Afinal, Redes Sociais para empresa, o que isso faz?

Um artigo bem rápido que resolvi criar pelo fato de que um amigo, um dos gestores de uma Fundação, me perguntou – Afinal, para que serve esse trabalho de Social Media?

Creio que essa é uma questão que muitos gestores do mundo off-line (digamos assim) possuem, infelizmente alguns tem vergonha de perguntar e acabam ficando por não entender é nada – até mesmo, fazem uma grande confusão.

Quando falamos em Social Media, lógico que para comércio trata-se de marketing em Redes Sociais, nada além disso importa para empresas. Então vamos pensar por esse lado.

Em resumo, o que precisamos entender na questão: Para que serve as Redes Sociais nos negócios?

Acho que o maior valor disso tudo é o que realmente se faz em uma rede social, a comunicação direta, espontânea e livre de limitações. Um espaço onde tudo pode ser avaliado e que tudo o que se diz a sua marca tem muito valor para ser mensurado.

O dialogo com o consumidor é tanto possível como necessário quando se está nesse tipo de ambiente. Na verdade é a vantagem que se cria contra a concorrência, se você sabe se comunicar, você então sabe o que está fazendo nas Redes Sociais, se você está lá por estar – pense melhor.

Em segundo lugar – o óbvio, se você tem comunicação, você tem informações relevantes sobre sua marca, produto ou mercado, então, porque não aprender a pesquisar, organizar informações e mensurar esses novos dados?

Logo, você também pode muito bem criar interatividade, uma outra forma de comunicação com o seu consumidor, na verdade você não precisa entrar em uma conversa ou puxa papo, o que você precisa é chamar atenção do consumidor – isso se faz com interatividade.

Uma outra vantagem do uso de Redes Sociais é o fato que você mantém sua campanha de marketing por muito mais tempo ativa na lembrança do consumidor, ele estando presente em seu perfil certamente lembrará da sua marca. Também, é possível usá-las como forma de maximizar os resultados de suas campanhas, sejam elas off ou on-line.

Para algumas empresas é possível até mesmo criar espaços para vendas on-line nessas plataformas, como é o caso do Facebook, que permite uma pequena loja virtual integrada como pagina interna. Muito interessante. Porém, vale lembrar que ser social não é querer vender para o primeiro que aparece, é importante saber como vender nessa nova realidade.

Portanto, mesmo com todas essas vantagens que as redes sociais nos trazem vale lembrar que para ser social você precisa ser útil para as outras pessoas, querer vender não é ser útil, ser útil é informar, sugerir interatividade, criar conteúdo de interesse e em volta disso – manter a comunicação. Depois, quem sabe, vender seu peixe.

Para você profissional, que sempre se depara com essa mesma questão, vale levar em consideração a ordem dos assuntos aqui exibidos – eu tenho tido êxito em ensinar assim. Creio que vocês também terão.

Abraço a todos, sucesso.

Luiz Castro Junior

Mais artigos deste autor »

Diretor da Alpis Consultoria.
Consultor Certificado 8 Ps - Marketing Digital, Planejamento Estratégico digital, Gestor de Projetos.


4 Comentários

Tiago Formiga
1

interessante este post, até mesmo porque quando se fala em redes sociais, é complicado em esclarecer algo. E como fazer pra as pessoas nao enxergarem esses “merchans” como spams?

Luiz Castro Jr
2

Olá Tiago,

Obrigado pelo comentário…

Sobre a questão “E como fazer pra as pessoas nao enxergarem esses “merchans” como spams?” A resposta é bem simples – Tenha real interesse em agradar seu cliente, entender suas necessidades e repeite-o. Quando tratamos de Social Media temos que levar me consideração a inteligencia emocional do Gestor de Redes Sociais, justamente pelo fato que esse deve ser a ‘cara’ da empresa, ele deve passar exatamente a experiência que a empresa deseja que seu cliente tenha.

Mas, chega de teoria e vamos a um exemplo prático… Eu sou consultor e-commerce e gestor de Social Media da Shopmasp.com.br, essa empresa me contratou para de forma devagar e efetiva começar uma comunicação inteligente com seus consumidores – Ok, a primeira vista estamos usando o Twitter como plataforma e posteriormente o Facebook, estamos no inicio do trabalho, mas a primeira campanha #torcedorcampeao teve um resultado bem interessante. Mas, lógico que todos se perguntam – Mas, porque ficar sorteando coisas, qual é o sentido disso tudo?

Vi muitos trabalhos que realmente deixavam uma lacuna.. Portanto, se o jeito de encontrar pessoas interessadas no tema que você trabalha é oferecer algo, porque não fazê-lo? Claro, que deve ser feito de forma organizada e inteligente… Veja a próxima campanha #torcedorcampeao que estaremos colocando no ar em breve – @shopmasp

As pessoas compreendem quando é ”merchan” bobo, o puro bombar perfil, sabem que isso não surtirá em nada… As pessoas que tem interesse em seu produto tendem a participar daquilo que realmente é inteligente, vai ter cadastro – elas não se preocupam em fornecer dados, sabem que aquilo dará vantagens a ela no futuro, uma promoção específica pro perfil dela, por exemplo…. Enfim, muito profissionais estão com medo de fazer campanhas com metas, fazem apenas campanhas para bombar perfil porque é mais barato e menos trabalho, é só sortear aleatóriamente itens… O difícil é fazer o trabalho inteligente e profissional, conseguir segmentar perfis de consumidores, aumentar não somente os seguidores mais também outros bancos de dados, criar campanhas que se complementem e que tenham a essência da empresa promotora… Enfim, o público em geral, aquele que tem interesse no seu produto, vai participar somente daquilo que lhe é visto com bons olhos, nunca esconda a real intenção, faça valer a leia da liberalidade e da verdade, afinal – estamos em um relacionamento.

Abraço,

Luiz Castro Jr
4

Certamente Marcos,

Como comentamos aqui, elas servem para comunicação – Tem empresa que realmente não aprendou ou não foi orientada a como usa-las, nestes casos são completamente inúteis – é ter, por ter.

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!


9 × = setenta dois

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>