6 passos para escolher a melhor Hospedagem de Sites para o seu projeto

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Chegou a hora de tirar do papel a ideia de criar um site. Mas, depois de muito pesquisar você não consegue decidir qual a melhor hospedagem de site para seu projeto. Não se preocupe, você não está sozinho.

Quando começamos um projeto na internet não sabemos por onde começar, qual hospedagem escolher e muito menos os recursos que devem ser buscados junto a empresa de hospedagem de site. Se neste momento você não sabe qual hospedagem escolher, siga os passos abaixo que o sucesso é garantido. Você vai conseguir escolher um bom provedor de hospedagem sem maiores dores de cabeça.

infraestrutura-tecnologia-datacenter-redes-servidor

Passo 1: Entenda seu projeto

O maior erro é querer escolher uma hospedagem de site sem entender nem mesmo o seu projeto. Você quer montar um site ou loja virtual? A partir da resposta desta pergunta você precisa escolher uma plataforma para seu projeto.

Se você deseja criar um site ou blog não há muita dificuldade na escolha da plataforma. Faça como a absoluta maioria das pessoas, escolha a plataforma WordPress para criar seu site ou blog. Com este CMS você vai ter todos os recursos de SEO, ferramentas e tudo mais que você precisar ao seu alcance, basta fazer a simples instalação de um plugin para cada necessidade.

Existem também os criadores de sites, porém, estes são mais limitados e não oferecem todos os recursos que são encontrados num site feito com WordPress.

Agora se a intenção é criar uma loja virtual as coisas mudam… A escolha da plataforma pode ser mais complexa. Se você quiser algo simples, fácil de administrar e com bons recursos, também pode escolher o WordPress tranquilamente para criar a loja virtual. Existe um plugin chamado WooCommerce que transforma um site WordPress numa loja virtual bem completa e cheia de recursos interessantes.

Agora se você quer algo mais avançado pode escolher Magento, que é considerada a plataforma mais completa para lojas virtuais. Mas lembre-se que, quanto mais completa, mais complexa é para um novato administrar o e-commerce.

Se você deseja criar uma loja virtual com recursos intermediários pode optar pela plataforma OpenCart, PrestaShop, entre outras. Essas plataformas são tão completas quanto a Magento.

Escolhendo a plataforma você pode ir para o passo seguinte.

Passo 2: Analisando os requisitos da plataforma escolhida

Depois de definir a plataforma as coisas começam a ficar mais claras. A escolha da melhor hospedagem de site vai depender diretamente da plataforma que você vai usar.

No caso do WordPress você basicamente precisa de uma hospedagem de sites (Linux de preferência) que ofereça o banco de dado MySQL/MariaDB. Por ser o mais popular de todos, geralmente o WordPress é suportado por quase todos os serviços de hospedagem.

A dica de ouro é dar preferência para a hospedagem Linux por que o PHP (que é a linguagem de programação usada pelo WordPress) tem um melhor desempenho no Linux. Além disso, o WordPress tem funcionalidades que trabalham melhor com o Linux.

No caso de hospedagem para lojas virtuais é interessante um olhar mais cuidadoso, por que plataformas de lojas virtuais podem ter necessidades específicas.

Outro ponto que merece cuidado é que lojas virtuais sempre exigem mais do servidor que sites e blogs. Lojas virtuais precisam de uma hospedagem um pouco melhor, então é importante verificar se o plano e serviço escolhidos por você vão suportar a plataforma escolhida para a loja virtual.

Passo 3: Estimando número de visitas

A escolha do tipo de hospedagem (compartilhada, VPS, cloud ou dedicada) é muito influenciada pelo número de acessos do site ou loja virtual. Quando um site recebe um número alto de visitas ele provavelmente não será comportado por uma hospedagem compartilhada.

Se você está começando seu projeto agora certamente o número de visitas vai ser bem baixo no começo, logo, uma hospedagem de site mais robusta é desperdício de dinheiro. Então a hospedagem compartilhada acaba sendo a melhor opção.

Agora se você espera receber um número alto de visitantes, seja por que você já tem um site conhecido ou por que vai investir em publicidade, precisa pensar na ideia de contratar o próximo nível de hospedagem de sites.

A hospedagem VPS seria a opção ideal para sites com muitos acessos. Esta modalidade oferece mais memória, CPU e muitos outros recursos e possibilidades. Ela tem um valor elevado, porém, acaba sendo indispensável para comportar sites com um alto fluxo de visitas.

Existem outras opções ainda mais caras como a Cloud e a Dedicada. A dedicada é o nível máximo de desempenho e a mais cara. Já a Cloud é bastante semelhante a VPS, porém, com a diferença de oferecer um serviço mais confiável, com um uptime maior.

Passo 4: Pesquise hospedagem com melhor custo benefício

Depois de entender seu projeto, analisar os requisitos da plataforma e estimar o número de visitas, você certamente já sabe qual o melhor tipo de hospedagem para seu projeto. Se você ainda não sabe, basta rever os passos do 1 ao 3.

Com isso em mente é só pesquisar por uma empresa confiável que ofereça um melhor custo-benefício. Existem rankings na internet que mostram quais são as melhores empresas de hospedagem do mercado.

Escolha o serviço que se encaixe nas necessidades do seu projeto conforme visto nos passos anteriores. A etapa de escolher a melhor empresa de hospedagem é fundamental para garantir que o provedor, além de anteder os requisitos do projeto, também seja confiável e não deixe você na mão.

O serviço de hospedagem de site contratado pode influenciar no SEO. Então a etapa de selecionar uma melhor hospedagem de site é de suma importância para evitar ter o site fora do ar ou com problemas de acessos, que são fatos capazes de gerar punições perante os buscadores.

Passo 5: Avalie os planos oferecidos

As empresas sempre oferecem vários planos diferentes. Entenda a diferença entre eles. Alguns planos vão simplesmente oferecer mais recursos como espaço em disco, domínios, mas não necessariamente vão suportar um maior número de acessos.

Para saber se o plano suporta um maior número de acessos basta verificar a diferença de CPU e memória entre os planos. Quando o plano não tiver nenhuma diferença nestes dois recursos, significa que, seja qual for o plano contratado, o número de acessos suportados vai ser o mesmo.

Neste caso você pode escolher o plano mais barato. A menos que você necessite de recursos adicionais que só estão disponíveis em outros planos mais caros.

Passo 6: Contrate a empresa que você vai pagar menos

Algumas empresas oferecem domínio grátis, outras não. Enquanto existem empresas que também oferecem certificado SSL grátis. Isso tudo deve ser levado em consideração para contratar o melhor provedor de hospedagem e permitir reduzir os custos para manter o site.

Não existe relação direta entre preço e qualidade, existem muitos serviços de boa qualidade com um ótimo custo-benefício. Fique atento também a promoções que são bastante frequentes no mercado de hospedagem de sites.

Dica bônus

No ranking da melhor hospedagem de site são mostradas as melhores empresas de hospedagem de sites do mercado, além de sempre divulgarem super descontos que você não encontra nem se acessar diretamente o site das empresas de hospedagem.

Você pode fazer um teste, ao acessar diretamente o site da empresa de hospedagem o preço quase sempre é maior do que se comprar pelo link do ranking citado acima. Isso ocorre porque no ranking do site hospedagemdesit.es eles disponibilizam sempre cupons de descontos que são muito pouco divulgados pelas empresas de hospedagem de site.

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Redação PTI

Mais artigos deste autor »

Portal dedicado ao compartilhamento de conteúdos relacionados a carreira em Tecnologia da Informação. Siga-nos nas redes sociais acima e acompanhe publicações diariamente :)


Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">