A vida profissional é uma escada rolante!

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Diariamente vemos as pessoas com perspectivas inovadoras, seja sobre o mercado de trabalho, qualificação, tecnologias e novas abordagens sobre metodologias e práticas. É quase impossível acompanhar o ritmo de evolução e a montanha de novas informações que surgem todos os dias. Mas, de alguma forma, é preciso se permitir crescer. Do contrário, só há uma saída: o declínio!

Durante os anos em que ministrei aulas sobre ITIL, COBIT e Scrum, cheguei a diversas perspectivas sobre crescimento profissional, a vida e as visões de cada pessoa. E, durante este aprendizado contínuo tive uma percepção interessante sobre o que significa viver neste mercado turbulento.

Diariamente, precisamos nos atualizar, evoluir, fazer crescer nosso conhecimento sobre todos os aspectos que envolvem a área na qual atuamos. E com esta necessidade, compreendi a vida como uma escada rolante. Isso, mesmo que você está lendo. Imagine que a sua vida profissional – ou até mesmo a pessoal – é uma escada rolante em qualquer lugar que prefira, seja num shopping ou num prédio comercial. Esta escada está em constante descida, enquanto você tenta, continuamente, subir. Você sobe, degrau após degrau, no ritmo que pode e é mais viável a você. A escada, apesar de sempre se movimentar na direção contrária à sua, mantém uma velocidade quase constante, permitindo que, mesmo lentamente, consiga subir cada vez mais alto. Em cada degrau, há um desafio ou uma forma de subir diferente, novas abordagens, novas formas de enxergar o degrau. Mas tome cuidado: se tentar pular um degrau, há um grande risco de cair da escada, ou tropeçar e ter que pegar o ritmo novamente.

Thiago Kffuri - Escada rolante

Agora observe de forma diferente. Se pararmos de subir nesta escada rolante, nós descemos novamente. Caímos do “nível” ao qual chegamos até um patamar inferior. Seja de conhecimento, sabedoria, cargos, oportunidades. Da mesma forma que na vida profissional – ou pessoal – a paralisação significa DECLÍNIO. Se deixamos de evoluir profissionalmente, se deixamos de aprender ou até mesmo, ouso dizer, se uma organização deixa de procurar crescer e expandir no mercado afora, deixando que novas tecnologias e práticas surjam, mas não propicia inovação, a tendência sempre será o declínio. Ficamos desatualizados, atrofiados em todos os sentidos e aspectos da palavra e do conceito.

Entendam que esta visão é apenas uma metáfora que deve impulsionar as pessoas, cada vez mais, ao crescimento. Devemos nos permitir arriscar e abraçar o conhecimento contínuo, aprendendo novas técnicas para o trabalho, novos conceitos para viver uma vida saudável ou/e com maior sabedoria, novas tecnologias e abordagens sobre soft skills, novos processos, etc.

A escada nunca para, e precisamos garantir que nosso ritmo é constante e em ascensão para o futuro!

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

2 Comentários

Francisco Marcelo
1

Concordo plenamente. Mas onde estão o valores das coisas? Estamos sempre adquirindo conhecimento, certificações, cursos, palestras, seminários, idiomas, tecnologia, mas para quê? Qual o propósito? O traremos ou deixaremos no mundo com esta acúmulo de informações? Dinheiro? Bens materiais? E a felicidade? E a nobreza dos verdadeiros valores? Creio que estamos começando a nos perder no mundo e talvez não haja volta a curto prazo. Obviamente precisamos de conhecimento para vivermos em nosso planeta…. Mas a que custo e com qual propósitos? Vejo muitos cargos, funções, titulações e vejo poucas pesssoas… As pessoas já não tem somente nome, tem título….. Sei lá, sou estudante de mestrado, professor e analista de TI na Embraer…. Mas sou feliz apenas sendo o Marcelo….. Temos que saber diferenciar o essencial do fundamental… Um abraço!

Marcos
2

Bom Post! Estava comentando isso estes dias com um colega de trabalho, muitas vezes, você é sênior em uma tecnologia, e a mesma entra em decadência e você tem que recomeçar tudo de novo. Quantas vezes isso já não aconteceu comigo …

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">