Como conquistar a aprovação em concurso público?

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Outro dia me perguntaram o que devemos fazer para conquistar a aprovação em um concurso público e resolvi fazer uma pequena analogia: “- Já pensou se fizéssemos a mesma pergunta a um campeão de ultramaratona?”. Acredito que a resposta seria praticamente a mesma!

Assim como conquistar aprovação em um concurso com uma boa classificação, tornar-se vencedor de uma ULTRAMARATONA possui o mesmo grau de dificuldade, mas o que fazer para ser aprovado? Seguindo nossa metáfora: para consolidar-se como vencedor de uma ultramaratona, bastaria “manter o foco na preparação”.

profissional-estudando-concurso-publico

Acredito que muitos estejam se perguntando: – Apenas isso é suficiente? E, posso até ajudá-los e responder novamente com um alto e sonoro SIM!!! O foco na preparação faz toda a diferença seja no mundo dos esportes, seja no mundo dos concursos.

Bem, antes de continuarmos, irei me apresentar: meu nome é Alex, possuo 37 anos e sou pai de duas filhas lindas. Sou bacharel em Sistemas de Informação (Informática) e possuo pós-graduação em Docência do Ensino Superior. Atualmente, sou Gestor de Informações em um órgão ligado às Forças Armadas e, como admiro bastante esta área de atuação, pretendo permanecer na área de segurança pública ou institucional, pelo menos por algum tempo.

Na verdade, iniciei a minha preparação para concursos da maneira tida, talvez, como a mais difícil e posteriormente, como os resultados não vinham com tanta facilidade, me rendi à maneira tradicional e resolvi frequentar cursos preparatórios, sendo essa decisão plenamente decisiva para a minha preparação. Recordo-me que, no período, cheguei a frequentar dois cursos preparatórios; um durante a semana, já que eu sempre trabalhei durante o dia, e outro no transcorrer dos finais de semana. Os cursos nos quais me matriculei alicerçaram todo o conteúdo já trabalhado nos meus estudos “STAND-ALONE” (fora da rede, sozinho), no qual focava durante a semana nos conteúdos básicos e no transcurso dos finais de semana, nos conteúdos específicos à área de Tecnologia da Informação (TI). Costumo chamar essa fase da minha vida de DECISÃO: uma plena vontade de profissionalizar meus estudos com objetivo de colher frutos. Uma decisão determinada, repleta de desafios e contratempos, pois chegava a ficar até 20 horas fora de casa dividindo o meu tempo entre trabalho e estudos.

Em minha opinião, a conquista por melhores resultados só vem após uma tomada de decisão profunda e verdadeira. Pois, como me disse uma vez um grande amigo:

“muitas vezes quando iniciamos em um projeto ou objetivo, podem surgir opções alternativas interessantíssimas e que, momentaneamente, podem até nos fazer felizes, porém, se estas opções são suficientes para nos fazer desviar de nosso foco, não são tão boas opções e podem ser deixadas para depois”.

Nesse contexto, assim como em tudo na vida, temos de tomar uma decisão que acaba desencadeando uma série de outras decisões para a manutenção do objetivo principal: que é a aprovação. E dentro de nosso objetivo maior, apresentarei nesta série de artigos algumas opções em busca da tão sonhada aprovação.

Podemos optar por um dos mais nobres e eficientes métodos de aprovação que é a realização de cursos preparatórios. Porém, esta decisão requer uma dedicação dobrada para efetividade nos estudos: garantir o mínimo de 4 horas de estudos diários retirando o horário em sala de aula. Este tempo garantirá que você não só assimilou o conteúdo abordado, mas também, tomou conhecimento como aquele conteúdo específico é cobrado e avaliado pelas bancas de concurso.

Uma outra modalidade, da qual sou adepto de carteirinha, é a preparação “STAND-ALONE”, ou seja, sozinho em casa (considerando um lugar calmo e silencioso para os estudos) ou em uma biblioteca (lugar preferido de quem busca resultados eficientes), unido à prática de estudos contínuos por meio de videoaulas e outras modalidades “on-line” de estudos.

Já faz algum tempo que emiti minha opinião sobre o assunto: onde afirmei e continuo afirmando que sozinhos e munidos de uma boa orientação e assessoria, seja em casa ou na biblioteca, podemos fazer mais e irmos além do que um conteúdo programático já previsto para o concurso. Acredito que unindo as abordagens apresentadas: preparação em cursos preparatórios e estudos eficientes de forma isolada, somos capazes de nos testar e avaliar, com eficiência, a nossa preparação para concursos e assim alcançarmos melhores resultados.

Muito obrigado por chegar até aqui e ter acompanhado o início de um projeto chamado CONCURSO que vem sendo perseguido por muitos. A facilidade de acesso à informação, nos trouxe muito conteúdo de qualidade plenamente acessível a qualquer pessoa interessada, sugiro que continuem nessa batalha e só a abandonem quando alcançarem bons resultados.

Neste artigo, abordei informações importantes sobre a decisão e a importância de buscar uma preparação eficiente para concursos. Buscarei abordar, em meus artigos, temas voltados à formação do profissional de TI e preparação para concursos.

Sigamos todos em frente e bons estudos!!!

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Alex Alves

Mais artigos deste autor »

Pós graduando em Arquitetura de Software pela PUC-MG, possuindo ainda, pós graduação em Docência do Ensino Superior e o título de Bacharel em Sistemas de Informação pelo Centro Universitário UNIEURO de Brasília. Com mais de 10 anos de atuação na área de TI, busca também novos horizontes em cursos voltados ao Desenvolvimento Pessoal nas áreas de Coach, Eneagrama e Programação Neurolinguística - PNL pela EQSM.

Desenvolveu seu histórico profissional em grandes empresas da área de TI como Indra Politec e Cast Informática, prestando serviços a importantes órgãos tais como Caixa Econômica, Banco Central do Brasil, Ministério da Agricultura e Secretaria de Estado de Fazenda.


Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">