Cobrança indevida na conexão 4G… Você pode estar sendo cobrado sem saber!

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Não é de hoje que ouvimos reclamações sobre os serviços prestados pelas operadoras de telefonia celular. Falta de cobertura, baixa qualidade de sinal e cobranças indevidas são algumas das reclamações mais comuns.

Com o advento da tecnologia 4G, esperávamos uma considerável melhoria na qualidade dos serviços, principalmente de internet móvel. Em relatório divulgado pela consultoria OpenSignal no início de 2017, a velocidade da internet móvel de quarta geração brasileira é de 19,7 Megabit por segundo (Mbps), colocando-o mais de 2 Mbps antes da média global, mas na prática isso é bem diferente.

Uma situação que não é divulgada pelas operadoras é uma falha nas redes 4G que vem gerando cobranças indevidas nos usuários.

game-mercado-jogo-smartphone

Vejam o relato do que aconteceu com uma pessoa de minha família… Preservarei o nome da pessoa, o nome da operadora e os números de protocolo e telefone:

“Estou indignada com a operadora, venho reparando que meus créditos não duram, fui ver o detalhamento do consumo e me surpreendi com cobranças de acesso à Internet quase diárias sem eu ter utilizado. Fico em casa o dia todo, tenho wifi, raramente ativo os dados e quando saio de casa meu marido roteia a internet dele pra mim. Fui cobrada indevidamente nos dias 3,4,5,6,7,8,9,10,11,12,13,14,15,16,17,18,19,29,30 e 31 de maio de 2017, nos dias 1,2,3,4,5,6,7,8,9,10,11,12,14,15,16,25 e 29 de junho de 2017, nos dias 1,2,3,10,11,12,13,14,16,17,18,19,20,21,22,25,26 e 27 de julho e nos dias 1,3,4,5 e 6 de agosto de 2017, cobraram 60 dias indevidamente! Quase 60 reais! Inadmissível!”

Para nossa surpresa (ou não), vejamos a resposta da operadora em reclamação feita na Anatel:

“Em atenção à ID N º XXXXXX, referente à reclamação de que está sendo cobrada de internet sem ter utilizado, registrada sob o protocolo Nº XXXXXXX, de 07/08/2017, contatamos a Senhora, no telefone (XX) XXXX-XXXX, para informar que, após análise verificamos que ocorreram cobranças referente a serviços de dados. Foram identificadas conexões, cuja ativação ocorre por meio do aparelho da Cliente, com os serviços de dados ativos ou não devido a ser uma característica da tecnologia 4G por ser mais forte e mais rápida. Sendo assim, mesmo com os dados móveis desligados a cobrança pode ocorrer em pequenas conexões caso ocorra queda, interferência e oscilações na rede WIFI. É necessária a verificação da Assistência Wi-Fi, pois, quando o cliente estiver utilizando com um nível de sinal muito baixo o aparelho busca a rede de dados como alternativa e se registra na rede, porém, não chega a trafegar, é apenas registro. Por exemplo: Motorola – Configurar – Sistema – Programador – “Dados de rede celular sempre ativos” e “Troca agressiva de Wi-fi para celular” (desativar).  Assim como as informações estão sendo esclarecidas neste atendimento, a partir desta a cliente fica ciente de seu funcionamento. Faremos a restituição em dobro e demais encargos, no valor total R$ 103,00 na linha (XX) XXXX-XXXX com prazo de validade de 90 dias, onde estes créditos se expiram em 12/11/2017. Em caráter de exceção foi concedido ao cliente um crédito de bom relacionamento no valor de R$ 20,00, onde a validade deste crédito irá acompanhar o período de vigência da sua última recarga e irá expirar em 12/11/2017 . Colocamo-nos à sua inteira disposição na Central de Relacionamento com o Cliente, para novos esclarecimentos.”

De acordo com a operadora podemos ser cobrados com os serviços de dados ativos ou não, por ser uma característica da tecnologia 4G. Sendo assim, mesmo com os dados móveis desligados a cobrança pode ocorrer.

Essa resposta nos deixa alguns questionamentos:

  • E se a pessoa não estiver acompanhando seu consumo?
  • As operadoras estão fiscalizando para devolver os créditos das cobranças indevidas?

Nós sabemos o tratamento que o consumidor brasileiro tem com as prestadoras deste tipo de serviço, imaginemos quantas pessoas no país estão sendo cobradas indevidamente sem saber, aumentando o lucro das operadoras. Até quando ficaremos reféns dessa situação?

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

5 Comentários

Jairo
1

Eu já havia percebido isso desde o ano passado e achava que o problema era meu celular, mas parece que não é, pelo visto não acontece só comigo.
Meu plano foi sempre o diário pelo fácil controle que tinha de gastos até ocorrer esse problema.
No inicio do problema eu usava a tim e reclamei com eles, naquela época já usava o LG G3 a uns 6 meses e nunca tinha acontecido aquilo até aquele momento que por raiva me fez eu mudar de operadora pra vivo, mas o problema ainda persistiu. Na época eu também achei que podia ser o celular já que o anterior era a samsung s3 mini e não acontecia o problema quanto testei nele. Mas depois de um tempo eu consegui um plano do itaú que recarrega 32 reais de crédito bonus da vivo e parei de me importar com esse problema, mas ele nunca foi resolvido. Pelo menos agora consigo usar o que paguei quanto preciso telefonar sem se preocupar com a falta de créditos no celular.
Como eu sempre recebo SMS quando usa a net móvel, eu percebi que ele ativa depois da meia noite e ele se auto ativa depois que você usa 1 vez pós domingo… Ai ele continua nesse ritmo por qse toda semana. Até que um dia para de consumir e se auto ativa na semana seguinte.

Edwin
2

Há um tempo atrás eu vinha sofrendo também com essa cobrança de internet todo dia, mesmo não utilizando (eu tinha o Beta diário e sempre que eu via meu saldo, acabava encontrando uso quase todo dia, mesmo não tendo ativado os dados móveis). Engraçado que no relatório de uso da Tim, o acesso era feito as 2h ou 3h da madrugada, sendo que nessa hora eu estava dormindo!!!

Revirei a internet em busca de casos parecidos com o meu e vi que muita gente reclamava disso também. E finalmente encontrei a solução e como resolver isso:

Explicação técnica: https://macmagazine.com.br/2015/07/07/denuncia-as-operadoras-brasileiras-e-suas-cobrancas-indevidas-de-dados/

Resolução: https://www.youtube.com/watch?v=mNmdGcofM8o

Ou seja, a forma de resolver esse problema (pelo menos por enquanto) é desativar o 4G(LTE) e fazer com que o celular só tenha o acesso 3G/2G (nas configurações de qualquer aparelho tem como mudar isso). Caso queira usar a internet do celular no modo 4G basta voltar nas configurações e mudar pra LTE (ou 4G). Mas não esqueça de voltar pro 3G quando acabar de usar ou antes da meia-noite, pois se vc esquecer, pode acabar gerando uma nova cobrança.

É claro que não deveria ser assim. As próprias operadoras deveriam ter o mínimo de cuidado ao fazer essa cobrança e procurar uma solução para que o usuário não precise ficar fazendo essa gambiarra todo santo dia. Mas é aquela coisa… melhor inventar uma desculpa do que resolver o problema de fato.

Abraço

Bruno Gonçalves
3

Essa é só mais uma das cobranças indevidas das operadoras, nós somos usurpados o tempo todo pelas operadoras de telefonia e ninguém faz nada para parar isso. Já processei, já reclamei e nada resolve. O estresse para ser ressarcido é tão grande que por muitas vezes termino deixando passar.

Pior ainda é não ter opção.

Samuel Silva
4

Isso tbm aconteceu comigo com a operadora TIM, onde foi preciso ligar 3x pra central deles, pq desligaram na minha cara, entretanto, na 3° tentativa fiquei puto pq a atendente não quis resolver meu problema e informou que eu tinha ativado minha internet móvel, coisa que não fiz já que esse é um celular que estava com o chip deles é secundário e só uso no WIFI.

Resumindo quebrei o chip da TIm e mudei para a Claro, pq enquanto esta de boa rs.

Obs: na Vivo já tive esse problema mas eles voltaram meu crédito.

Cleber Junior QuirinoCleber Junior Quirino Autor do Post
5

O que mais nos deixa indignado é que as operadoras sabem disso e não fazem nada. Sabe porque? Imagina o quanto elas estão ganhando em cobranças em todo o Brasil, pessoas que nem acessam a internet e estão pagando esse absurdo!

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">