Hiperconvergência – Entenda a nova infraestrutura de TI

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

A hiperconvergência é uma estrutura de TI que combina armazenamento, processamento e virtualização em um único sistema, em um esforço para reduzir a complexidade do data center e aumentar a escalabilidade. Simplificando, as plataformas hiperconvergentes incluem um hipervisor para processamento virtualizado, armazenamento definido por software e rede virtualizada, e normalmente são executados em appliances prontos para uso.

Um sistema hiperconvergente permite que as tecnologias integradas sejam gerenciadas como um único sistema por meio de um conjunto de ferramentas simples. A maioria dos sistemas hiperconvergentes requer um mínimo de três nós de hardware para alta disponibilidade e pode ser expandida através da adição de nós à unidade base. Um agrupamento de nós é conhecido como cluster.

A infraestrutura hiperconvergente (HCI) começou a se tornar relevante através de startups como: Maxta, Nutanix, Pivot3, Scale Computing e SimpliVity. Como um sinal da maturidade da HCI, grandes fornecedores de servidores e armazenamento, como Cisco, Dell EMC (incluindo VMware), Hewlett Packard Enterprise (HPE), Lenovo e NetApp, entraram no mercado. Alguns desses fornecedores têm vários produtos da marca HCI, geralmente em conjunto com parceiros de software.

Por que as empresas estão mudando para a hiperconvergência

Ter uma solução completa de data center simplificada é o sonho de qualquer profissional de TI, já que estão acostumados a ter que juntar todos componentes de uma infraestrutura ou contratar fornecedores e consultores caros. A hiperconvergência também é menos complexa, permitindo que generalistas administrem os sistemas.

A hiperconvergência é uma boa opção para organizações que investiram pesadamente em tecnologias de virtualização, mas ainda estão tendo dificuldades com a complexidade e o custo da segurança e armazenamento de dados. É também uma tecnologia altamente atraente para empresas que preferem concentrar seus recursos de tempo, dinheiro e funcionários mais nos aspectos operacionais de seus negócios e menos na infraestrutura.

No entanto, existe o risco de ficar preso a um fornecedor. Por exemplo, você não pode combinar nós de um fornecedor com os de outro que pode vir a oferecer um custo menor.

Apesar da rigidez técnica e financeira associada à hiperconvergência, o custo total de propriedade é geralmente menor. Digamos que você queira migrar toda uma infraestrutura de TI para a nuvem. Se você adotasse uma abordagem hiperconvergente, você simplesmente adicionaria ou removeria nós para aumentar ou diminuir os recursos.

Como funciona a hiperconvergência

Uma plataforma hiperconvergente normalmente integra processamento, armazenamento e rede com um sistema de gerenciamento de data center definido com software (SDDC) inteligente e automatizado mais uma camada de software que define os aspectos operacionais dessa infraestrutura.

hiperconvergencia-001

Um hipervisor projetado ou modificado pelo fornecedor especificamente para trabalhar com seu produto orquestra o provisionamento de armazenamento, processamento e rede. Como um sistema hiperconvergente virtualiza todos os recursos, esses recursos podem ser ajustados para acomodar mais ou menos máquinas virtuais (VMs) em tempo real, sem a necessidade de suspender a atividade de qualquer VM em execução no momento.

Quando o número de VMs atingir a capacidade da infraestrutura, o dimensionamento é tão fácil quanto adicionar mais nós. Novos nós com recursos de processamento, armazenamento e rede podem ser adicionados e compartilhado entre as VMs.

O gerenciamento de painel único fornece aos administradores uma visão abrangente do estado do ambiente de TI que estão gerenciando, integrando e apresentando dados de várias fontes de dados em um console que unifica configuração, gerenciamento e monitoramento.

hiperconvergencia-002

Por que a hiperconvergência é importante

A hiperconvergência ajuda a melhorar o gerenciamento de ambientes de TI virtuais, serve como um bloco de construção para a nuvem e altera as funções das equipes de TI.

As empresas devem saber exatamente o que estão comprando na compra de HCI, com a garantia de que os vários componentes funcionarão bem juntos e serão facilmente gerenciados. Quando for a hora de adicionar e escalar os recursos de TI, o processo deve ser tão simples quanto comprar e conectar de forma linear outro nó auto-detectável de seu fornecedor de sistemas hiperconvergentes.

Talvez, o mais importante de tudo é não ser necessário a TI gerenciar e configurar separadamente: servidores, armazenamento, hipervisor e dispositivos de rede em um ambiente hiperconvergente.

Vantagens e Desvantagens

A forte integração dos componentes em uma infraestrutura hiperconvergente fornece algumas vantagens: facilidade de gerenciamento e facilidade de dimensionamento. Como todos os componentes foram projetados do zero ou modificados pelo fornecedor para funcionar de forma eficiente juntos, é possível gerenciar todos os recursos de uma console.

Quando uma organização precisa de mais recursos de TI basta adicionar mais nós. Isso também leva a uma das principais desvantagens deste tipo de infraestrutura: todos os recursos devem ser aumentados quando uma organização precisar aumentar qualquer recurso. Para atenuar esse problema, as plataformas HCI mais recentes incluem nós que são centrados em armazenamento ou em processamento.

Como é vendido?

A infraestrutura hiperconvergente está disponível como um appliance ou como um modelo somente de software. Capacidades integradas como deduplicação de dados, compactação, proteção de dados, snapshots, otimização de WAN e recuperação de backup e desastres diferenciam as ofertas dos fornecedores.

Fornecedores especializados em HCI incluem Nutanix, SimpliVity e Pivot3. Os grandes fornecedores de sistemas que entraram no mercado incluem Cisco, Dell-EMC e HPE. A Gartner prevê que o mercado de sistemas integrados hiperconvergentes (HCIS) chegará a quase US $ 5 bilhões – ou 24% do mercado global de sistemas integrados – até 2019, à medida que a tecnologia se aproximar do uso mais comum.

O futuro da hiperconvergência

No Brasil existe uma demora em adotar novas tecnologias, as empresas e seus gestores não conseguem enxergar valor em usar a tecnologia para otimizar serviços e aumentar a produtividade.

Como toda nova tecnologia, a tendência da hiperconvergência é se popularizar e baixar o seu valor com o passar dos anos. Esta com certeza é uma alternativa mais interessante que as complexas infraestruturas que temos hoje. Porém, é preciso mais tempo para entendermos como esta tecnologia se comporta a médio e longo prazo. Esta dependência de fornecedores pode se tornar um problema, já que só o tempo dirá quais as marcas se consolidarão no mercado.

Para você que que é gestor de infraestrutura e ficou com vontade de testar esta opção, aconselho a aplicar em pequenos projetos ou tentar utilizar os softwares dos fornecedores em um ambiente de testes.

De qualquer forma, sistemas integrados como este são o futuro e é sempre bom já começarmos a entender novas tecnologias.

Um abraço, bons estudos!

PS: Se ficou perdido continue acompanhando os artigos e deixe suas dúvidas e considerações através dos comentários abaixo. Confira também o melhor livro sobre carreira de TI.

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Demian dos Santos

Mais artigos deste autor »

Especialista em Infraestrutura | Microsoft | Linux | ITIL | ITSM | ITAM | COBIT. Profissional de TI pós-graduado com mais de 12 anos de experiência desenvolvendo soluções em Infraestrutura de TI e Service Desk. Sendo mais direto, eu resolvo problemas de TI para que eles não afetem o negócio e busco soluções em tecnologia para o negócio gerar mais resultado.


Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">