GreenIT: 5 ações que qualquer empresa pode aplicar e ainda reduzir custos

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

A alguns anos atrás um tema me chamou uma certa atenção e até hoje é pouco conhecido e quase nunca implementado em qualquer organização no Brasil. O tema que chamou tanto a minha atenção foi o GreenIT, que se preocupa em minimizar os danos causados pela tecnologia no meio ambiente e na maioria dos casos reduzir os custos operacionais da TI ou equipamentos tecnológicos.

Muita das vezes é difícil convencer a alta direção para apoiar a aplicação de uma “cultura verde”, mas com passos simples e provando a redução de custos, há a possibilidade do patrocínio ser muito mais fácil por parte da organização.

1

Veja abaixo algumas ações que podem ser aplicadas para diminuir o impacto ao meio ambiente e reduzir custos para a empresa:

1- Utilização de GPO

A utilização de políticas de grupo é a principal delas. Com um custo próximo a zero para ser implementado, é a porta de entrada para redução de custos. Várias políticas de grupo podem ser implementadas, tais como:

  • Fazer com que todos os computadores (ou parte do parque tecnológico) sejam desligados após o horário de trabalho;
  • Reduzir o tempo que o computador hiberne após um período sem que o mouse se mexa;
  • Configuração de impressão em dupla face;
  • Dentre outras

2- Impressoras

O custo com impressão costuma ser bastante oneroso para as grandes organizações, pois há vários fatores necessários para seu funcionamento, tal como como toner/cartuchos, manutenção, papel e, em alguns casos, o aluguel dos equipamentos. Uma das possibilidades de reduzir os custos minimizando os impactos ao meio ambiente são:

  • Identificar o ciclo mensal de impressão de cada impressora e adequar a quantidade delas ao ciclo. Na enorme maioria dos casos isso representa uma redução no número de dispositivos da organização;
  • Ao reduzir o número de impressoras a tendência é que haja uma diminuição de impressão desnecessária, visto que o usuário irá andar mais para buscar sua impressão;
  • Assim como citado no primeiro tópico, configurar impressão em dupla face (frente e verso). Quando não há essa possibilidade de aplicar o GPO em todo o ambiente, a maioria das impressoras modernas conseguem ser configuradas para este padrão.

3- Aquisição de novos equipamentos

Ao adquirir novos equipamentos o gestor poderá identificar a eficiência que cada equipamento possui. Monitores LED, por exemplo, tem um custo de energia muito mais eficiente que monitores LCD ou de tubo, podendo alcançar uma eficiência energética 10x maior. Como identificar o melhor equipamento para a compra?

  • Identificar o consumo de energia de cada equipamento;
  • Realizar um estudo do custo mensal de energia que o equipamento terá em 8 horas de trabalho diário e multiplicar por número de equipamentos. Ao fazer essa análise você poderá identificar a real redução de custos que a escolha do dispositivo mais ecológico terá;
  • Substituir monitores de tubo por monitores LCD ou LED;
  • Substituir equipamentos obsoletos (a redução de custos poderá justificar a troca), pois eles costumam ter uma pior eficiência energética.

4- Eliminação de ativos tecnológicos

Em alguns estados do Brasil estão surgindo leis de coletas seletivas empresariais. Elas preveem que todo o descarte de lixo da organização tenha tratamento e que todos os custos para que isso ocorra devem ser custeados pela própria empresa que gera o resíduo. Ações que podem minimizar o impacto do lixo e reduzir custos:

  • Solicitar coleta inversa do bem a ser descartado. Por lei, as fabricantes brasileiras devem fazer a logística reversa para tratar o lixo eletrônico sem nenhum custo à organização, sendo a coleta realizada in loco;
  • O equipamento pode ser vendido pela organização;
  • O equipamento poderá ser doado a funcionários ou instituições.

5- Refrigeração dos servidores

Em vários data centers que visitei, existiam diversos ar-condicionados ligados na potência máxima para melhor refrigeração, mas isso não era necessário. Além de consumir mais energia, ar-condicionados ligados na potência máxima terão uma vida útil menor e se faz mais necessário soluções de mitigação em casos de falhas. Algumas ações que podem minimizar os custos são:

  • Reorganização do data center, criando corredores de ar frio e ar quente;
  • Ativar controle automático de temperatura para que climatização não seja superdimensionada;
  • Se possível, migrar alguns serviços para a nuvem (em empresa especializada e preparada para isso).

Conclusão

Aplicar conceitos de GreenIT podem parecer distante para a cultura da maioria das organizações, mas pequenos passos podem ser realizados para reduzir os custos operacionais e o impacto no ambiente. É possível criar um cultura verde na empresa sem que hajam profundas e desagradáveis mudanças no dia a dia do trabalho.

O que você acha sobre o tema? Já viu essas práticas realizadas em alguma organização? Quais outras possibilidades simples de aplicação de GreenIT nas organizações você pode sugerir?

Deixe sua opinião na área de comentários abaixo!

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Victor Hugo Formiga Martins

Mais artigos deste autor »

Victor Martins possui MBA de Gestão Estratégica de TI pela Fundação Getúlio Vargas, Bacharelado em sistemas da informação pela Unieuro-DF e tecnológico em em Redes de Computadores pelo IESB. Atualmente ocupa o cargo de gerente de contas de TI e acredita que o compartilhamento de informações poderá impactar positivamente a vida profissional de muitos.


1 Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">