Atualização Google – Operação PINGUIM

A cada atualização que passa mais complexo e melhor segmentado se torna os resultados na busca do Google, a intenção é realmente levar ao consumidor que utiliza o buscador o conteúdo mais relevante possível.

Vale lembrar que os clientes do Google não necessariamente são os investidores em Google Adwords ou Sites e Portais em geral, o interesse e zelo do Google está no consumidor, no usuário da plataforma, portanto, não se surpreenda de cada vez mais o trabalho de otimização e relevância se tornar mais complexo. A cada atualização muita gente tem perdido pontos, outros aumentado e realmente muda o cenário das buscas atuais. Com o PANDA foi assim, e agora com o PINGUIM?

Operação PINGUIM

Não há uma renovação em toda a lógica do sistema de rankeamento no Google, o que está sendo proposto com a atualização é um rigor maior com sites super-otimizados. Vamos entender fora da luz da tecnologia: O Google quer levar relevância ao consumidor final, portanto, alguns sites – super-otimizados – em partes, ou totalmente, não são a melhor indicação para aquela busca, mas por se tratarem de uma forte otimização acabam se posicionando acima dos que realmente tem relevância. Por isso e outros detalhes há a preocupação no bloqueio da super-otimização. Não quer dizer que o mercado de SEO desvalorizou, pelo contrário, ele super-valorizou, mas agora para profissionais que não só tem formação tecnológica, mas que levam também em consideração questões de persuasão, estratégia de conteúdo e aperfeiçoamento constante do mesmo.

Vai ser uma forte diferença entre quem somente depende de lógicas de estruturas otimizadas de SEO, como alguns modelos espalhados pela Web, contra aqueles que realmente são trabalhados desde a raiz até o pensamento do conteúdo persuasivo e estratégico que será disponibilizado no Portal, no site, no blog…

As técnicas Black Hat, tais como: Keyword Stuffing, Cloaking, Fazenda de links e companhia da esperteza (risos) estão na mira do PINGUIM.

Opinião

Como citei acima, o SEO está sendo valorizado e profissionalizado, partindo para questões mais humanas e não meramente tecnológicas. Se observarmos bem, o Google nada mais quer do que deixar seu sistema cada vez mais humano, mais competente no que trata do interesse da busca do seu usuário. Ficar atento a elementos básicos das necessidades nas buscas e seus interesses somados a tecnologia é muito complexo, não são apenas técnicas retratadas em livros ou vídeos. Estamos vendo, do Panda para cá, atualizações objetivando a humanização do processo de busca, a coerência e assertividade, logo, a dica é: não foque seus esforços de SEO somente em técnicas de otimização, foque também (muito mais) em conteúdo de qualidade!

Um forte abraço, sucesso a todos.

Luiz Castro Junior

Mais artigos deste autor »

Diretor da Alpis Consultoria.
Consultor Certificado 8 Ps - Marketing Digital, Planejamento Estratégico digital, Gestor de Projetos.

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!


sete − = 1

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>