Qualcomm estende aposta para comprar NXP Semiconductors

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Dois gigantes do setor de semicondutores estão prestes a concluir uma mega fusão. Como ponta de lança de um intenso movimento de aquisições que vem ocorrendo desde 2016, a holandesa NXP Semiconductors será incorporada pela americana Qualcomm, no maior contrato do tipo para o setor.

O negócio será o maior da indústria de chips e circuitos integrados. A NXP, baseada em Eindhoven, Holanda, possui uma base global de clientes e de distribuidores. Essa rede capilarizada é exatamente um dos focos da Qualcomm, que visa usar os canais de distribuição da NXP para expandir seu portfólio para internet das coisas, setor automotivo, segurança e networking. Além da rede de distribuição capilar, a NXP agregará um portfólio respeitável de chips para sistemas automotivos, controladores ARM(como o Cortex M3  LPC 1779), circuitos para RF e componentes para IoT.

O anúncio da compra foi originalmente lançado em outubro de 2016. De lá para cá as ações da NXP tiveram significativo aumento, o que obrigou a sua pretendente a estender a oferta enquanto aguarda pelas aprovações regulatórias para concretizar a compra. O negócio está na casa dos $38 bilhões. As especulações iniciais davam conta de um acordo em torno $30 bilhões, com os sucessivos aumentos nos preços das ações, o valor passou para $36 bilhões e finalmente atingiu o patamar atual, o maior da história na indústria de chips.

nxp-qualcon

O acordo está em análise pelos órgãos regulatórios europeus. Apesar de ser uma aquisição que dará a luz a um gigante, acredita-se que o negócio não terá problemas, pois os catálogos de cada empresa são altamente complementares. Ao se concretizar, a nova empresa terá uma base de receitas diversificada e será o maior player do setor de componentes eletrônicos para sistemas automotivos. A área, inclusive, é uma das mais auspiciosas da indústria, dado a tendência sem volta das novas gerações de carros conectados e cada vez mais autônomos.

Consolidação na indústria

O mercado de semicondutores tem encorpado com o processo de consolidação em curso. A NXP e a Freescale, duas das fornecedoras mais tradicionais de circuitos integrados, se juntaram em 2015 com foco no setor automotivo. Agora com a aquisição pela Qualcomm, um dos desafios será exatamente digerir uma empresa que apenas acabou de se fundir com uma outra.

Parte da integração NXP-Freescale pode migrar para Qualcomm-NXP. O acordo NXP-Freescale movimentou $12 bilhões, o que somado à nova aquisição pela Qualcomm resulta em um montante de  $50 bilhões (sem correção monetária nos 12 bilhões da compra da  Freescale)

Em 2011 a National Semiconductors havia sido incorporada à Texas Instruments, famosa no Brasil por fabricar o MSP430, processador muito comum em cursos de sistemas embarcados e nas universidades. Mais recentemente, em 2016, a Analog Devices incorporou a Linear Devices e a ARM Holdings foi adquirida pelo SoftBank.

Ainda em 2016 várias outras aquisições criaram um ambiente de consolidação sem precedentes. Com portfólios complementares e numa área em que pesquisa e desenvolvimento é quase tudo, os fabricantes tendem a unir cada vez mais forças para prosperar em mercados competitivos como o automotivo e de IoT.

Confira aqui as 10 maiores aquisições do setor em 2016 (em inglês).

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Vitor Vidal

Mais artigos deste autor »

Engenheiro eletricista apaixonado por eletrônica e desenvolvimento de sistemas de hardware e software. Mestrando em Engenharia Elétrica no CEFET-MG. Produtor de conteúdo e redator na área de tecnologia. Escritor e poeta nas horas vagas.


Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">