E-commerce – Prevenção contra crimes digitais

O boom gerado pelo e-commerce e suas inúmeras facilidades e benefícios não só chama a atenção dos mocinhos como também dos bandidos.

A facilidade de comparar preços sem sair do lugar, tudo na tela de um computador, a capacidade de parcelar em inúmeras vezes e sem juros, de decidir se escolhe o menor preço ou o melhor parcelamento, enfim, tantas facilidades para tomar a melhor escolha para seu bolso faz com que o e-commerce seja não mais uma tendência, mais sim, uma realidade que faz parte do dia-a-dia dos brasileiros.

Eu mesmo não vou em livrarias, todo mês entro nos três sites que gosto para comprar livros, comparo os preços, o prazo de entrega e tudo mais e por fim, pago minha compra na hora e apenas aguardo a mercadoria, mais facilidade do que isso somente quando criarem um jeito de receber em 12 horas ou seu dinheiro de volta. Eletrônicos também, não vou mais em lojas, pesquiso e compro na internet mesmo, porém, essa facilidade tem atraído os bandidos digitais, pessoas que aproveitam esse crescimento e a entrada desorganizada de novas e pequenas lojas para capturar informações preciosas, também aproveitam da falta de cuidado do usuário o que é o fator principal de risco.

O crescimento do número de vítimas de crimes digitais cresce muito rápido. Falta de informação não é, porém, mesmo com tantas informações sobre segurança básica tem gente se aventurando a comprar sem sequer cuidar o mínimo necessário.

E para não dizer que é falta de informações vou tentar ser o mais completo possível em alguns poucos (não tão poucos) parágrafos sobre prevenção on-line.

Alguns tópicos que vou citar não são tão básico assim, só que são simples e eficazes. Não vou colocar em uma ordem porque na verdade não existe uma ordem certa para certificar-se de que aquela loja é uma loja idônea, independente da ordem o resultado será o mesmo.

Domínio

Uma dica simples é cuidar para que sites em português (se for comprar no Brasil) estejam sempre com o domínio referente, ou seja, terminando em .br. Porque isso? Simples, pela qualidade do URL . Um bom site, que está sendo bem gerido (no caso dos reais), faz com que qualquer domínio registrados por eles, seja .com, .net, ou o que for direcione para o .com.br porque esse é o domínio principal. Simples assim, mais que ajuda a começar a pensar em estratégia de segurança.

Protocolo de segurança SSL e TSL

O protocolo SSL (secure socket layer) ou o TSL (transport layer security) indicam que seus dados estão sendo transferidos de forma criptografada, o que aumenta a segurança e impossibilita a captura real dos dados. Para identificar sites que possuem essa tecnologia vamos observar alguns detalhes.

  1. Sites com esse tipo de segurança começam com https://www. o que é diferente do tradicional http://www.
  2. Vai ser identificado o site com essa tecnologia já no próprio navegador, de que jeito? No navegador web vai aparecer no canto (depende do browser) inferior direito o cadeado ativado.
  3. Também existem empresas seguradoras que autenticam a segurança do Site, observe os selos de segurança na página da empresa, procure qual empresa se responsabiliza por atestar que aquele site é oficial e integro.

Valores

Desconfie sempre de valores abaixo do valor de mercado. Pesquise, a internet é feita para isso. Aproveite e use o Google e outros buscadores e comparadores de preços para fazer esse serviço.

Procure saber mais sobre a loja virtual

Pesquise sempre antes de comprar, não finalize a compra e nem preencha dados sem ter pesquisado antes. Existem formas de pesquisa que devem ser feitas e vou citá-las.

  1. Confirme o Registro no www.registro.br, neste site é possível obter informações interessantes como os dados sobre o proprietário, a empresa, etc. Isso funciona com registros com final .br, para domínios internacionais usar o lacnic.net para fazer a pesquisa.
  2. Ao conseguir o CNPJ da empresa que pretende efetuar compra vá no site da Receita – www.receita.fazendo.gov.br – e verifique a inscrição, se é ativa, se é real, o que é afinal.
  3. Vá em sites de Reclamações. O mais famoso e usado é o www.reclameaqui.com.br, busque ver se a loja tem registro, o que causou esse registro e também como foi solucionado o caso.
  4. Procure saber quem é o desenvolvedor daquele site, normalmente está no rodapé do Site, procure saber se é uma empresa integra e se essas empresa confirma essa loja como cliente dela, pesquise sobre o desenvolvedor, se for uma boa empresa de desenvolvimento existe grandes chances de tudo dar certo na compra, pois não é barato está qualificado na internet.
  5. Procure informações em Redes Sociais,  fóruns e blogs, pessoas estão livres para expressar emoções e opiniões, aproveite isso a teu favor.
  6. Verifique se existe telefone para contato, endereço, ao invés de ligar procure ver se o endereço é real e se existe pessoas para atender o telefone.
  7. Verifique se fornecem dados sobre o produto.

Primeira compra

Sua primeira compra na web ou em determinado site? Então use apenas cartão com limite baixo e compre um produto simples, de valor baixo, faça o teste, não compre com cartões de valores altos e tão pouco encha o carrinho na primeira vez.

Segurança do Computador

Mantenha sempre antivirus, firewall (ativado) e outros softwares de segurança ativos para que assim as chances de keyloggers e outros estarem ativos em seu computador sejam menores.

Registro de dados

Nunca, nunca mesmo, deixe seus dados registrados, assim que concluir uma compra, apague, exclua histórico, caracteres gravados, cookies e etc…

É impossível estar imune por completo, mais é possível amenizar os riscos e isso é muito bom se compararmos a quantidade de pessoas que navegam desprevenidamente. Crie a tendência de pesquisa, duvidar, criticar e só depois aprovar para comprar, isso poderá livrar de pequenos, médios e grandes fraudes digitais.

Até a próxima.

Criticas e sugestões de temas – contato@alpisconsultoria.com.br – Aproveite e leia os outros ARTIGOS de minha autoria.

Luiz Castro Junior

Mais artigos deste autor »

Diretor da Alpis Consultoria.
Consultor Certificado 8 Ps - Marketing Digital, Planejamento Estratégico digital, Gestor de Projetos.

5 Comentários

Luiz Weber TI
1

Bom, acredito que há outros itens de segurança também importantes. O fato de que a url do site deva ter o .com.br é que pertencem à jurisdição brasileira. Por ex. caso seja preciso mover uma ação contra a empresa, o trabalho será muito maior se ela for .com.

Outro item que considero relevante é dar uma pesquisada no Buscapé, para verificar as avaliações de usuários que efetuaram a compra ( usando esta url para pesquisar:
http://parceiro.buscape.com.br/procura-empresa.html ).

Mais outra questão para comprar é pesquisar em fóruns, para ver como anda a imagem da empresa na net.

E lembrando que não custa nada mandar um email perguntando sobre prazos de entrega, etc. Se a empresa nem responder, já tem um ponto negativo aí.

Parabéns pelo artigo Luiz Castro!.

Portal da Refrigeração
2

Quando você fala em domínio, que um site com tendência a ser “mais seguro” é um com.br está esquecendo de uma coisa: e se o domínio .com.br não estiver disponível. Quando crie o Portal da Refrigeração procurei o domínio refrigeracao.com.br; não estava disponível – disponível somente o refrigeracao.net que acabei escolhendo.

Esse negócio de preocupação com domínio era do princípio da internet quando eram relativamente poucos os registrados. Hoje, nos EUA, é quase impossível encontrar domínio de 3 ou 4 letras disponíveis, salvo adquirindo-os por pequenas fortunas (em alguns casos milhões de dólares como o sex.com). O Brasil se encaminha velozmente para essa situação.

A questão da escassez de domínios é tão relevante, que o Google dá o mesmo peso a qualquer domínio, mesmo que notoriamente usados para spam como os .info. O que importa é conteúdo e não o tipo de domínio.

O único reparo que faço ao seu artigo e sobre o aspecto do domínio…

Luiz Castro Jr
3

‘Portal da Refrigeração’, entendo seu posicionamento e tens total razão no reparo feito neste artigo, sem querer acabei dando um tom generalizado para esse critério quando na verdade gostaria apenas de ressaltar o profissionalismo na escolha (quando disponível) de alguns domínios, desculpe não foi a intenção mais acabei me expressando de uma forma equivocada.

Abraços amigo, obrigado pela crítica.

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!


× dois = 6

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>