que você queira mudar de empresa, de área ou função, lembre-se que as pessoas a sua volta podem ser ótimas indicações futuras. Por isso, é essencial que você mantenha o foco e não deixe a “peteca cair”.

Autogestão de carreira também significa ser estrategista.

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Renata Lopes

Mais artigos deste autor »

Renata Valéria Lopes. Profissional com mais de 20 anos na área de Tecnologia da Informação. Graduada em Processamento de Dados, Pós-graduada em Gestão Empresarial e Gestão de Pessoas com Coaching. Leitora compulsiva, blogueira, apaixonada por redes sociais e estudante em constante desenvolvimento, acredita na cooperação, colaboração e compartilhamento do conhecimento como forma de aprendizado.


2 Comentários

Mauro Folha
1

Excelente matéria, Parabéns! Num mundo onde somos inundados de aplicativos e gadgets, o foco torna-se um fator fundamental para o sucesso.

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">