A dificuldade do primeiro emprego no mercado de TI

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Trabalhar com computadores e com tecnologia de ponta é o sonho de qualquer profissional apaixonado por novidades.

A cada dia que passa, é um novo aparelho eletrônico sendo lançado no mercado, um novo software utilitário e outras tantas novidades que fazem a gente gostar ainda mais da informática.

É uma área desafiadora, pois a necessidade de atualização é constante. A vontade de aprender e ultrapassar obstáculos deve ser a fonte alimentadora para as pessoas que almejam uma vaga que envolva diretamente a tecnologia.

dificuldade-primeiro-emprego-mercado-ti

A tecnologia da informação traz um leque bem diversificado das inúmeras possibilidades de se trabalhar com tecnologia. Pode-se atuar em atividades que envolva programação, manutenção e suporte, banco de dados, segurança da informação e outras inúmeras áreas.

Escolher uma profissão é uma etapa bem importante na vida para aqueles que não tiveram ainda nenhum contato com o mundo profissional. Nesse momento, tem que se levar em conta não só o salário da profissão, mas todo o esforço que será necessário para alcançar os seus objetivos.

No mercado de trabalho, existem diversas vagas em aberto esperando por bons profissionais. Entretanto, se você nunca trabalhou ou não tem nenhuma experiência de trabalho com informática, ficará muito difícil conquistar uma dessas oportunidades de emprego.

É justamente nesse ponto de vista que analiso as dificuldades de um profissional de TI conseguir uma vaga no mercado de trabalho quando se trata do primeiro emprego. A maioria das vagas pedem experiência comprovada, certificações e outros requisitos que impedem que os profissionais de TI que estão terminando a faculdade possam ter uma oportunidade de trabalho.

Algumas ações tentam ajudar para que qualquer pessoa possa ter uma relação de trabalho, principalmente quando se trata do primeiro emprego. Uma dessas ações se refere ao Programa Menor Aprendiz. Jovens com 16 anos podem trabalhar nas empresas e ter as mesmas garantias trabalhistas legais que um funcionário comum.

Entretanto, que jovem nessa idade estará terminando a faculdade no curso de tecnologia? Então esse programa não atende à necessidade daqueles que estão se formando em curso de tecnologia. Se as empresas pedem experiência em suas oportunidades de emprego, como atender essa demanda de pessoas que se formam na área de TI mas nunca trabalharam?

Durante o curso, até por questões de formação, é obrigatório que o aluno do curso de tecnologia faça um “estágio” para permitir que ele seja aprovado na faculdade. Entretanto, quando esse profissional termina o seu estágio, que tem uma duração entre um ou dois anos, não tem a certeza que será efetivado como funcionário na empresa onde estagiou.

E se não é efetivado, como conseguir o verdadeiro emprego se a experiência que as empresas cobram são muito além das atividades realizadas como estagiário? É uma situação difícil de se equilibrar. Diversas empresas ignoram o fato do estágio ter ocorrido. Para elas, estágio não é emprego. Então estagiar não significa aprender? Não teve experiência adquirida durante o estágio?

São perguntas que quase não se tem respostas. Se a cada dia o mercado fica mais acirrado quanto aos requisitos mínimos para contratar profissionais de TI, como alguém que nunca trabalhou com informática vai poder concorrer a uma dessas vagas?

E esse problema só tende a piorar na medida que a idade do profissional avança. Alguém que se forma na área de TI e que possua mais de 40 anos de idade, terá uma dificuldade maior que um recém-formado jovem na mesma área. Diversos programas de trainee nas empresas aceitam pessoas formadas com idades até 25 ou no máximo 30 anos (e olhe lá).

Contudo, realmente fica muito difícil conseguir um emprego se antes ninguém der oportunidade para os profissionais que não possuem nenhum tipo de experiência com informática.

Qual sua opinião sobre este polêmico assunto?

Até a próxima!

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Roney Médice

Mais artigos deste autor »

Coordenador de Segurança da Informação do Terminal Retroportuário, no Porto de Vitória, com mais de 17 anos de experiência na área. Consultor de Segurança da Informação do Grupo Otto Andrade. Perito em Computação Forense. Membro Fundador do CSA - Cloud Security Alliance, Membro do Comitê ABNT/CB-21 em Segurança da Informação. Graduado em Ciência da Computação, Direito e MBA em Gestão de Segurança da Informação.


67 Comentários

Paulo Ricardo
1

Boa Noite Roney Médice, quero relatar que no momento é isso que estou passando, meu problema é esse, sou um recém-formado não faz nem 1 mês e como estagiei em uma instituição pública ao fim do estágio não há possibilidade de efetivação, por mais que precissem do seu serviço e gostem de você, lá eu fazia o trabalho de um verdadeiro analista de sistemas , programar, levantar requisitos , coordenar reuniões(apesar de ser estagiário ), ganhei uma boa experiência , estou com dificuldades em conseguir minha primeira oportunidade real profissional, com a alta exigência do mercado que quer profissionais com experiência em carteira, certificações ,etc.Não abrindo espaço mesmo para nós, jovens formados, está realmente a cada dia mais difícil, programas de treinee são ótimos para se começar , mas nem sempre os candidatos tem as características , uma vez que eles abordam mais uma área gerencial , os setores de RH não estão sabendo avaliar direitos os candidatos e o mercado anda acirrado, mas em fim ,deixo aqui que concordo com as idéias expressas em seu artigo e digo que enquanto houver chance haverá forças para lutar para conseguir a tão sonhada vaga. Abraços

Guilherme
2

É a pura verdade, estou no quarto (de seis) semestre de Análise de Sistemas e não consigo estágio na área, mal consigo uma entrevista de emprego, em 7 meses apenas 2 !!!
To pensando em largar essa área… Depois reclamam que os profissionais de TI são mercenários !!! Uma ou outra empresa que dão oportunidade para estágio/trainee. Eles querem um estagiário ProgramaAnalista, cursando ensino superior, que saiba 5 linguagens, 10 SGBDs, 150 frameworks, 999 certificações, poliglota, e tudo isso para pagar 600-800 reais ! :)
Não tenho vivência de mercado para saber se tem muito estagiário inútil e vagabundo, que manchem a imagem de pessoas como eu, que querem trabalhar e não ficar falando que fez o aplicativo do escambau !

Eduardo Correia
3

Bem isso, tenho 27 anos acabei o técnico e estou fazendo analise de sistemas, a experiencia na qual não tenho, pesa muito e a idade também.
Aonde está estas vagas que a mídia até as próprias escolas falam que o mercado de T.I. faltam profissionais, as empresas não dão oportunidade para novos profissionais, ontem vi uma vaga de estagio que pedia experiencia. não seria o estagio um lugar para aprender e desenvolver o que foi ensinado na escola?…………..realmente e da forma que o amigo comentou… tem que conhecer e saber todas as linguagens, 999 certificações, ter no minimo 3 idiomas, conhecer de projetos ter realizados os mesmos, e o mais legal que é a minha realidade, vaga para estagio em programação web com link de portfólio de trabalhos feitos, cara se estou procurando estagio não seria para iniciara vida profissional na de área em questão………………..

Thiago
4

Meu caso é diferente, porem está difícil arrumar um bom emprego na área de Tecnologia na minha cidade, Petrolina-PE. Fiz umas 7 entrevistas e querem pagar o salário entre 800 a 1500 reais. Estou terminando minha pós-graduação e vejo que essa remuneração fica muito aquém da satisfatória, além dos gastos com cursos, certificações entre outros. Fica aqui um pouco do meu desabafo: http://www.thiagomedeiros.com/blog/noticias/desabafo-em-busca-de-um-novo-emprego

Eliane
5

Caro Roney, concordo plenamente com vc. Nunca vi tantas verdades a respeito da área de TI em um só texto. Fico muito feliz em saber que ainda há pessoas sinceras na área, pois o que mais tenho visto por aí são propagandas enganosas a respeito deste mercado, prometendo milhares de vagas e salários enormes. Doce ilusão, pois não há perspectiva para os iniciantes. Sou formada em Sistemas de Informação desde dezembro de 2012 e apesar da constante busca só tive a oportunidade de participar de 1 entrevista de trabalho desde que me formei. O mercado está muito exigente e não dá oportunidade para iniciantes. Como vc disse o estágio não nos prepara para a vida profissional como deveria, ainda mais na minha região que fornece poucas opções na área de TI. A idade é mais um problema que enfrento além é claro do fato de ser mulher. Além dos estágios tive a oportunidade de trabalhar na área de suporte durante 3 meses quando ainda estava na faculdade e posso afirmar que o preconceito por eu ser mulher foi um dos fatores determinantes para que eu não continuasse no emprego. Então é isso, meu diploma está ali lindo e perfeito juntamente com a medalha que ganhei por ter obtido a melhor média global de notas durante a faculdade, ambos dentro da gaveta à espera de uma oportunidade, que apesar da minha constante busca ainda não veio. Já pensei várias vezes: valeu mesmo a pena todo esforço e sacrifício para me tornar Bacharel em Sistemas de Informação?? Se muita coisa não mudar a resposta continuará sendo NÃO.

Werther
7

Artigo muito bom, porém a dificuldade de entrar no mercado de TI é apenas a ponta do iceberg. Depois que a área ficou cada vez mais terceirizada, o mercado foi se corroendo aos poucos. As grandes “terceirizadoras” consomem todas as oportunidades disponíveis no mercado, deixando as menores com vagas das quais poucos gostariam de trabalhar, pelo menos até serem contratados e perceberem o tamanho do problema que terão que resolver.

Aqui surgi mais uma dificuldade, como os candidatos que estão iniciando no mercado, dificilmente conseguirão uma vaga em uma grande Consultoria a não ser que tenham um CV impecável, lhes resta então trabalhar com as menores, que são menos competitivas no mercado. E para suprir esse déficit de competitividade, esfolam o profissional até os ossos, provavelmente deve ser por isso que quase não tem profissionais com mais de 40 anos nesse mercado.

Depois disso temos a questão das “Terceirizadoras” não registrarem o “coitado”, normalmente são regimes como PJ, CLT Flex e todo tipo de “jeitinho” para não pagar impostos, pois o governo “desce a lenha” nas empresas e as empresa como alternativa “descem a lenha” nos profissionais, que no momento que forem mudar de emprego, vão perceber o tamanho do prejuízo que levaram por aceitar trabalhar com estes regimes que só são bons para as “terceirizadoras”.

Infelizmente poucas empresas privadas contratam um profissional de TI diretamente sem ser através de uma “terceirizadora”, justamente por que assim não terão problemas com contratações e até processos futuros fica tudo na responsabilidade da “terceirizadora”, que obviamente cobrará um preço por isso ou seja se um profissional custa 40 a hora para consultoria, para seu cliente este profissional custará 70 ou bem mais.

O novo profissional terá que ficar ao menos um ano trabalhando terceirizado, até ser avaliado e provar que tem capacidade para trabalhar quase igual a um escravo, após passar por essa etapa ele pode ou não vir a ser efetivado no cliente da “terceirizadora”.

Assim vejo outro problema que é a questão da instabilidade em um emprego só, muitos dos colegas que conheci nesses 10 anos de carreira, já trabalharam em pelo menos umas 20 empresas, mais ou menos duas a cada 6 meses, alguns ficaram 1 ano ou até 3 em apenas uma, mas pouquíssimos passam deste prazo. Primeiro por que surgem oportunidades melhores e segundo por todos os problemas que citei acima.

Ou seja trabalhar com TI no Brasil não é um desafio, mas sim uma carreira que vai te deixar com alguns problemas de saúde!

Muitos se atraem pelos altos salários e a dificuldade de entrar nesse mercado da uma aparência desafiadora e o jovens adoram desafios, mas não sabem o que os espera nesse tão “promissor” mercado.

Eu lembro que quando era mais novo ficava com a imagem de grandes sucessos do mundo de TI, como Steve Jobs, Mark Zuckerberg e etc… Mas me esqueci que estou no Brasil, o país com alta carga tributária e pouco retorno para todos, a nação das injustiças.

Marcondes
8

Eu mesmo demorei 5 anos para entrar no mercado de trabalho de TI, trabalho em uma consultoria da forma como muitos descreveram acima, mas sem nenhuma perspectiva de crescimento ou de ganhar um salário digno, sou DBA, tenho graduação e especialização em banco de dados (pos) e caminho para minha primeira certificação, e tenho algum domínio da língua inglesa. Mas apesar de tudo ainda acredito em dias melhores para nós profissionais de TI.

Daniel
9

Estou no ultimo periodo da faculdade de analise e desenvolvimento de sistemas na Estacio do RJ, e concordo com todo mundo aqui no site, que esta dificil de arrumar emprego e estagio. Demorei quase 1 ano para conseguir o meu estagio, fiz um monte de entrevista, possuo 3 certificações, cursos, e nada de conseguir algo concreto.

João Kênio
10

Gostei do post.
Quando estava cursando minha faculdade, eu sempre pensava no meu primeiro emprego depois de graduado. Como iria ser!? Quando era graduando, tive a oportunidade de trabalhar em duas empresas. Nelas, aprendi bastante coisa, e me serviu bastante para meu curriculum e minha experiência profissional.
Terminei minha faculdade em Sistemas de Informação no final do ano passado (2012), e logo em seguida tive a oportunidade, ou melhor, sorte, de conseguir um emprego na minha cidade, numa Fábrica de Calçados. E estou nela até hoje.
No começo foi muito difícil, pois a empresa não tinha ninguém que trabalhasse com TI, então tive que me virar sozinho. Pesquisando e pedindo ajuda a várias amigos.
Seis meses depois, ainda estou aqui na empresa, aonde já foi desenvolvido e melhorado bastante coisa. E a cada dia de cada estamos melhorando ainda mais.
Uma dica para os recém formados: Não pense que vai sair da faculdade e ganhar rios de dinheiro. Na faculdade você aprende bastante coisa, mais não suficiente para encarar os problemas e soluções do ambiente corporativo. Você aprende mesmo é no dia a dia. No braço, como muitos costumam dizer. Então, procure se especializar/qualificar no que realmente você gosta. Depois disso sim. Você vai ganhar dinheiro. Mais para isso… você tem que ralar bastante.

Abraços.

FELIPE
11

É difícil entender a aflição das pessoas sem saber quanto ganham ou almeijam ganhar. Quando estava na 1a fase eu já corri atrás (e consegui) de estágios envolvendo manutenção de computadores. Isso com a única intenção de entender o mercado de trabalho. Trabalhei uns 2 anos nessa área e foi MUITO bom pra mim.. ganhei jogo de cintura com usuário e isso me serve até hoje. Depois disso, era hora de um estágio na área.. e quem quer estágio não pode nem perguntar sobre salário na entrevista na minha opinião.. qualquer troco é lucro. Eu trabalhava 8h por R$500,00 e aprendi C#.net/Delphi/SQL Server. Foi meu primeiro contato com SQL.. direto no trabalho, uma apostila em PDF e 2 dias sem nenhuma terefa, só estudando sozinho.. fiquei nesse lugar 1 ano e comecei a pular de empresa em empresa, sempre ganhando pouco mas aprendendo muito.. quem pegava meu currículo via alguém que se empenhou em trabalhar a vida academica toda e acho que isso facilitou. Não demorou pro primeiro emprego com carteira assinada.. foi em um supermercado na regiao.. ficava na área de TI desenvolvendo softwares pararlelos aos do mercado (geralmente gambiarras que facilitavam muito o dia a dia de diversas áreas, além de desenvolver o sistema de controle do estacionamento deles).. pronto! Estava no mercado, ganhava uma miséria (R$1200 em 2008) mas seria questão de tempo pra conseguir algo melhor. O segredo é, na minha opinião, absorver o máximo de experiência qdo vc pode, ou seja, qdo é novo. Até o último semestre da faculdade procure peregrinar por todo tipo de empresa.. TUDO é válido! De lá fui chamado de volta praquela empresa que falei que aprendi SQL no braço ganhando R$1700 (com carteira) e depois comecei a buscar outro canto que pudesse me pagar pelo menos R$2500. Hoje estou na faixa dos R$3500 e em breve vai pular pra R$4000,00 com 26 anos de idade, iniciando pós graduação em desenvolvimento mobile. Não estou rico, mas pelo menos me orgulho de nunca ter me acomodado. Poderia estar ganhando mais? Sim, mas só se eu inovar, criar algo, vender.. ou então se eu estudar ainda mais pra me certificar. Do céu não cai nada..

Kleyton
12

As empresas são muito exigentes principalmente na área de TI, não querem apenas qualificações e experiência na área, tem que ter mesmo os 999 certificados, uns 5 idiomas e fazer muito mais além do que se espera… e Quando uma empresa vai contratar, você pensa que terá uma equipe boa pra se trabalhar, pra dar um apoio, passar as informações básicas da empresa, como funciona, pra saber como e por onde começar, a empresa te coloca no cargo A pra realizar as tarefas x, y, z… Trabalhei numa empresa pra dar suporte, não sabendo que ficaria com a responsabilidade de administrador de toda a área de TI, dar suporte, fazer reparos em sistemas, redes, usuário, banco de dados, etc… e ocorreu aquela situação chata de o antigo TI não deixar nem a senha do servidor de internet…

Realmente as empresas exigem muito e pagam pouco, fazendo o empregado de escravo…
Nós que estudamos e nos dedicamos pra se qualificar, buscando conhecimento e as novidades da tecnologia, deveríamos ser melhor recebidos para que possamos ter um bom relacionamento na empresa fazendo com que seus empregados possam trabalhar de forma positiva e produtiva para empresa. Só queremos ser bem recebidos e obter nosso espaço na sociedade o no mercado de trabalho!!!

Renan
13

Mais um excelente artigo.
Compartilho, no geral, das mesmas ideias dos comentários acima. Seria retórico falar tudo de novo,
Contudo, algumas das minhas opiniões:
– Sobram vagas na area de TI? SIM!
– Falta mão-de-obra? Jamais.
Falta bom senso, dedicação e desenvolvimento das companhias/empresas.
Se acham que o jovem é afoito, apressado, que quer crescer rápido, respondo o mesmo para a empresa, a qual não quer dedicar tempo para desenvolver/moldar os iniciantes. Depois reclamam da alta evasão e baixa retenção da mao-de-obra: fazem por merecer. O mundo vem mudando, a geração Y se aprimorando e as empresas estagnadas na sua soberania e status para o vinculo de dependencia ao funcionário (até o momento que começa a deixar de lucrar efetivamente).

Rodrigo de Oliveira
14

É a pura verdade, estou formado a 4 anos em Sistemas e não consigo emprego na área, mal consigo uma entrevista de emprego, em 7 meses apenas 2 !!!
To pensando em largar essa área… Depois reclamam que os profissionais de TI são mercenários !!! Uma ou outra empresa que dão oportunidade para estágio/trainee. Eles querem um estagiário Programa Analista, cursando ensino superior, que saiba 5 linguagens, 10 SGBDs, 150 frameworks, 999 certificações, poliglota, e tudo isso para pagar 600-800 reais ! :)
Não tenho vivência de mercado para saber se tem muito estagiário inútil e vagabundo, que manchem a imagem de pessoas como eu, que querem trabalhar e não ficar falando que fez o aplicativo do escambau !

Fábio
15

Vamos ser realistas.O mercado de TI no Brasil é uma porcaria, porque?
Primeiro, é que mais ou menos 70% dos profissionais dessa área são péssimos profissionais.
Segundo, é o péssimos salários pagos pelas empresas, que devido a ter muita mão de “obra” que na sua maioria das vezes é mal qualificada, fazendo assim com que esses profissionais se “prostituam” por salários ridículo.

As vagas de estágios que vemos pelos site de vagas de emprego da vida, ultrapassa o ridículo.
Cito uma vaga que vi certo dia em um desses sites que não lembro o nome: Vaga para (Estagio,exigências,conhecimento e Postgre, Oracle, SQL, JAVA, JavaScript, PHP, CSS e fluência em Inglês).Isso tudo para estagiar em uma empresa.
Vocês acham que em 4 ou 5 anos de Faculdade da pra aprender tudo isso, e ainda ter experiência nos mesmos?

Me deixa revoltado só de falar nesse assunto. Pra ser sincero não foco no mercado nacional, a visão está fora do país, lá fora está a tecnologia, o dinheiro, o real conhecimento é claro os melhores na área.

Seja o melhor ou pelo menos esteja junto dos melhores.
Foco!

Daniel Pires
16

Depois de ler os comentários acima nem vou me estender muito, apenas dizer que estou na faixa dos 40 anos, estagiei na empresa onde já trabalhava, mas por ser pública, e eu estar elencado em outro cargo, não fui efetivado no cargo da área, imagine a minha dificuldade em encontrar emprego no mercado. Realmente a nossa área necessita de algumas mudanças e urgentes!

Alt
17

Ola pessoal. Eu também concordo com tudo oque li aqui; O mercado esta exigindo cada vez mais conteúdo e pagando menos, minha idéia é tentar exercer a função no exterior, pois já morei na Irlanda e por incrivel que pareça, lá precisam muito desses profissionais com salários anuais excelentes, coisa de 30 Mil Euros acima, sem dizer que o custo de vida é uma piada.
Estou cursando Informatica para gestão de negócios, espero poder entrar em algum ramo da informática, caso contrário irei partir para a area que o curso também oferece que é negócios. Podem pesquisar essas vagas que falei na Irlanda aqui : http://www.fas.ie

Qualquer coisa mantenham contato, será um prazer!

Amanda
18

Adorei o texto,muito bom.Gente eu estou começando a minha vida profissional agora,tenho 19 anos e dois cursos técnicos,telecomunicações e redes de computadores que cursei no SENAI e estou estagiando agora.Em relação as exigências e dificuldades da área percebo que são muitas pq a empresa onde estou me coloca pra fazer de tudo,desde suporte ao usuário a instalação, configuração e segurança da rede,sem contar que já montei servidores e um banco de dados para a empresa…Tenho um supervisor que tem ensino superior mas sabe menos do que eu,e posso falar a minha maior dificuldade além claro do trabalho,é ter força suficiente pra mostrar o quanto as mulheres tem capacidade,nós sofremos com o pré-conceito por duvidarem das nossas capacidades,sinto-me estranha as vezes.
obs: Cursando ciência da computação(2 período)

Claylson
19

Além da dificuldade de se conseguir um primeiro emprego existe também a falta de respeito pela categoria, muitas empresas enxergam tudo em TI como se fosse um mero suporte técnico e nada mais. Quando surgem vagas pedem profissionais com experiencia e nível superior para a vaga de suporte, algumas empresas ao descrever as vagas oferecidas dizem que é apenas suporte técnico como manutenção de máquinas e periféricos, mas quando se entra a coisa muda de figura e o simples suporte passa a ser implantação de sistema, configuração, parametrização, treinamento de pessoal, administração de redes, administração de sites, administração de perfis de usuário, Máquinas, Impressoras, Telecom ou seja uma realidade bem diferente, porém o profissional não costuma receber um salário digno aqui na minha cidade (Cuiabá) pelo menos a maior parte das empresas pede que se faça tudo isso e muito mais por um salário de apenas 1000 reais e ainda acham um absurdo pagar isso pois é um serviço simples. Acreditem já ouvi isso de muita gente. Abraços

Thiago
20

Bom dia Todos,
Formei na área de T.I 2006, trabalhei em uma Fábrica de Software como Analista de Testes de software 2 anos, depois entrei em uma empresa como Analista de T.I fiquei 4 anos lá, hoje com 32 anos com estas experiencias, não consigo nem entrevista, não sei se já estou velho rsrs, estou insistindo por mais um tempo, vejo cargos para júnior que requer experiencia de 2 anos, as grandes consultorias e as empregas querem cara pleno para trabalhar como júnior, os salários não são dos melhores mas isso e geral em quase todas as profissões , vejo que a alternativa do profissional de T.I é o concurso publico para ter vida normal e ser feliz com que produz e recebe.
O sonho não acabou vamos a luta.
Abraços.
Thiago.

Eduardo
21

Boa noite a todos.
Eu tenho 42 anos e estou iniciando meus estudos na área de TI. Pretendo tirar minha certificação CISCO/CCNA. Não tenho experiência, mas tenho curso Técnico em Informática, e estou concluindo um curso de Inglês. Então pelo que li nos comentários acima será impossível para mim conseguir uma vaga? Devo desistir? Não tenho chance de trabalhar mesmo que seja em uma empresa de pequeno porte? Por favor peço uma orientação. Muito obrigado!

Eduardo
22

Bom, por experiência própria eu digo que é bem difícil achar um primeiro emprego na área de TI, apesar de ter apenas 18 anos, vi o quão difícil é, foram inúmeras entrevistas e dinâmicas de grupo e todas com um resultado negativo. Tenho técnico em Redes de Computadores e sou bolsista da faculdade, curso Engenharia da Computação, e eu gostaria muito de fazer cursos na área, entretanto minha condição financeira faz com que isso não seja possível e a falta de oportunidade de emprego pesa contra o meu crescimento do profissional, pois preciso de dinheiro para bancar os cursos, algo que não tenho. Acredito que não seja apenas eu, mas sim muitas pessoas que enfrentam isso, hoje posso ver que a grande maioria das pessoas que ocupam cargos na área de TI são pessoas com uma condição social um pouco mais elevada, o que torna até mesmo desleal a disputa para com aqueles que vem de uma classe mais baixa economicamente. Infelizmente o que vemos hoje é aspirantes a profissionais de TI terem que buscar outras carreiras, pois a mesma não dá oportunidade. Não existem ou são raros os programas que incentivam as pessoas a conseguirem seu primeiro emprego em TI. E sempre tem aquela história de que a culpa é do próprio profissional, que não corre atrás e blá blá blá, mas tenho que contestar isso, pois falo por mim mesmo, possuo um bom nível de inglês e sou um ótimo aluno, o que falta é a oportunidade para mostrar o meu potencial, sei que ser um dos melhores da turma não prova nada se não for produtivo, mas meus projetos e até mesmo o meu TCC do técnico, ficaram em destaque. Enfim, creio que sejam muitos que passam por isso, digo que apesar de ser novo (18 anos) sei do tamanho da dificuldade em conseguir um emprego no mercado, mas ao contrário do que parece isso me encanta cada vez mais e essa sede de superar esse desafio do primeiro emprego ainda é o meu combustível para buscar mais ainda.

Ramon
23

Estou nesta situação, me formei em 2012 e até hoje não arrumei emprego na área.
Estou pensando em desistir e partir para outra área.

João Lopes
24

Em portugal arranjar emprego em informatica para junior é o mais facil… pagam é pouco :(
O mercado está dominado por consultoras, mas existem boas oportunidades para os bons profissionais…

wesley
25

Acho que num tem mais o que falar, os comentários foram muito significativos, e deixar no ar para muitos iniciantes que talvez seja a profissão errada,passo pela mesma decepção que muitos, tenho 27 anos trabalho 12hrs uma carga horária bem puxada,e ainda consigo estudar análise de sistemas.
Acredito que como muitos aqui que está em busca da grande oportunidade na área de TI,não devemos nos esquecer que além de tudo é necessário superar barreiras, muitas injustas é claro, mas devemos acreditar que uma hora chegamos lá.
Só pra lembrar brasileiro NUNCA DESISTE.

Ademilson
26

Muito bom o artigo.
Bem tenho 33 anos e me formei o ano passado em Sistemas de Informação.
Vi alguns comentários de usuários mais jovens que estagiariam por mixaria, tem diferença entre um Jovem que mora com os pais e estuda, agora já no meu caso e acredito de muitos outros o buraco é mais embaixo, não podemos ficar pulando de galho em galho sem pensar, temos contas para pagar, casa enfim entre outras coisas, cito ainda que a faculdade se tornou acessivel em certo periodo de minha vida, hoje ela está acessivel para quase todos, pois é possivel cursar a distancia pagando bem pouco.
Bem estou sofrendo para conseguir alguma coisa na area, muita exigência para pagar miséria, estou pensando seriamente em migrar para area de logistica.

Ricardo Marinho
27

Também me formei em Sistemas de Informação e realmente vejo que as Empresas hoje exploram cada vez mais seus profissionais de T.I. sem dar um bom incentivo (salário). Comecei como Analista de suporte de BD, porém para um salário de R$850 é realmente constrangedor, principalmente quando o trabalho se concentra em um único profissional responsável por determinadas atividades. Então tive duas opções: ou fazer mestrado ou estudar para concurso. Para muitas universidades bem conceituadas é preciso fazer o exame da POSCOMP (que não é nada fácil). Na primeira tentativa não passei por 1 ponto, mas vou tentar novamente. Por enquanto concursos são as melhores opções hoje, nisso não podemos reclamar..

Antonio
28

Galera este artigo falou tudo !! Pois me formei em 2008 em Sistema de Informação e na região de Campinas SP, é um dos polo de tecnologia de SP, e devido não ter experiência não falar pelo menos inglês intermediário etc etc … e a idade também pesa algumas empresa pede que o profissional tenha no máximo 30 anos !!! Para dizer que não faço nada de TI … já fiz algumas coisas nas empresas que trabalhei nas minha função era outra !!! Pego alguns bico para formatar e instalar SO em pcs e notebooks … rsrsrssss.
Vejo nos noticiários daqui da região que há muitas vagas em aberto e não tem gente para ocupar estas vagas … fico pensando seja que sou único que me formei em TI e nunca trabalhei na área !!
Penso que as empresas e governo pudessem fazer um levantamento estatístico de vagas em aberto e profissionais formados (Bacharel e Técnico) foram do mercado .
Se a uma demanda tão grande e escasseia no mercado! Então porque não realizam uma parceria entre publico e privado para realizar curso de qualificação e adequadamente destes profissionais, e inseri-los ao mercado de TI.

Alenisio
29

Realmente, isso que o pessoal disse acima é a verdade sobre TI. Meu conselho para inicinates nessa área é pesquise antes …. pois é uma verdadeira politica falsa sobre vagas não prenchidas por falta de profissionais. A faculdade está totalmente por fora do que as empresas pedem ou seja não é o suficiente, outra coisa não tem onde recorrer pois a área não tem nenhum conselho ex:(CREA, CRM, CROSP, OAB, etc..). Sou Formado a 2 anos em Sistemas de Informação e ainda desempregado, Já procuro serviço em outra áreas.

SneepS
30

Meus caros colegas, estágio é tido como experiência trabalhista sim senhor, e esta previsto na lei, se um acadêmico estagiar durante 2 anos e durante esse período uma de suas funções era programar, esta comprovado a experiencia de programador, desde que esse estagio tenha sido feito dentro dos moldes legais, registrado em CLS e/ou na instituição de ensino.

lito di santi
31

Boa noite, sou estudante de análise de sistemas, depois de trabalhar como autônomo como técnico de informática durante 7 anos. Então colegas, por essas e outras é que sou a favor da regulamentação da área, sei que tudo é uma faca de dois gumes, mas uma regulamentação traria mais “ordem” a área de TI, que está uma verdadeira babilônia! Abraço e sorte à todos!

Raimundo
32

Saudações, caros colegas,

Gostaria de colaborar com a discussão e expor também a situação que estou vivendo.
Conclui a graduação em Sistema de Informação em 2010 e fiz uma especialização em Engenharia de Software concluída em 2012. Como muitos dos colegas aqui nunca atuiei na área e, hoje com 31 anos, estou na expectativa de convocação para tomar posse em um cargo público na DataPrev, na área de desenvolvimento. O problema é que fazendo uma auto-análise eu acho que praticamente não sei nada sobre a área. Fui classificado na posição 195, que devido à grande quantidade de convocações por eles realizadas já está próxima de ser alcançada), porém a maior parte da minha pontuação foi decorrente das disciplinas gerais pois nas disciplinas específicas da área me saí muito mal. E agora estou muito receoso em deixar meu emprego atual (não relacionado à área de TI) e me aventurar nessa nova oportunidade que além de tudo exigirá mudança de domicílio. A minha principal dúvida é: como profissional inexperiente, como serei recebido na empresa? Como será o treinamento recebido e até que ponto a minha falta de conhecimento seria tolerável a ponto de eu não ser dispensado por baixo desempenho no período de experiência de 90 dias? Essa é uma situação que deixa um profissonal constrangido, mas acredito que este seja um local adequado para expor este meu dilema e desde já agradeço se alguém puder me ajudar.

Fabio dos Santos
33

Sou casado, tenho 39 anos e estou no ultimo período em Analise e Desenvolvimento de Sistemas pela Fatec.
Não tenho nenhuma experiência na área, aliás, trabalho em uma totalmente aversa a de T.I..
Lendo os comentários e experiências dos colegas acima vejo que nada que eu faça me ajudará e entrar no mercado de trabalho. Isto porque o salário de estagiário não dá pra sustentar uma familia, exige-se uma experiencia que nem que eu começasse aos 18 eu teria e agora lendo os comentarios perdi a esperança que eu tinha nas certificações.
Acho que vou desistir.

Felipe
34

Eu to no 4º semestre de analise e desenvolvimento de sistemas e já to quase desistindo. Não aguento mais ter que ficar estudando estudando e depois ter que ficar me estressando procurando emprego. Já faz 6 meses que estou entregando meu curriculo em varias empresas aqui na minha cidade e até agora recebi nenhuma resposta. É frustrante. As empresas exigem demais, eles querem que agente seja fluente em ingles, domine umas 3 linguagens de programacao, domine uns 3 banco de dados. É frustrante.
O pote de ouro é passar em um concurso mas pra consequir esse pote é mais um tempo pra se matar de estudar.

Andre de Araujo
35

Olha é uma realidade, mas tem como contornar.

A primeira barreira de um profissional que nunca atuou na área de TI é o conhecimento e o conhecimento o que a empresa precisa de um profissional, antes procurar emprego especifique os objetivos que querem traçar em 10, 5, 3, 1 ano.
Segundo erro não conhecer o perfil da empresa o que ele quer do profissional, quais as necessidades? Faz uma pesquisa da empresa quais as missões e o que espera de um profissional.

Terceiro é não se especializar na área, você tem que achar o seu gosto vamos dar um exemplo:
Eu gosto de mexer em servidores e rede, então o meu foco é especializar! Pegar livros, ler artigos sobre o assunto e assistir os vídeo aulas no YouTube. Hoje a informação está muito mais fácil de se aprender.

Quando trabalhava de operário metalúrgico quando chegava em casa eu ia pra frente do computador e estudava e no horário do almoço eu pegava o livro, porque uma hora iria aparecer uma oportunidade e traçava um objetivo.

Uma dica: Entre no site de emprego e ver a área que você quer trabalhar e veja o que eles estão buscando no profissional, então estuda em cima dessas qualificações e garanto que fazendo isso vai ficar muito fácil de consegui um emprego. Tem que ter determinação e esforço, mas garanto o final vai ser muito gratificador

Abraços.

Jansen
36

Caramba! Depois de ler os comentários anteriores fiquei de sobremaneira espantado. Tenho 40 anos e sou técnico em processamento de dados, porém nunca trabalhei com informática, atualmente sou taxista. Devido ao trânsito que está cada vez mais implácavel resolvi reativar meus estudos sobre informática e estou sondando o mercado e por esta postagem e comentários acho melhor tentar outra coisa. Não sabia que estava tão ruim assim para um profissional de TI, pois tenho conversado com alguns profissionais aqui do RJ e os mesmo falam de dificuldades mas ninguém abriu o jogo realmente comigo! Muitos falam pra eu fazer a faculdade e aprender inglês que eu realmente vou conseguir mas vejo que isso será praticamente impossível. Que pena! Acho que vou tentar fazer um outro curso técnico que me permita trabalhar na área de petróleo e gás, algo como mecânica, ou eletrotécnica. Bom, que todos fiquem com Deus e espero que esta profissão seja devidamente reconhecida e valorizada e que todos aqui consigam teres os seus objetivos alcançados.

VINICIUS ANDRADE
37

Concordo com a matéria do site e acrescento, eu sou formado em Redes de Computadores pela Estácio de Sá de Belo Horizonte, formei em 2013 não fiz estágio por que trabalhava em uma empresa ganhava R$1800,00 reais e para pagar a faculdade estágio não dava, quando formei achava que iria conseguir mais fácil um emprego por que agora diplomado, ledo engano pediam inúmeras horas de experiência pratica comprovada certificações e idade de até 30 anos eu já tenho 36, eh frustante tudo isso custei arrumar um emprego não estou na área da minha formação trabalho com Aux Adm em uma empresa de locação de veículos, se alguém me perguntar se vale a pena fazer o curso eu vou falar negativo , não façam de forma alguma.

Martinho Nunes Gomes
38

Eu tenho 17 anos, estou nesse momento na empresa fazendo umas pesquisas sobre a area, eu consegui um emprego na area da TI e estou querendo crescer, não pelo dinheiro e sim pela paixão por tecnologias, eu acho que não se é dificil quando uma pessoa corre atras, eu nunca fiz curso de informatica e olha onde estou agora… estou em uma empresa mega grande, com a popularidade no topo, alem de eu entrar sem nenhuma experiencia ainda ganho um curso que a empresa me disponibilizo para poder estar fazendo. resumindo: com meus 18 anos estarei já com experiencia na area e ja estarei formado no curso de TI, já me escrevi na etec para fazer eletrotécnica e espero acabar meu programa de aprendiz e continuar na empresa como um funcionario! se Deus quiser estarei ganhando muito bem com o que eu amo no futuro. então sigam em frente! se não deu certo a primeira dane-se e tente a segunda… boa sorte a todos apaixonados pela area TI esperam que consigam assim como eu consegui!

Spartacus
39

Bom exemplo de vida deste jovem aprendiz; que nos falou de sua experiência profissional e se destaca no que faz;meus parabéns,por sua determinação em aprender e conquistar com braços fortes. Desde que nasci a vida nunca foi fácil mais exite pessoas que conseguem passar com facilidade a todos os problemas com mas leveza para conseguir tudo ou quase tudo da vida. Vitórias fáceis não dão glórias ao vencedor; mais sim, aquele que acredita que pode. Querer é poder e você provou isto e me fez lembrar do meu passado de quando eu tinha 25 anos de idade recém formado em Eletrotécnica.O estágio era penoso super complicado de conseguir; mais não impossível,se foce assim;ninguém conseguiria emprego em TI;Analista de Sistemas etc…A verdade que a pessoa tem que focar;estudar e se especializar no que faz aí,aumentará as chances de consegui um estágio ou emprego. Só sei de uma coisa;perdi a muito tempo a oportunidade de Gerenciar a construção de 15 lojas de uma grande empresa e olha que passei em todas as etapas das provas. Mais não fui contratado sabe por que? Não tinha o curso de refrigeração e nem de construção civil e só precisavam da parte teórica e nada mais para me contratar. Pensa que fiquei de braços cruzados fiz o curso de Mestre de Obras no Instituto Universal Brasileiro e Refrigeração no Instituto Padre Reus por correspondência.Hoje tenho diversos cursos que somam 30 cursos em diversas áreas de atuação e pensam que parei? estão enganados;continuo estudando aos meus 51 anos de idade e sou Servidor Público Federal.Tenho uma filha que está no 3°período do curso de Gestão da Tecnologia da Informação na Faculdade Estácio de Sá e já apareceu vários estágios para ela ao ponto de poder escolher. Mais ela esta estudando mais e fazendo cursos na área que ela quer se especializar. Sabemos que em alguns casos é necessário o Inglês;porém está sendo preparada desde pequena para ocupar e trabalhar nesta Profissão e já tem uma boa bagagem e nunca foi reprovada na escola e me orgulho muito desta filha querida.Gente,conheço pessoas formadas em TI e que ganham muito bem e são vários.Por tanto;se algo está errado,não é mudando de profissão que vai resolver o seus problemas,mais lutando para conseguir o que quer… Nada na vida é fácil,mude de estratégia de estado se for possível vocês não vê as histórias de vário cantores que passaram fome para galgar um objetivo do sucesso então,lutem saiam da inércia olhem para vida e a DEUS e vá em frente. Não nasci em berço de ouro não,vim de família de lutadores e na minha época não tinha estas facilidades que tem hoje. Digo uma coisa para os leitores nunca fui para uma escola de informática e sabe como aprendi,na prática perguntando e enchendo o saco de muita gente bacana e que tenho muita admiração e hoje somos bons amigos. Já fui chefe e pedi para não ser mais o salário não compensava e hoje sou supervisor na minha área e sou muito respeitado até pelo chefe e já ganhei prêmios por destaque.Quando fui mandado embora de uma Construtora dei um bom sorriso para o engenheiro que logo depois,foi demitido também… Devemos levar a vida com alegria por que Deus tem um lugar para todos nós em alguma empresa e nunca desista é uma burrice, você deve é mudar de estratégia em suas ações. Espero ter ajudado a todos aqueles ou aquelas que querem subir na vida e garanto se seguir a minha receita e do jovem admirável Martinho Nunes Gomes, vocês vão chegar lá com certeza e lembre-se,que cada queda vai ser o sabor da sua vitória que virá tenha certeza. Querer é poder tenha fé em DEUS que tudo dará certo em suas vidas. Shalom graça e paz.

Marcos
40

Ótimo post…mas vamos lá…
Bom sou formado em técnico em informática desde 2012, leciono aulas de informática em uma escola, essas de cursos básicos de informática (pacote office, montagem e manutenção de Pc’s, etc), pois um meio que achei de manter atualizado sempre, mas em fim. Grande são sim as oportunidades que o mercado de T.I apresenta, o grande problema é a falta de capacitação, muitas pessoas entram na faculdade com a ilusão de ja no primeiro ou segundo semestre ingressarem em um vaga de emprego ganhando seus R$1500,00 “inicial”, mas não passa de ilusão, na realidade o que devemos fazer, é que mesmo na faculdade e cursos técnicos, devemos buscar certificações, conhecer linguagem de programação, novas tecnologias, segurança da informação, gestão e projetos de T.I, e, acima de tudo praticar.
Hoje temos uma facilidade muito grande em cursos online com custo acessível para se pagar, mas que muitos não querem investir, conheci pessoas que nunca entram em uma faculdade e hoje possuem sua própria empresa de T.I. ai eu pergunto, como eles Conseguiram? A Resposta e simples, estudando, investindo em si mesmo e não tendo medo do mercado ai fora, mas, não devemos ter essa idéia de que não vamos conseguir entrar na área, eu mesmo até hoje não consegui entrar em uma empresa de T.I. mas optei por trabalhar por conta, montei a minha empresa, busco sempre me atualizar sobre as tecnologias, cursos básicos e gratuitos e por ai vai…ja para o ano de 2015, rumo as certificações.
Existem inúmeras empresas de pequeno e médio porte que necessitam de uma serviço diferenciado na área de T.I., seja ela em manutenção ou infraestrutura, oportunidades existem sim, basta estudar muito…um dia me disse um colega: – Cara se você quer ter a sua empresa, então, estude muito, mas muito mesmo.
Aos colegas vamos sempre buscar nos atualizar, oportunidades existem sim, nosso mercado de trabalho esta difícil em todas as áreas, não só na área de T.I., é que infelizmente falta a qualificação, pratica e experiência. Segue algumas dicas para quem quer estudar gratuito pela internet alguns links, sites, sei lá pesquisa no google…Microsoft Virtual Academy, go-learny, Portal GSTI, Escola Virtual Bradesco, FGV, Intel..em fim curso gratuitos mesmo introdutórios é que não faltam…corram atrás…BOA SORTE…

fernando
41

caramba ja q vcs n conseguem emprego pq n trabalha de freelancer no odesk ou outros sites? acham q vai concluir o curso e as coisas vão cair do ceu? acham q basta ter o certificado e vai ser contratado por multinacionais? se n meterem a cara nos livros e estudar a fundo vão passar fome e assim em qualquer profissão. vejo q a maioria faz a faculdade por fazer e acha q vai conseguir emprego q ganhe 3mil+ so pq tem certificado haha vão sonhando

Marcos Almeida
42

Fernando,

Não cai do céu mas as exigências para fazer um simples estágio são absurdas!

Freelancer de que? arrumar PC e instalar sistema operacional?

Para isso nem precisaria de formação!

Cleybson
43

O segredo do primeiro emprego do mercado TI e ter um bom QI (quem indica) esta é a verdade hj muitos alunos têm diversos curso de qualificação na área mais quando tem um profissional indicado na entrevista automaticamente ele tem no minimo 100% de se contratado.

Dario Victor
44

Bom tarde, Pessoal!

Sou formando do Curso de TGTI Senac Fpolis. Eu tenho 35 anos e nenhuma experiência direta na área de TI.

Vejo que o mercado é muito estranho e as vezes muito ingrato. Vejo diversas reportagens sobre empresas reclamando da falta de profissionais, que não tem gente especializada no mercado, que isso e aquilo, o de sempre.

Aí me pergunto: como um profissional poderá adquirir experiência se ninguém aposta na figura em questão?

Muita gente, como eu, migrou de outras áreas para TI, por diversas razões, e neste processo sente a tamanha dificuldade de se encontrar um espaço. Tem um professor meu que diz que para ser inserido no mercado de TI é necessário que saiba programar (mesmo que nível básico) ou (tester).

Ele diz que são duas portas de entrada mais garantidas para o mercado de TI.

Mas uma vez pergunto: Eu não gosto de programar e mesmo querendo não me saio tão bem, então como farei para entrar no mercado?

Para ser um “tester” é necessário fazer certificações fora da faculdade e nem todo mundo gosta da profissão.

Vou deixar meu Linkedin para que acessem meu currículo, assim poderiam me dizer o que tem de tão ruim. Dario Graminho Victor.

Abraço!

Grazielly
45

Caramba! Pensei que eu fosse a única a passar por isso…estou no 5º período de SI, me cadastrei no CIEE, mas como todos disseram eles pedem 1 milhão de linguagens, 1 milhão de idiomas entre outros…estou desesperada, pois trabalhei por nove anos em uma empresa e guardei economias para me dedicar completamente ao curso…mas estágio que é bom nada…eu não aceito estágio em orgão publico porque você não tem condições de ser efetivado por mais que amem seu trabalho, pois tudo é na base do concurso…ai você estuda quatro anos na faculdade e quando sai tem que estudar mais não sei quantos para passar em um concurso…o jeito é criar um “facebook” para comprarem ou virar hacker para invadir um sistema, ser preso e ser contratado pela mesma empresa…rs…complicado

Adrianna Medeiros
46

Estou no primeiro semestre, e lendo esses comentários fiquei até com medo de continuar cursando TI.

marcos
47

Nunca pensei que ficaria tão arrependido da minha formação, Já estou a 1 ano formado não consigo trabalhar na área, realmente as exigências no mercado são altas, já procurei nas seguintes áreas: suporte, testes, analise de requisitos, programação, auxiliar, enfim da mais simples função em TI, e ninguém abre as portas. Estou pensado em fazer mais alguns curso tipo ITIL Foundation + Gov. de TI com COBIT 4.1 no site TIEXAMES, o que acham.??

Gil
48

Vejo que o problema é geral, sempre gostei da área de TI, mas só agora resolvi me formar na área (ADS – 4º semestre), mas as vezes me arrependo vendo as dificuldades em ingressar nesse mercado, mas continuo insistindo, ainda mais ao 33 anos, já comecei a mandar curriculos mas nada de respostas, espero que esse quadro mudo um dia.

João
49

Me formei em Análise de Sistemas à 1 ano e nada de conseguir emprego na área. Só consegui o estágio curricular porque eu tive um conhecido que me indicou. Infelizmente não pude ser efetivado após o fim do estágio e agora não consigo emprego nenhum.

Nunca me arrependi tanto na vida como me arrependi em fazer esse maldito curso. É mesmo um investimento que não volta mais. Antes tivesse feito qualquer outro curso.

Se for pensar bem, um vendedor ambulante ganha melhor que um profissional de TI e não precisa ter tanto estudo. Em TI você tem que saber 10 linguagens, 5 bancos de dados, 4 sistemas operacionais, tudo com experiência de 3 anos e ter inglês fluente para ganhar 800 reais (isso quando dão oportunidade).

Se alguém tem uma família a sustentar e está cursando TI, aconselho ir vender pipoca na rua que é melhor. Da pra tirar seus 3000 reais sem se matar de estudar.

Anselmolord
50

Realmente é complicado, tenho 34 naos sou funcionário público e com receio de fazer este curso, acho que vou mudar meus planos e fazer administração, muito mais campo e oportunidade, tava pensando em sair da vida publica fazer T I e ir pro mercado privado, SQN!!!

wanderson campos
51

Eu simplesmente desisti .
Formado a cerca de 2 anos em Sistema de Informação , sem nenhum tipo de incentivo ou contratação .
Simplesmente fui estudar para concurso publico , ja que tenho nível superior.
Aprovado em 3 concursos , não quero mais trabalhar na área de TI.
Onde a exigências são extremas .
Comprovações de 5 anos de carteira para Analista Jr , entre outras vagas de TI.

Lucas
52

Eu adoro tecnologia e tudo que vem relacionado. Comecei muito cedo com isso, na época que computador não era um eletrodoméstico. Resolvi fazer um curso técnico para que o hobby deixa de ser apenas uma diversão e sim uma profissão. O que me parecia ser fantastico, uma paixao, virou um pesadelo. Como eu já trabalhava e não tinha como fazer estagio na area durante meu curso técnico, deixei essa questão para depois que eu formasse. E para minha surpresa, mesmo para um simples estágio pediam experiência. Consegui alguns estagios bem ruins na área, acabei desgostando. Na minha época não havia buscadores de empregos como o http://www.jobatus.com.br. Uma pena, a busca ainda era feita somente pela rede de amigos (fisicamente, já que ainda não havia as redes sociais).

Shawllyn
53

Realmente ,todos os relatos acima são verdadeiros ! Eu estou no 2º período de Analises e Desenvolvimento de Sistemas e desde antes da faculdade eu ja sabia programar em C++ , aplicações de HTML ,CSS, Bootstrap , enfim inúmeras coisas e eu não conseguia nem como autodidata. Até hoje só participei de 2 entrevistas nas quais não passei, não tenho experiencia a não ser meter a cara nos livros e exercitar em casa ! A política de estágio no Brasil é muito defasada, as contratações para Traine e Estágio são vistas como lucrativas para as empresas onde nos submetem a realizar trabalhos de funcionários como Analistas, Gerentes , e etc pagando salários baixos. Inúmeras reportagens que li durantes anos que o mercado de T.I estava e está super aquecido e promissor , porém não sei em qual País né ? porque no brasil ta essa bosta ! eu aqui no RJ , não vejo essa ascensão em lugar algum, todas as vagas que vejo tem os seguintes problemas como requisito para estágio :

1- Inglês FLUENTE ( 99% das vagas )
2- Saber 3,4,5,6,7,15,100 línguas de programação ( 100% das vagas )
3- Você não pode somente gostar de uma área, se você é programador, você também tem que gostar de Web Design, Infraestrutura, B.I , E-commerce e etc …. ( 70% das vagas )
4- Ensino Médio Completo ( 90% das vagas )
5- Ter inúmeras Certificações ( 50% das vagas )
6-Ter o perfil de destruição do colega de equipe, para assumir novas posições com novos programas , ideias, e se possível roubar o código fonte do programa do coleguinha ! Isso é um diferencial para as empresas ( 99% das vagas )
7- Acabou a época em que os roqueiros dominavam a área de T.I , hoje temos que trabalhar integralmente FORMAL , independentemente se você fica escondido na sua sala abrindo e fechando CPU, ou se trabalha como técnico de campo , mesmo assim no sol você terá que estar FORMAL. ( 90% das vagas )
8- Agora já se torna PRIORIDADE, é necessário ter Habilitação A , B ou A/B. ( 90% das vagas )
9- Você vale aquilo que você não é ! Você pode ter certeza, que se você domina alguma área, exemplo : Infra. É certo que se aparecer outro profissional em uma entrevista para uma outra área, exemplo: Programação, Mais se ele tiver também domínino ou uma noção Básica/Intermediaria de Infra , você vai ser desligado da empresa, e aquele funcionário ” Multi Plataforma ” Será contratado para ganhar menos que você, e trabalhar ao dobro que você, por um lado é bom e por outro é ruim , porém no final de tudo você que foi desligado em pouco tempo se encontrara em pânico pelo desemprego da área. ( 90% das vagas )
10- E para encerrar, Hoje eu temos um perfil muito bem absorvido pelo mercado de T.I , que é EMPREENDER. Vejo essa alternativa como algo sustentável e inovador para qual quer um da área, porém é necessário ter abrangência de informações minuciosas que coletamos ao decorrer da vida profissional, então buscar um emprego na área , lhe mostrara o tipo de empreendimento mais cabível a sua orientação financeira e visão de mercado.

Boa Tarde .

Alex
54

O que mais decepciona na área realmente é o que mídia divulga, que T.I é a área que mais cresce, que mais contrata e blábláblá
Sinceramente se você não for um programador dominante já, que tenha um leque grande de experiencia em projetos free, e que não fala inglês não perca seu tempo na área, achando que só precisa fazer faculdade pra conseguir estágio

Márcio Antônio
55

Boa tarde a todos!
Meu nome é Márcio, moro em Itaúna – MG cerca de 70 km de Belo Horizonte.
Sou formado em Ciência da Computação, me dediquei ao curso mas depois de 04 anos que me formei, não consegui nenhuma oportunidade em minha área. Trabalhava durante o dia e estudava à noite, não tive tempo para fazer um estágio na área. Isso me prejudicou bastante, tinha conhecimento teórico mas não conseguia colocar em prática.
Depois que formei procurei vaga na área, todas as portas se fecharam por falta de experiência. Continuei trabalhando em outras áreas como Almoxarifado e Assistente Administrativo. Hoje estou desempregado e com um sentimento de frustração, deveria ter investido em outro curso, se pudesse voltar atras teria feito tudo diferente. Apesar da área ser de grande interesse meu, somente minha dedicação não foi decisiva para meu sucesso. A área exige muito mais…

[email protected]
56

Uma matéria antiga e ainda real, uma pena. Mais acredito que não seja a área de TI apenas com essa dificuldade. Eu fazia audiovisual antes e tinha muita dificuldade de encontrar estágio. Estou fazendo o preparatório da certificação Java e Oracle. Sim esta caro a especialização. Já trabalhei com suporte técnico. Rezo para que depois de finalizar a certificação eu tenha maior possibilidade de emprego. Tenho ainda que estudar o inglês, que ainda não sou muito bom rs. O Brasil esta em uma crise terrível para diversos profissionais não somente TI. Engenharia está sofrível também, digo isso pelo meu primo que está no 5º semestre e não consegui emprego. Acredito que o Brasil é um mercado muito fechado para diversas áreas. A meritrocracia aqui é nula, sim deve existir mais são poucos exemplos é mais fácil entrar sendo filho do dono ou apadrinhado. Espero ver post de pessoas que venceram nessa carreira e que possam dar um testemunho positivo. Boa sorte e aqueles que pensam em desistir. Que saibam viver com a frustração, porque é horrível perder dinheiro mais perder tempo é pior ainda garanto.

Almir Martinho
57

Realmente camaradas a área de TI é muito vergonhosa aqui no Brasil, aonde já se viu pra arrumar uns estágio tem que ter experiencia, e 1000 linguagens de programação.
terminei minha faculdade de Tecnologia em gestão da tecnologia da informação, nem estagio eu consegui, estou desempregado a 2 anos.
Ninguém da uma oportunidade, nossa que coisa difícil, como se qualificar sem oportunidade?
confesso a vocês, penso que meu dinheiro foi jogado fora, e como vou fazer outra faculdade em outra área se não tenho dinheiro nem para me manter!
Eu sou pobre, tento buscar um algo melhor na vida mais ta difícil essa profissão!

jhonatan castelo
58

Nossa depois de ler todos esse comentários até desisti de começar a fazer TI, sempre fui apaixonado pela área e tinha muita vontade de trabalhar na mesma, porém acho que tem muita gente apaixonada que sonha em trabalhar com computadores e por isso o mercado deve estar saturado, me corrijam se estiver errado, estou pensando em fazer engenharia civil mais tenho receio também.

Maicon Lucio
59

Faltam 3 semestres pra terminar meu curso de ciência da computação.
Tenho bons conhecimentos em 2 linguagens e banco de dados.
Nesse meio tempo, conseguir fazer um curso Técnico de Enfermagem, quando terminei de fazer o curso, depois de 2 meses conseguir trabalho na área, tem vaga pra caramba mesmo sem experiencia.

Estou decepcionado total com a área de TI.

Ricardo Campos
60

Bom dia

Faculdade de TI é pura ilusão, além do mercado está saturado de profissionais as empresas exigem formações e conhecimentos absurdos, como 5 linguagem de programação , 3 idiomas fluente , varias certificações.Nem adianta fazer cursos de especialização pois pouquíssimos alunos conseguem algo, tenho amigos que são ótimos programadores que já largaram a área de TI e como eu trabalham na área financeira.
Para que pensa em cursar faculdade de TI não percam tempo de vida com essa formação, a unica coisa que me ajudou na faculdade de TI é que sou Analista de BI e tenho que gerar processos diretos do banco de dados com o PL/SQL, do resto não serve para nada infelizmente

julio cesar aires de araujo
61

meus amigos aprendam java primeiro e saiba fazer softwares é depois tirem uma certificação é vá para o canadá , faculdade de t.i no Brasil é jogar dinheiro no lixo vc não aprende nada..

Erik Chendo
62

Estou enfrentando esse problema desde jovem.
Estou com 34 anos.

Estudei a fundo mais de uma linguagem. Fiquei minha juventude inteira tentando entrevista com c/C++ e nada.
Agora , depois dos 30, já estou fiz um curso completo de Front-End. E foi em 2015, mas foi temporário. Do meu trabalho eu eu tinha saído para um trabalho melhor para que prometia me pagar 4 x o valor que eu recebia antes. Eu fiz o job depois eu fui chutado sem mais nem menos , isso tudo em 2015.

Agora estou em 2017, de 950 vagas que eu enviei currículo e cadastro (vagas,trampos . co , infojobs, indeed), tirando 3 empresas que me chamaram para fazer entrevista ( e essas me fizeram entrevista prática) as demais nunca me chamam para entrevista ALGUMA…

Erik Chendo
63

Porra, não consigo não falar palavrão…
Eu adoraria ter o luxo de me focar.

Eu vi uma vaga o cara pedindo 5 linguagens de programação ao mesmo tempo…
Não só isso , saber os banco de dados gratuitos, além de Oracle e Microsoft SQL server avançado em ambos.

E eu tentando em focar em Oracle…

Cassio
64

Bom dia pessoal, concordo com o post pois passei por essa dificuldade, 6 meses apos me mudar para São Paulo foi quando consegui o meu primeiro emprego. A questão dos que estão em busca é, o que voces fazem enquanto não conseguem a primeira oportunidade? Eu fui fazer cursos pagos dentro das limitações financeiras da época, claro desempregado, fiz varios cursos online gratuitos, programava sozinho em casa em varias linguagens das quais iria participar em entrevistas. O mercado ainda mais nesse momento esta em crise, e não só em T.I. esta dificil, cada um que procura um emprego tem que fazer a diferença de alguma forma, tem que se destacar. Infelizmente se estão pedindo poliglotas é sinal que estão encontrando então reflitam que, para ganhar bem e entrar na area não basta ser “qualquer um”. Hoje temos tantas ferramentas gratuitas para aprendizagem!!! Concluindo mande Curriculos mas esperem a resposta estudando!!! Abs e boa sorte a todos!

Gustavo Silva dos Santos
65

Eai galera, estou passando pelo mesmo problema pois falta 1 mês para eu me formar em Análise e Desenvolvimento de Sistemas e desde 2014 estava buscando um estágio para começar minha carreira profissional na área, porém enviei curriculum para diversas empresas e nada… , as que chamavam exigiam um estagiário com conhecimento de Sênior, depois de muita luta consegui uma oportunidade e estou estagiando na área de suporte a 4 meses, como trata-se de uma instituição pública não haverá possibilidade de efetivação, meu maior receio é que após o término do estágio encontre muitas dificuldades para conseguir um emprego efetivo… mas é isso aê não pode desanimar boa sorte a todos… sucesso…

Valter
66

Estou com 37 anos e resolvi cursar tecnologia iniciei Sistemas de Informação e me senti incomodado por aprender muita coisa além do que nada que o mercado pedia eu estava aprendendo aí desisti e agora vou cursar Gestão em TI, tirar certificações e fazer cursos fora da faculdade já vi que o ensino no brasil é péssimo e não te preparar para os desafios, eu pretendo estagiar e se der trabalhar por um tempo bem pequeno e depois trabalhar pra mim, vou usar meu conhecimento para ganhar meu dinheiro, vou empreender em alguma coisa ainda não sei o que mais o mercado de trabalho está mudando muito rápido e todos profissionais de todas as áreas estão passando pelo mesmo problema já li vários artigos que falam do fim do emprego, pensei em até trabalhar com arte que venho notando que cresce o número de artistas que usam tecnologias em suas criações, enfim, meu conselho para de achar que a única opção é trabalhar dentro de empresa é coisa do passado quem muda trabalha nada cria então aproveite para criar algo use seu conhecimento e boa sorte e lembre-se oportunidades sempre aparecem então agarre-as.

mauro
67

Estou nessa situação neste momento. Trabalhei por longos 15 anos em uma empresa de tecnologia, onde entrei numa área que só olhava os outros em bons cargos e sonhava em sair da vidinha que tinha. Juntei dinheiro por anos para poder melhorar um pouco de vida, visto que vim de real baixa renda. Quando consegui comprar um carro consegui passar na escola técnica e entrar em um curso técnico telecomunicações. Sofri muito para conclui-lo. Depois disso deu o cavaco para conseguir um estágio. meu estagio foi a bosta da bosta, na mesma empresa, onde terminava meu horário de trabalho entrava no estagio, vivendo um tempão dentro da empresa. em 2010, entrei na universidade, ciência da computação, onde pagava mensalidade quase todo meu salario. Sofri no curso muito, pois não podia reprovar, e conclui o curso no tempo estimado, sendo o único a fazer tal feito da minha turma. Ganhei premio de melhor aluno. Sempre me destaquei na empresa e ganhei 3 vezes reconhecimento com uma carta que não serve pra nada. Existia um projeto na empresa que tinham umas 15 pessoas envolvidas, com salários acima de 10 mil, e todos endeusavam os caras. O projeto não andava muito bem e as pessoas foram migrando para outros, outras empresas, até que no final tinham apenas umas 3 pessoas. Meu chefe me convidou para participar da equipe em decadência, pois eu seria o salvador da lavoura. Topei para entrar de cabeça na area que estudei. Foi triste. Em duas semanas ficou só eu e uma outra pessoa no projeto, pois o restante saiu da empresa. Fiquei com um pepino gigante na mão, um projeto iniciado por uma equipe de uns 15 profissionais de altos salários, e peguei o rojão na mão aceso. Fiquei semanas só para descobrir senhas e locais de arquivos e pra que serviam, pois nada foi me passado, nada documentado. o cara que me passou a bucha pediu as contas e parece que fez de proposito, pra eu me ferrar e mostrar que ele era o cara. Fez de tudo pra eu ficar perdidaço. Ficava dias quebrando a cabeça pras coisas rodarem, pra eu entender o software, como ele funcionava e tal, e vinham me pedindo para resolver mil coisas dele e implementar novas funcionalidades, sendo que eu mal sabia fazer a coisa rodar. Depois de um ano sofrendo, a crise fez com que vários projetos fossem abortados, e eu não escapei dessa. Fui demitido, com mais uns 70 de outras áreas e funções. Foi uma experiencia horrível, simplesmente. Isso aconteceu em 2015 e até hoje estou desempregado, pois fiquei muito ruim com a situação que passei. esse tempo trabalhei de bicos em outras coisas que tenho vergonha de falar. Construção civil, é uma só pra ter idéia. Hoje estou estudando novamente em casa cursos on line para tentar voltar a área, mas estou muito desanimado com tudo que passei até hoje.

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">