Redes Sociais e a Liberdade de Expressão. Ajuda ou atrapalha?

Primeiro vamos definir o que é “Liberdade de Expressão”: É o direito de manifestar livremente opiniões, idéias e pensamentos. É um conceito basilar nas democracias modernas nas quais a censura não tem respaldo moral. Bom, acredito que “Democracia” não seja necessário demonstrar uma definição, pois, teoricamente, vivemos em uma. Mas, uma coisa é certa: a época da Ditadura e da Censura já ficaram na história há muito tempo.

Então, neste ponto, volto a temática inicial – como saber se o que você publica em seu blog, Twitter, Facebook, Linked in ou quaisquer outras redes sociais, estará indo a favor ou contra você? Confesso que não tenho a resposta para isso e acredito que ninguém tenha. Isto é muito subjetivo. O importante é saber que o que você está escrevendo não vai de encontro com a constituição, afora isso, fico sem saber aonde termina a linha tênue que separa o bom do mal na grande rede.

É importante saber que, neste século que vivemos, a sociedade está totalmente inserida no mundo da informação. A Internet está nas residências, praias, bares, shopping, restaurates e tudo com livre acesso. Ou seja, tudo que o você escreve, instântaneamente é visto por milhares de pessoas. Pessoas estas que irão ler, interpretar e julgar. Julgar? Pois é, neste ponto que inicia-se a linha tênue. O seu texto poderá ter milhares de julgamentos – bons, ruins, excelentes, péssimos – e, conforme for, você poderá ir do céu ao inferno.

A semente que quero deixar para discussão (no sentido afetivo) é: Porque, na grande maioria das vezes, o autor de uma publicação, principalmente, quando é mal interpretado, não tem o seu direito de resposta, de defesa, a fim de explicar o que passava por sua cabeça quando escreveu aquele artigo, aquela notícia, quando divulgou os serviços de uma empresa, quando realizou parcerias com outras empresas? O que impede de você estar trabalhando em uma empresa multinacional e divulgar as oportunidades de emprego, treinamentos e serviços de micro-concorrentes (empresas bem menores e locais que atuem no mesmo ramo)? Porque a sociedade julga sem conhecer o “outro lado da moeda”?

Bom, este é um artigo de reflexão, a fim de gerar um debate sadio e, quaisquer semelhanças com a realidade, são meras coincidências :)

Antes de me julgar, peço que me procure, a fim de que eu possa esclarecer toda e qualquer dúvida. Após isso exerça a sua liberdade de expressão!

Gostaria de finalizar, deixando o trecho de uma música do grupo Casuarina, chamada “Ponto de Vista”.

“Do ponto de vista da terra quem gira é o sol
Do ponto de vista da mãe todo filho é bonito
Do ponto de vista do ponto o círculo é infinito
Do ponto de vista do cego sirene é farol

Do ponto de vista do mar quem balança é a praia
Do ponto de vista da vida um dia é pouco
Guardado no bolso do louco
Há sempre um pedaço de Deus
Respeite meus pontos de vista
Que eu respeito os teus”

Também sou amante da boa música e, esta, com certeza pode resumir tudo que escrevi neste artigo.

Deixem suas opiniões e experiências que já tiveram com redes sociais x liberdade de expressão.

Fonte 1: http://blog.businessintelligencebrasil.com/2012/07/artigo-redes-sociais-e-liberdade-de.html
Fonte 2: http://pt.wikipedia.org/wiki/Liberdade_de_express%C3%A3o

Claudio Bonel

Mais artigos deste autor »

33 anos, casado, amantes de esportes e de música, profissional de tecnologia da informação desde 1996, instrutor, palestrante, editor do Blog Business Intelligence Brasil e Super Liderança e, autor dos livros Oracle Hyperion Essbase - Guia Prático e O guia da super liderança: Conduzindo você para o sucesso!.

1 Comentários

Marco Bastos Jr.
1

Concordo com o que foi falado. Bela letra de música ao final, ilustra bem a complexidade do tema. Assunto muito importante nos nossos dias, este.

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!


sete + = 8

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>