Virei um líder de TI, e agora?

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Ser contratado e iniciar um novo trabalho de liderança na TI pode ser um momento gratificante e especial na sua vida. No entanto, ele também pode levar ao fracasso caso você não tenha metas e planejamento.

Ao realizar a transição da área operacional para gestão, apesar de motivador, você encontrará muitas dificuldades, como a tensão em construir uma primeira impressão positiva e dar andamento aos seus projetos.

lider-lideranca-tecnologia-ti-gestao

Um terreno desconhecido

Um novo papel, agora de liderança, especialmente se for em uma empresa diferente, pode ser um momento estressante em sua vida. Você está entrando em um mundo desconhecido, onde tudo é diferente: as pessoas, a cultura e os desafios. Mesmo que as tecnologias e o segmento sejam conhecidos por você.

Durante este tempo você está na alça de mira:

  • Seu novo gestor estará observando seu desempenho e resultados;
  • Os membros da sua nova equipe estão fazendo julgamentos sobre suas habilidades de liderança;
  • Seus parceiros de negócios e outros stakeholders estão esperando que você tenha as soluções para os problemas conhecidos.

No entanto, é fundamental que você passe a melhor impressão imediatamente. Estes primeiros meses podem moldar o seu sucesso na empresa, e pode ter um impacto duradouro sobre a sua carreira.

Um dos grandes erros para um novo líder de TI, é logo no primeiro dia no novo emprego (ou recém promoção) querer apagar incêndios como, por exemplo, lidar com problemas técnicos crônicos ou com a gestão de problemas de desempenho, sem ao menos mapear todos os processos da gestão, contratos, fornecedores ou causas raízes dos problemas (muitas vezes, na real, pressionado por superiores). Além do processo de transição, você precisa virar a chave de técnico para gestor, o que no início é muito difícil.

Você precisa de um planejamento

Michael Watkins, autor do livro “Os primeiros 90 dias” diz que líderes, independentemente do nível, são mais vulneráveis ​​em seus primeiros meses em uma nova posição. Eles não têm conhecimento detalhado dos desafios que irão enfrentar e que vai demorar para terem sucesso em encontrá-los.

Então, o que precisa existir em seu planejamento nos primeiros 90 dias? Abaixo estão desafios importantes que você pode concentrar-se durante os seus primeiros 90 dias:

Defina metas: ter metas motiva, desafia e ensina. Bater metas é um dos requisitos para a boa liderança, mas é importante ser realista. Portanto, avalie a situação friamente e reconheça quais objetivos são possíveis e quais são difíceis demais.

Aprenda com os seus erros: falhas não são raras quando um profissional assume uma nova função. O mais importante é manter o foco no aprendizado para desenvolver e conquistar bons resultados. Isso compensará a fase de amadurecimento.

Ouvir: realize entrevistas em toda a sua esfera de influência. Documente e valide essas informações. Certifique-se de reconhecer o lado positivo e identifique pontos de melhoria.

Espírito de equipe: conheça a sua equipe e crie um bom ambiente de trabalho, pois ela será peça fundamental para seu sucesso ou fracasso – caso você não tenha a confiança dos envolvidos.

Feedback: peça feedback construtivo do seu superior imediato, parceiros de negócios e outras partes interessadas. Esse feedback vai ajudá-lo a identificar seus pontos fortes e fracos para que você possa fazer os ajustes necessários.

Sponsor: você não pode caminhar sozinho. Você precisa de apoio e orientação de pessoas que estão a sua volta. Um lugar para começar é pesquisar dentro da sua empresa quem poderia patrocinar seus projetos e suas ideias de melhoria.

Comunicação: tão importante quanto a criação de um novo serviço é a comunicação com as partes interessadas. Não deixe para realizar uma manutenção na internet no dia que sua empresa precisar participar de um pregão on-line. Mantenha sempre as partes interessadas cientes dos seus passos.

Facilitar o negócio da empresa: lembra-se, TI deve ser sempre a facilitadora do negócio. Procure sempre melhorias em pontos que possam afetar o negócio da empresa.

Enfim, se você foi escolhido, significa que você vem se destacando na sua área de atuação e tem tudo para ser um excelente líder. Nessa nova fase não esqueça que liderar não é impor, e sim despertar nos outros a vontade de fazer.

E você, começou um novo trabalho de (ou já atua há mais tempo com) liderança na TI? Quais outros conselhos você teria para uma liderança de sucesso para quem vai iniciar esse desafio?

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Vinicius Ribeiro

Mais artigos deste autor »

Pai da Maria Fernanda. Graduado em Redes de Computadores, MBA em Gestão de Projetos e cursando CBA em Gestão de TI e Engenharia de Redes. Certificado MCSE Security, MCSA, MCTS e ITIL V3. Mais de 15 anos de experiência na área de Tecnologia da Informação com vivência em gerenciamento, implantação e soluções em projetos internacionais e multinacionais. •• Linkedin: br.linkedin.com/in/viniciusribeiro1 ••


3 Comentários

Diego Martins de PinhoDiego Martins de Pinho
1

Parabéns pelo artigo!
Me identifiquei bastante com ele! Atualmente passo por essa situação e o que tenho vivido veio de encontro com o que você escreveu. Tenho certeza que seguindo essas dicas terei mais chances de sucesso. Abraço!

Wolas Almeida Matos
2

Atualmente atuo como Supervisor dentro de um cliente da iniciativa privada e confesso que liderar uma equipe, mesmo pequena, tem sido desafiador. Conforme mencionado no artigo a parte complicada é “virar a chave” o que aconselho é:

1 – Buscar conselhos de líderes mais experientes.

2 – Ouvir mais a equipe e o cliente.

3 – Buscar o autoconhecimento.

4 – Buscar capacitação gerencial.

Estes são apenas alguns pontos que venho tentando aperfeiçoar e que estão mostrando resultados.

Obrigado!

Filipe Ferreira da Silva
3

Boa noite!

Estou passando por um período de teste, onde meu gestor está me atribuindo atividades de gestão aos poucos e analisando meu desempenho.

Também tenho a dificuldade, que é compreendida pelo meu gestor, de mudar a chave. Algo difícil, mas não impossível. Estou disposto a chegar na segunda-feira com outra visão.

E realmente, buscar parcerias internas é um grande diferencial, essa é minha próxima meta. Pois, com a equipe já tenho certa tranquilidade.

Conversando com um amigo com mais de 30 anos de gestão de TI, ele disse: “Meu conselho nesse início é, saia da posição de “Eu sou de TI e sei tudo, o usuário é burro.”, pois é ele que vai fazer você crescer. Sirva o usuário.

Vou levar isso pra vida.

Deus abençoe e bom trabalho a todos!

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">