Assespro Nacional encaminha ofício ao Ministério da Integração em repúdio ao concurso público para cargos técnicos em TI

A Assespro Nacional (Associação das Empresas Brasileiras de TI) encaminhou ofício ao Ministério da Integração Nacional (MI), no qual pede a eliminação do edital que abre concurso público para os cargos técnicos em TI.

No documento endereçado ao ministro Fernando Bezerra Coelho, a entidade repudia a criação dessas vagas, o que coloca em risco o saudável ambiente de competição das empresas brasileiras do segmento, deixando ainda mais escassa a mão-de-obra especializada no setor, mão-de-obra essa que foi capacitada pelo setor privado.

O presidente da Assespro Nacional, Luís Mário Luchetta, acredita que o papel do governo seria auxiliar no processo de capacitação profissional, e não criar a possibilidade de vazão de conhecimento especializado. “Segundo dados de uma pesquisa da Softex, em 2013 o déficit mão-de-obra em TI poderá chegar a 140 mil. E, ao contratar mais profissionais, como está sendo proposto neste concurso, o governo contribui para acentuar ainda mais a falta de especialistas no setor privado”, afirma.

No ofício, o executivo ainda coloca a entidade à disposição para auxiliar o governo a preencher a necessidade de serviços especializados em TI. “Colocamos-nos ao dispor para aproximar o Ministério da Integração Nacional com o setor privado nacional de tecnologia da informação, com o intuito de promover o entendimento das necessidades e ofertar as tecnologias desenvolvidas e dos serviços prestados pelas empresas brasileiras”, completa Luchetta.

Fonte: NB Press Comunicação

27 Comentários

Bruno Henrique D. Freitas
2

Parece brincadeira, a assespro deveria pensar em fazer frente a estes cargos públicos com salários compatíveis ao buscar meios prejudicar a busca do profissional por melhorias profissionais.
São atitudes como estas que desacreditam a iniciativa privada.

Marcos
3

Nossa! Nunca vi nada tão ridículo! É o cúmulo do desespero. Se a galera de TI se unir e não aceitar mais ser explorada da forma que é atualmente, um dia será mais valorizada no mercado.

Vinícius
4

Que vergonha dessa Assespro…
por essas e outras que essa avalanche de terceirizados roubam as vagas de quem passou nos concursos e teria direito por lei a elas.

Rafael
5

Gostaria que algum economista explicasse o fenômeno do aumento da procura,
diminuição da oferta *e salário permanecendo igual*!

Terá o mercado de TI descoberto um furo na lei da oferta e da procura ? Isso da
prêmio Nobel em economia!

Alex Silva
6

Ele tá certo, isso é dever do presidente da entidade, lutar pelo que eles acham melhor. Agora cade os representantes dos profissionais em TI? Tendo em vista que o pessoal de TI é explorado e mal remunerado, acho que é hora que termos um órgão fiscalizador-regulamentador da nossa profissão. Alem de não termos uma entidade que lute pela categoria, somos uma classe muito desunida, deveríamos parar nossos serviços apenas um dia, para o Brasil sentir na pele que o que move o mundo é a tecnologia e é preciso pessoas gabaritadas e responsáveis para fazer isso funcionar.

Afonso Ademir Adão
7

Que absurdo! Se fosse assim, o governo ficaria a mercê das empresas terceirizadas de TI, que prestam um serviço de má qualidade…
Sempre que o governo tem que terceirizar algum serviço, como o desenvolvimento de um software, por exemplo, para as empresas privadas, nos deparamos com problemas como falta de qualidade nos produtos e pessoas despreparadas.
O mercado privado tem muita gente boa, mas geralmente os produtos são entregues às pressas, sem os devidos testes e sem o devido cuidado com a qualidade.
Sou do setor público e tenho a experiência de que toda vez que terceirizamos, temos que praticamente refazer o produto que foi desenvolvido.
Os funcionários do setor privado não tem a mesma preocupação com a qualidade, segurança e performance que o pessoal do setor público. Muitas vezes o pessoal do privado entrega tudo às pressas, e muitas vezes, só para entregar qualquer coisa e cumprir o prazo. Depois nós do público temos que corrigir o que eles fizeram.

jossana
10

Essa atitude pretende prejudicar os profissionais de TI e continuar beneficiando os cofres das grandes empresas privadas!!! Que exploram sem dó a ‘mão de obra’ de TI.

Quemel
11

Caros colegas, salve!

E eu pensando com meus botões que a candidata única ao “Trofeu Cara de Pau do ano em TI” fosse a Brasscom.

Pelo menos a Brasscom é sutil, mas essa da Assespro foi escancarada.

Funciona assim você cria uma ONG (pode ser de empresários/empresas) e depois vai ao governo pedir dinheiro (público) para treinar seus funcionários via escolas de informática que treinam profissionais de TI.

Por exemplo você assina um contrato e diz que vai entrar com R$ 1 e o BNDES entra com R$ 100.000.000.000,00. Tipo assim a Oi comprou a Brasiltelecom nesse esquema.

Ou do tipo você entrar com cerca de R$ 300 mil e o governo entra com R$ 1 milhão. Mole, mole, certo!

Se tiver concurso para técnicos de TI, fica facil fazer a conta: Como terceirizado da empresa MacroHard (nome fictício) trabalhando no Ministperio você recebe apenas R$ 1.8 mil ao passo que se você passar no concurso vai ganhar inicial cerca de R$ 8 mil.

As empresas de TI não só perderam a decência e a vergonha, por causa do lulopetismo estão transformando essa país num balcão de “negócios”.

Quem mandou votar no Apedeuta!

Bração e boa $orte,
Quemel

P.S Comprem, leiam e guardem a edição de certa revista semanal. A Anatomia da Corrupção e saibam como o nosso dinheiro “vaza” por ONGs, bancos públicos e programas de qualificação profissional….

Thiago
13

Que cara idiota meu, babaca, nem vou comentar, se isso acontecer eu abandono a área de TI, já não basto os salários ridiculos que recebemos, aí onde temos salários mais justos querem cortar, como bem disseram, se fossemos unidos, a história poderia ser bem outra.

Guilherme
14

Foi um concurso público que fez eu continuar nesta área! Então faça o favor de aumentar os salários da galera de T.I. e não prejudicar.

Mauricio Barros
15

O setor público está muito mais atrativo que o setor privado: melhores salários e melhores condições de trabalho. O setor privado explora o pessoal de TI, suga até a última gota de suor, exige N certificações e vasta experiência para cargos de 4 mil por mês e qualquer oscilação de mercado é motivo para atraso de salário ou até a demissão do profissional. Fiz uma entrevista numa empresa em que o entrevistador me disse: “não quero que você vista a camisa, mas que você tatue o nome da empresa”. Minha opinião é: se quiserem que o pessoal da TI fique no mercado privado, que paguem bem por isso.

Helder
16

Assim que me formei na universidade federal, meu maior salário na iniciativa privada foi R$ 1.300,00. Hoje ganho muito mais que isto (o tanto que acho que mereço) graças ao incentivo que o Governo nos oferece através de concurso público.

Querem os melhores? Paguem bem! Valorizem-nos! Revejam a forma como os profissionais brasileiros são tratados. Vocês não só estão perdendo para o Governo, mas também para todas as empresas do exterior.

Pessoal!

Bruno Minari
17

Tal pleito, ao meu ver, é ridículo. Que paguem pelos melhores o que eles merecem! O mercado está ficando carente de profissionais porque empresários exploram 12, 14, até mais horas por dia de muitos que trabalham por salários pífios. Registro que são palavras de quem um dia já fora do mercado privado e hoje é um servidor público federal.

felipebastosweb
18

Essa merece o premio de mico do ano.

Como nunca trabalhei para o setor privado de TI, nao me encaixo no perfil. Vou ficar sem concurso?

Por 1 segundo eu tentei imaginar a capacitacao que as empresas privadas dao para seus profissionais. Nao consegui.

O que vejo é um monte de terceirizados fingindo que trabalham, e o governo gastando bilhoes para eles serem contraprodutivos.

Alem da falta de capacitacao visivel que .. percebe-se que nunca foram treinados.

Nem vou falar dos baixos salarios .. pq dificilmente me atreveria a me candidatar nessas terceirizadoras.

Carlos
19

Sou um profissional altamente qualificado, com mais 20 anos de experiencia.
Como servidor federal recebo um salário compatível com minhas qualificações, no mercado privado, tirando as poucas empresas que valorizam a qualificação profissional, eu seria explorado pelos patrões que querem pagar o mesmo que costumam pagar para recém-formados ou estágiários.
Já ouvi cada proposta que até pareciam piada, de muito mal-gosto é claro!
Se o mercado se profissionalizar e pagar salários descentes os profissionais de TI não fariam concursos.

Saulo
21

Todo profissional quer ser valorizado! Se o meio privado não nos valoriza, nós temos o direito de querer fazer concurso público e defender esse direito!
Se o meio privado fosse tão “bom”, não haveria tantas pessoas reclamando dele. Isso não acontece só na área de TI mas em diversas outras áreas também!

Outro link interessante relacionado a esse assunto é esse aqui do próprio site:
http://www.profissionaisti.com.br/2011/11/concurseiros-e-profissionais-de-mercado-quem-leva-vantagem/

Profissional Insatisfeito
23

Muita cara de pau sim.
A iniciativa privada não oferece boas condições de trabalho e visa apenas crescer ainda mais explorando o profissional de TI. Para isso inventam de tudo quanto há para sonegar imposto (PJ, Flex …) e ainda querem continuar a reter profissionais bons pagando um salário ridículo que dizem ser “o que o mercado está oferecendo”. Os incentivos fiscais que o governo assinou no final de 2011 exclusivamente para as empresas de TI não foi repassado, pelo menos para mim, assim como o aumento do salário mínimo (e do meu custo de vida devido a isso) que não provocou nenhuma mudança no meu salário. Isso me fará mudar de emprego, em breve.
O que o mercado está oferencendo agora é muito pouco e isso tem que acabar. O profissional deve começar a exigir salário digno nas negociações de emprego e aprender a dizer não nas entrevistas de maneira direta e sem rodeios, levantar-se da cadeira e ir embora quando a oferta for ridícula. Quando chegar o dia em que não conseguirem mais pagar pouco e ter bons resultados as empresas começarão a pagar bem.

Junior
24

Que bando de FDP!!! Agora mesmo fixei em passar num concurso… Tenho experiencia e certificacoes, alem do bacharelado. Vao ficar sem a minha mão de obra.

Luiz Henrique QUEMEL
26

Caros colegas de TI, salve!

Sabe aquele “Diretor de Informática” que levou 20 anos para ganhar aquele salário mixuruca?

Pois é, esse valor foi o triplo que ganhei quando passei num concurso público de TI…nos primeiros 30 dias…

Bração e boa $orte,
Quemel

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!


cinco + = 10

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>