O Inimigo No 1 do Concurseiro Competitivo

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Olá, Concurseiros!

Hoje eu não vou falar sobre problemas de Concurseiros Amadores, pois sobre estes vocês estão cansados de ouvir, e não é muita vantagem ficar chutando cabeça de “cachorro morto”. Talvez em outro post?

Em vez, neste post gostaria de abordar um problema que acomete principalmente os concurseiros de alto desempenho: o ESGOTAMENTO, seja físico ou mental! Normalmente ele se dá depois de um período de estresse concentrado, ou mesmo por causa do efeito cumulativo ao longo de um bom tempo. Ou seja, ele é um mal muito comum apresentado durante a rotina de preparação para  concursos.

carreira-profissional-cansado-estressado

Normal? Claro que não é normal e você deve evitá-lo a todo custo, sob pena de colocar todo o seu esforço a perder! Isso mesmo, justamente aquilo que causa o esgotamento (o estudo) poderá tornar tudo em vão!

Todos sabemos que para atingir o concurso dos sonhos é preciso sim de muito esforço, então começamos a tratar o esgotamento como um companheiro inseparável. Na verdade, ele é um verdadeiro amigo da onça. Senão, vejamos… De que adianta chegar na hora da prova com muita informação carregada, mas não conseguir recuperá-la? É como ter um HD de trocentos TB, mas com a cabeça de leitura danificada.

Para se saber se você atingiu o nível de esgotamento, é só ficar atento aos seguintes sintomas:

  • Comportamento errático (deixar cair a coisas das mãos);
  • Confusão mental (dificuldade de lembrar das coisas);
  • Vermelhidão nos olhos;
  • Falta de disposição persistente (Já acordar cansado);
  • Aversão à raciocínio complexo;
  • dentre outros.

Mas então o que fazer? A exemplo de muita coisas na vida, a solução é tentar agir com equilíbrio. Se você estiver com sono (atente que não estou falando de preguiça), durma! Sim, durma! Você verá que acordará muito mais feliz e disposto. Óbvio? Então por que você não faz? Ficar de “zumbi” na cama não ajuda muito nos estudos. 

Claro que existem outras maneiras peara catalisar o processo, por exemplo, exercícios físicos (moderados) e uma alimentação balanceada, mas não me sinto gabaritado para tratar desses temas. Agora quando a dormir… Como diz minha mulher, sou bom de cama. É deitar e dormir!

Tem alguma outra dica para evitar o esgotamento? Compartilhe conosco nos comentários deste post. Como você tem feito para evitar esse mal? 

Bons Estudos!

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">