PESI: Planejamento Estratégico de Sistemas da Informação

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Conheça nesse artigo um pouco mais sobre o PESI (Planejamento Estratégico de Sistemas de Informação) e sua importância para a organização.

Hoje é dia de falar de uma disciplina importante para profissionais de vários níveis da tecnologia da informação: Planejamento Estratégico de Sistemas de Informação (PESI).

O PESI, acima de tudo, é um importante instrumento para a tomada de decisão dos gestores e de vital importância para a sobrevivência da empresa.

engrenagem-soa-integracao-estrutura

O PESI consiste no processo de transformar o conjunto de estratégias de uma organização em um conjunto de estratégias de sistemas de informação. É uma importante ferramenta de gestão utilizada hoje em dia por muitos analistas de sistema e administradores de empresas, sendo uma metodologia integrante do planejamento estratégico empresarial.

Em resumo, a ideia do PESI é traçar um plano de ação claro e resumido para a utilização dos recursos de TI de acordo com a missão da empresa, ou seja, alinhar objetivos estratégicos da organização com o que a área de TI irá fazer.

Ele acaba sendo o recurso usado para ajudar o tomador de decisão da organização na identificação das oportunidades de SI para apoiar os negócios empresariais, no desenvolvimento de arquiteturas de informação baseadas nas necessidades dos usuários e no desenvolvimento de planos de ação dos SI a longo prazo.

O PESI pode ser visto como parte integrante do planejamento estratégico empresarial, com enfoque gerencial para desenvolver planos de sistemas e banco de dados, definir projetos e estabelecer prioridades de forma contínua, visando um horizonte de planejamento de três a cinco anos, em média.

7 objetivos do PESI, segundo Michael Porter:

  1. Melhor definição de prioridades;
  2. Aplicativos que geram vantagem competitiva;
  3. Envolvimento da alta gerência;
  4. Envolvimento de usuários e da gerência de linha;
  5. Alinhamento entre negócios e TI;
  6. O negócio deve vir antes da tecnologia;
  7. O departamento  de TI deve conhecer o negócio.

4 etapas para construir o PESI:

  1. Planejamento estratégico de TI: Estabelece a relação entre o plano geral da empresa e o plano de TI;
  2. Análise de necessidades de informação: Identifica as necessidades mais abrangentes de informação da empresa para determinar a arquitetura de informação estratégica que pode ser usada para dirigir o desenvolvimento de aplicativos específicos;
  3. Alocação de recursos: Aloca os recursos para desenvolvimento de aplicativos de TI e os recursos operacionais;
  4. Planejamento de projeto: Desenvolve um plano que delineia o cronograma e as necessidades de recursos para projetos específicos de sistemas de informação.

Existem dois livros que são interessantes para você se aprofundar nesse assunto. Um deles é Implantação do Planejamento Estratégico de Sistemas de Informação, de P. M Neto, e Sistemas de Informação: Planejamento e Alinhamento Estratégico nas Organizações, do Jorge Luis Nicolas Audy.

O planejamento de sistemas de informação busca interpretar as necessidades de informação, organização, traduzindo-os em estratégias de sistemas de informação.

Concluindo, a TI é uma resposta a uma necessidade, portanto, entender como planejar a forma que iremos trabalhar com a tecnologia da informação para gerar valor para a organização é fundamental.

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

3 Comentários

Carlos Franca
1

Ola William, qual e a sua opinião sobre a participação de cada líder de outros setores de uma empresa de TI participar de reuniões de projetos de software? ex: o gerente do setor de vendas, o gerente do setor de suporte, etc.

William MellerWilliam Meller Autor do Post
2

Carlos Franca, interessante sua questão e um ponto interessante a ser discutido. Porque? Porque não há uma resposta pronta para isso, em minha visão. Penso que cada cenário diferente pede uma resposta diferente.

Vale sempre uma avaliação do quanto essas lideranças podem apoiar efetivamente reuniões desse tipo ou se serão apenas “pesos” que ainda impactaram no posicionamento dos demais presentes. É bom sempre ter esse cuidado, não convidar pessoas que além de não agregar muito, pesam as pessoas que estão presentes.

Recomendo fazer o convite e ver o que acontece. Testar. Por à prova. Etc…

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">