7 Habilidades técnicas que podem te ajudar a ser contratado em 2018

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Conseguir o trabalho de TI perfeito nunca é fácil, mas certas habilidades técnicas podem facilitar o caminho, especialmente se estiverem com alta demanda no mercado. Veja o que as empresas estão procurando em 2018 (e, provavelmente, continuarão procurando nos próximos anos).

A Indeed, maior site agregador de vagas de emprego da atualidade, publicou um relatório da análise de dois anos de buscas de empregos que demandavam habilidades técnicas de TI. O site combinou o tráfego de busca de emprego com o tráfego de busca de currículos para determinar a popularidade de certas habilidades tecnológicas requeridas pelos recrutadores.

Juntos, esses dados fornecem um sólido consenso de quais as habilidades são as mais procuradas em 2018.

“A tecnologia está progredindo em um ritmo vertiginoso nos dias de hoje. Desenvolvedores de software, engenheiros e outros profissionais de tecnologia precisam se esforçar muito para se manterem atualizados com todas tecnologias emergentes de hoje”, escreveu Daniel Culbertson, economista do Indeed Hiring Lab.

“E quando procuram emprego, costumam usar termos de pesquisa que descrevem habilidades técnicas de ponta associadas aos trabalhos que desejam.”

É importante lembrar que esta pesquisa foi feita nos EUA. Levando em conta que existe um delay (atraso) do que acontece no mundo em relação ao Brasil, estas serão informações valiosas para sua carreira de TI e pode te colocar a frente dos concorrentes ou melhorar sua posição no seu atual emprego.

Para ajudar você a saber o que os recrutadores estão procurando, compilamos uma lista com 7 habilidades técnicas das quais a demanda vêm crescendo rapidamente.

1. React

React

React é uma biblioteca JavaScript para construir interfaces de usuário mantidas pelo Facebook, Instagram e outros desenvolvedores, bem como outras corporações. Até 2017, o projeto React teve o segundo maior número de contribuidores para sua base de código no GitHub .

“De fato, o React é, de longe, o termo de busca de habilidades tecnológicas que mais cresce entre os que procuram emprego. Ao mesmo tempo, seu uso pelos recrutadores nas pesquisas de currículos mais do que triplicou”, diz Culbertson. 

“Isso mostra a rapidez com que o React está ganhando popularidade entre as empresas de tecnologia voltadas para o consumidor e como a proficiência é vital para os desenvolvedores front-end. Simplificando, a experiência com o React está se tornando essencial para muitas vagas de desenvolvedor.”

2. Azure

Azure

O Azure é a solução de computação em nuvem da Microsoft gerenciada por meio de uma rede global de data centers. O Azure fornece software como serviço (SaaS), plataforma como serviço (PaaS), infraestrutura como serviço (IaaS) e suporta várias linguagens de programação diferentes, de acordo com a Microsoft. A linguagem de programação Python é usada extensivamente no Azure para criar aplicativos Web, por isso também é uma habilidade importante, afirma Culbertson.

3. Amazon Web Services

AWS Amazon

A Amazon Web Services (AWS) é a principal plataforma de computação em nuvem do mundo. A computação em nuvem, como um todo, está crescendo rapidamente, diz Culbertson.

“A nuvem está ganhando espaço por que empresas de todos os tipos estão aumentando o uso de computação e armazenamento fora do local físico, e isso faz com que profissionais experientes em nuvem sejam essenciais”.

Aqui no Brasil já temos um Programa de Especialização em AWS que ensina a criar e gerenciar estruturas na plataforma. Clique aqui e conheça!

4. Profissional de segurança certificado OSCP

OSCP

Com notícias de violações de dados, hacks e ataques maliciosos, não é surpresa que as organizações estejam buscando talentos que possam ajudar a identificar e fortalecer pontos fracos em sua infraestrutura. Um profissional certificado OSCP (Offensive Security Certified Professional) demonstra que pode examinar uma rede desconhecida, selecionar os alvos dentro de seu escopo, explorá-los e documentar claramente seus resultados em um relatório de testes de penetração.

5. Spark

Spark

O Apache Spark é uma estrutura de computação em cluster de código aberto e um mecanismo de processamento de dados usado por gigantes da tecnologia como Netflix, eBay e Yahoo para análise de dados, streaming, SQL, aprendizado de máquina e muito mais. As aplicações podem ser escritas em uma infinidade de linguagens, incluindo Java, Scala, Python e R, só para citar alguns.

6. AngularJS

Angular JS

O  AngularJS é um framework de código aberto, baseado em JavaScript e mantido pelo Google e por uma grande comunidade de desenvolvedores. Ele leva os recursos do HTML mais adiante e permite a criação de aplicativos web com recursos completos.

7. R

Linguagem R

R é uma linguagem de programação de código aberto e ambiente de software especificamente para computação estatística e gráficos. É amplamente utilizado por estatísticos, mineradores de dados e cientistas de dados para desenvolver software e realizar análises de dados.

Conclusão

As carreiras em tecnologia estão mudando muito rápido, algumas surgindo e outras sumindo, mas não é necessário um desespero em aprender tudo que é novo. Busque as novidades dentro da sua área e vá se adaptando. Apesar das novidades, a base e a lógica permanecerá a mesma, então, ao mesmo tempo que você aprende coisas novas e complexas adquira experiência no básico e nas outras skills.

Bons estudos!

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Demian dos Santos

Mais artigos deste autor »

Arquiteto de Soluções com MBA em Segurança, certificado COBIT, ITIL, ISO 20000, tenho mais de doze anos de experiência em Infraestrutura, Gestão de TI, Segurança da Informação e Transformação Digital. Sendo mais direto, eu resolvo problemas de TI para que eles não afetem o negócio e busco soluções em tecnologia para o negócio gerar mais resultado.


1 Comentários

Eduardo
1

Se é para estudar o angular, não seria melhor começar pelo 2, que teve mudanças radicais em relação ao JS? Saiu agora a versão 6, mas a maioria das features tem compatibilidade e/ou poucas mudanças em relação a 2, já do angularJS pro 2…

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">