A evolução tecnológica, as interações sociais e o capitalismo

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Desde os tempos antigos quando o ser humano teve acesso ao fogo, o mundo tem passado por processos constantes de evolução que são definidos por suas fases e consequências. A fase presente é da evolução tecnológica, e sua consequência está na mudança da forma de comunicação entre as pessoas.

A tecnologia tem tomado espaço na vida de forma a afetar as relações da sociedade como um todo. Se antes era comum o envio de cartas para que houvesse uma comunicação entre grandes distâncias, hoje é possível se comunicar com alguém que esteja em qualquer lugar do mundo através de uma simples mensagem de texto por meio de aplicativos como o HelloTalk.

A evolução tecnológica mudou nossa forma de comunicação. (Fonte: Primavera Academy Skills)

A evolução tecnológica mudou nossa forma de comunicação. (Fonte: Primavera Academy Skills)

Como isso afeta as interações sociais?

Se antigamente as pessoas se encontravam em algum ponto físico para conversar e conviver, hoje não é mais necessário que isso aconteça. O comum atualmente é conversar através de um aparelho de celular ou um computador a qualquer hora. A consequência? Os encontros físicos se tornam cada vez mais raros e superficiais.

O hábito de encontrar amigos para socializar e ter momentos de lazer juntos é, de fato, uma moda do passado. Uma das novidades mais cobiçadas é a possibilidade de unir diversas pessoas online. Serviços como divisão da conta do bar, criar documentos entre várias pessoas, e jogos online multiplayer são reflexo da conexão interpessoal. Pessoas podem inclusive marcarem para jogar em casino. Há jogos como Tlempe Of Tut ou Temple Of Nudges onde facilmente é feita uma dinâmica entre os personagens envolvidos, possibilitando uma interação de socialização entre pessoas diversas em locais diversos.

Ao mesmo passo em que a tecnologia busca evolução e progresso visando facilitar a interação entre as pessoas – e em certo ponto alcança esse objetivo –, é possível observar um afastamento na convivência pessoal. Isso se traduz como um problema quando o contato com algum produto da tecnologia se torna mais importante que a pessoa ao lado.

E onde o capitalismo entra?

O capitalismo cada vez mais vem se fortalecendo e quando ambos – capitalismo e tecnologia – começam a andar com o mesmo propósito, têm-se a criação de mecanismos maléficos para a sociedade, como a obsolescência programada e a desigualdade social, visando lucro acima de tudo.

Obsolescência programada: a inovação constante da tecnologia. (Fonte: Anarquista.net)

Obsolescência programada: a inovação constante da tecnologia. (Fonte: Anarquista.net)

A obsolescência nada mais é do que o mecanismo de evolução massiva e constante dos meios eletrônicos que possibilita a comunicação da fase atual, visando o ganho de lucro para seu criador. Por exemplo, a Apple a cada ano lança uma nova versão com novas funções de modelos de celulares, computadores e relógios já conhecidos mundialmente.

As condições desiguais geradas a partir do avanço capitalista. (Fonte: Correio Braziliense)

As condições desiguais geradas a partir do avanço capitalista. (Fonte: Correio Braziliense)

A partir do momento em que a posse de um bem material, sendo ele um celular, um computador ou até mesmo de um lugar que mostre o quanto de dinheiro você possui, a desigualdade social se instala e é difícil a sua desconstrução. Cria-se, então, uma sociedade dividida pelo capitalismo.

O capitalismo é o vilão da história?

Não há a possibilidade de se apontar um único vilão para o que a evolução tecnológica trouxe para as interações sociais, e não seria justo culpar somente o capitalismo enquanto sistema econômico. Porém, discernimento é necessário para visualizar as consequências dessas fases, para que, aos poucos, atitudes possam ser tomadas em prol de uma evolução saudável, sustentável e consciente.

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Redação PTI

Mais artigos deste autor »

Portal dedicado ao compartilhamento de conteúdos relacionados a carreira em Tecnologia da Informação. Siga-nos nas redes sociais acima e acompanhe publicações diariamente :)


2 Comentários

AvatarLucas
1

Bom texto, porém preciso comentar alguns pontos que eu discordo.

Vejamos :

“O capitalismo cada vez mais vem se fortalecendo e quando ambos – capitalismo e tecnologia – começam a andar com o mesmo propósito, têm-se a criação de mecanismos maléficos para a sociedade, como a obsolescência programada e a desigualdade social, visando lucro acima de tudo.”
_________________

Não há nada maléfico aqui, desigualdade social por si só não é um problema. Qual país é mais desigual: Estados Unidos ou Zimbábue ? Austrália ou Venezuela ? Nova Zelândia ou Cuba ?
Em qual destes você gostaria de morar ?

Desigualdade sempre existirá, em países capitalistas existe desigualdade, porém toda a população tem renda altíssima. Já nos países socialistas, existe igualdade e… pobreza.

E quanto a obsolescência programada, mesmo se existir, ninguém é obrigado a comprar produtos mais recentes. Logo, não chega a ser um problema também.
_______________

“A obsolescência nada mais é do que o mecanismo de evolução massiva e constante dos meios eletrônicos que possibilita a comunicação da fase atual, visando o ganho de lucro para seu criador. Por exemplo, a Apple a cada ano lança uma nova versão com novas funções de modelos de celulares, computadores e relógios já conhecidos mundialmente.
_______________

E qual é o problema de ter lucros ? Ninguém trabalha para se endividar, portanto todos estão em busca de lucro.
____________________________

“A partir do momento em que a posse de um bem material, sendo ele um celular, um computador ou até mesmo de um lugar que mostre o quanto de dinheiro você possui, a desigualdade social se instala e é difícil a sua desconstrução. Cria-se, então, uma sociedade dividida pelo capitalismo.”
________________________

O preço de um produto é caro,em sua maior parte, devido aos seus impostos. Basta ver que Estados Unidos possuem produtos mais baratos ou seja,, menos impostos sobre eles. Já no Brasil, país mais socialista, os produtos tendem a ser mais caros. Os impostos encarecem tal produto.

Isto é, quem mantém a população gastando mais dinheiro para comprar algo que deveria ser barato se não houvessem impostos é o Estado. Se quer algo para culpar está ai um culpado.
______________________

“Não há a possibilidade de se apontar um único vilão para o que a evolução tecnológica trouxe para as interações sociais, e não seria justo culpar somente o capitalismo enquanto sistema econômico. Porém, discernimento é necessário para visualizar as consequências dessas fases, para que, aos poucos, atitudes possam ser tomadas em prol de uma evolução saudável, sustentável e consciente.”
____________________

O vilão é o Estado, que encarece produtos tecnológicos por meio de impostos. Mas não só isso.

Quem cobra impostos da população, reduzindo assim sua renda ?
Quem aumenta artificialmente o custo de mão-de-obra, deixando assim mais pessoas desempregadas ?

Países capitalistas possuem renda superior, mais empregos e melhor qualidade de vida.

Veja que é o Estado quem atrapalha a vida das pessoas.

Seu texto é bom mas é mais do mesmo.

AvatarRenato Gones
2

Parabéns ao Lucas pelo comentário e explicação mais que esclarecedora.
Resumindo o que o Lucas explicou: sempre haverá desigualdade social, mas no capitalismo a grande maioria vive bem e quem estiver um uma condição social inferior, com sua força de vontade e determinação, tem a chance e oportunidade de chegar em uma condição social melhor. Já no socialismo, todos ficam em uma condição social inferior e sem chance de melhorar, a não ser que consiga um cargo ou função de destaque dentro no Estado (governo) pois, no socialismo, somente o alto escalão do Estado (governo) é que fica na melhor condição social e desfruta de riqueza e conforto.

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">