Kernel do Linux soma 13 mi de linhas de código, segundo Linux Foundation

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

A Linux Foundation divulgou seu relatório anual onde detalha as origens das contribuições para o código-fonte do Linux, indicando quais empresas e programadores mais participaram na construção do sistema.

Atualmente o kernel do Linux está na versão 2.6.35 e já possui mais de 13 milhões de linhas de código.

As atualizações são liberadas a cada 3 meses aos usuários. A taxa de correções no kernel a cada liberação chega a 10 mil patches.

Hoje são mais de mil desenvolvedores representando cerca de 200 corporações. Mas desde 2005 (quando os relatórios começaram a ser feitos), mais de 6100 desenvolvedores de 600 empresas diferentes já contribuíram com o kernel.

E são justamente as empresas que mais contribuem com o desenvolvimento do sistema, vindas de diferentes ramos de atuação. Intel, Nokia, Samsung, Novell, IBM, Google estão entre as mais atuantes. A Red Hat foi a campeã deste ano, sendo responsável por 12% de todas as alterações feitas nas linhas de código.

Mas nem mesmo a Red Hat consegue rivalizar com desenvolvedores independentes. Estes foram responsáveis por 19% dos códigos em 2010. E ainda há uma quantidade de programadores que foram responsáveis por 11% das atualizações, porém a Fundação não conseguiu identificar se são independentes ou com vínculo a alguma empresa.

Na página da Linux Foundation é possível encontrar o relatório completo, que traz informações e listas com os principais colaboradores do kernel e suas atualizações.

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Profissionais TI

Mais artigos deste autor »

Eventos, cursos, livros, certificações, empregos, notícias e muito mais do mundo da TI (Tecnologia da Informação).


Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">