5 startups tecnológicas para ficar de olho em 2019

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

As startups estão em alta. Na verdade, elas estão mais em alta do que nunca. Afinal, empreender virou sinônimo de sucesso graças às diversas histórias que a mídia nos mostra – embora os próprios empreendedores tentem desassociar o ato de empreender com o sucesso. Porém, independentemente do que os noticiários nos contam, é inegável que há empresas que estão mudando o mundo como o conhecemos. E essas não são as organizações tradicionais.

As startups, essa categoria quase exclusiva de empresas, tem chamado atenção do público, dos investidores e de qualquer um que viva na sociedade atual. Elas estão verdadeiramente transformando a forma que levamos a nossa vida. Hoje é comum pegarmos carona com um completo estranho, permitir que desconhecidos passem a noite na nossa casa e acreditar que um dia povoaremos Marte. Esse é o poder das startups. E nesse bolo, as que se destacam são aquelas intimamente ligadas à tecnologia, muito embora todos dependam dela.

De olho nessa tendência, resolvemos criar este artigo listando as 5 startups tecnológicas que vão chamar atenção em 2019. Essas são empresas que hoje já despontam como aquelas que vão se destacar nos próximos anos e devem pavimentar o caminho para muitas inovações. Se você ainda não as conhecia, é bom ficar atento: essas startups provavelmente vão estar presentes no seu dia-a-dia.

1. DuckDuckGo – Motor de busca

1-top-startups-2019

Quando o assunto é buscas pela internet, a primeira palavra que vem a mente é “Google”. Afinal, a empresa praticamente se tornou um sinônimo de pesquisas na grande rede de computadores. Porém, embora a companhia realmente ainda tenha muito a contribuir e esteja trabalhando em projetos realmente inovadores, há uma pequena startup que tem chamado atenção por estar invadindo esse terreno de gente grande.

A DuckDuckGo, uma empresa sediada em Paoli, na Pensilvânia (EUA), é uma companhia que criou um motor de busca que tem como particularidade a utilização de informações de origem crowdsourcing (como o Wikipédia) para trazer resultados mais relevantes para os usuários. Além disso, em uma época em que se discute muito sobre privacidade na internet, o lema da startup é: “A ferramenta de busca que não rastreia você”. Somente essa frase é o suficiente para fazer aqueles que se preocupam com segurança prestarem um pouco mais de atenção.

A DuckDuckGo foi fundada por Gabriel Weinberg, um empreendedor que já teve sucesso na venda de outra startup, a The Names Database – que foi vendida por US$ 10 milhões em 2006. A sua vontade de batalhar por uma internet mais justa de interesses conflitantes o impulsionou a criar a sua empresa. De acordo com ele, a privacidade é uma das prioridades de seu buscador. Graças a essa postura, o site teve um grande crescimento nos últimos anos e começou a chamar atenção de cada vez mais usuários.

2. T3 – Agência de publicidade

2-top-startups-2019

Quando falamos em agências de publicidade, geralmente não conseguimos pensar em muitos nomes. Entretanto, essas são as empresas responsáveis por criar várias das propagandas e ações publicitárias mais geniais da história. Nesse contexto, a T3, fundada pela empreendedora Gay Gaddis, tem se destacado de forma impressionante no mercado norte-americano, tornando-se, em um pouco tempo, uma das maiores agências do país.

A T3 já foi a responsável pela comunicação de grandes marcas norte-americanas, como Pizza Hut, Capital One, UPS e Staples. O crescimento da startup está baseado exatamente no pensamento criativo e focado na inovação. Isso resulta em uma seleção criteriosa de clientes por parte da agência, que também prega a utilidade prática (algo como a aplicabilidade das soluções divulgadas) de suas ações.

Pode até ser que você não ouça muito sobre a T3 em 2019. Porém, é provável que as suas campanhas publicitárias, de tão geniais, afetem você de alguma forma. Afinal, o objetivo de uma agência de publicidade é ajudar outras empresas a prosperarem através de campanhas inteligentes e bem executadas. E isso essa startup já mostrou se capaz de fazer no passado.

3. SquareTrade

3-top-startups-2019

A SquareTrade é outra empresa que provavelmente não vai chegar no Brasil tão cedo. Porém, o seu modelo de negócio vai se mostrar tão efetivo que com certeza será copiado por aqui. A startup, fundada por Steve Abernethy e Ahmed Khaishgi, trabalha com o fornecimento de seguros e garantias estendidas aos consumidores para produtos eletrônicos e eletrodomésticos.

Parece um serviço pouco inovador? É aí que você se engana. Atualmente, poucas são as empresas que se preocupam verdadeiramente em cobrir eventuais problemas que os consumidores têm com seus produtos. Elas esperam que eles simplesmente adquiram uma nova unidade assim que o item comprado se tornar inválido. Porém, invertendo essa lógica, a SquareTrade acredita que é possível fazer com que os consumidores não se sintam “passados para trás”.

Apostando no modelo de garantias estendidas e comercializadas por pacotes, a startup tem conseguido um crescimento muito grande entre o público norte-americano. A tendência crescente de permanecemos por mais tempo com um mesmo produto tem ajudado bastante, já que hoje não “descartamos” com tanta rapidez smartphones, tablets e outros eletrônicos. O modelo já se mostrou viável nos Estados Unidos, o que significa que é uma questão de tempo de vermos algo parecido por aqui.

4. Droneseed

4-top-startups-2019

Surfando na onda das preocupações ambientais crescentes, a Droneseed tem uma proposta muito interessante e que une duas coisas que dificilmente veríamos juntos: drones e proteção florestal. O objetivo da empresa é usar os veículos aéreos não tripulados para prestar serviços de varredura nas matas e encontrar problemas ou crimes ambientais. Em posse dessas informações, seus clientes podem acionar as autoridades competentes para intervirem.

A empresa atualmente atua somente nos Estados Unidos, mas em breve pretende expandir a sua atuação para o Canadá e Brasil. Como nós possuímos a maior floreta do mundo, é fácil entender o interesse da startup por aqui. Quando chegar no país, a Droneseed pode ajudar a combater o desmatamento e a depredação da floresta amazônica, um dos maiores patrimônios ambientais do mundo.

Porém, engana-se quem pensa que a empresa solta seus drones no ar e os controla remotamente ao acaso. Há muita inteligência nesse processo. A startup utiliza sistemas para mapear áreas de riscos e focar os esforços onde é realmente necessário. Porém, como o modelo de negócios é baseado em serviços, o que a Droneseed faz, de fato, vai depender da demanda de seus clientes. Entretanto, o foco é realmente oferecer a plataforma para governos e ONGs que querem combater o desmatamento e depredação desenfreada.

5. Nanowear

5-top-startups-2019

A Nanowear é uma startup que está unindo moda, saúde e tecnologia. Por meio de tecidos especiais equipados com nanotecnologia, a empresa é capaz de monitorar diversos aspectos de atletas durante a realização de atividades físicas, ajudando na prevenção de problemas e monitorando a performance.

Apesar de trabalhar com tecidos, a empresa não fabrica peças de roupa diretamente. Porém, disponibiliza esse produto para outras marcas, contribuindo indiretamente na construção da moda fitness. Afinal, de nada adianta criar roupas tecnológicas se elas não forem usadas porque são feias ou inadequadas.

A Nanowear tem sede em Nova York, Estados Unidos, mas sua tecnologia pode muito bem ganhar o mundo. Através de marcas conhecidas, como Nike, Adidas e Puma, pode ser que, em um futuro próximo, estejamos usando roupas com tecidos equipados com nanotecnologia fornecidos pelo Nanowear. Interessante, não é mesmo?

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">