O que esperar da internet nos próximos anos?

Fibra óptica, anel óptico, 4G, e tantas outras novas tecnologias estão sendo implantadas e estudadas para melhorar a telefonia e acesso a internet no Brasil, e com certeza irão cumprir o objetivo. Atualmente, os serviços de telefonia possuem muitas falhas, mas as empresas provedoras querem aumentar a sua atuação no mercado e o consumidor está cada vez mais atento. Além disso, o governo está investindo neste setor para garantir que todos possam estar conectados durante os próximos eventos esportivos.

Acredito que o primeiro indício da melhora neste serviço é a concorrência, que está cada vez maior e isto traz muitas vantagens para os consumidores. A oferta de serviços conjugados, como o triple play – telefone, internet e TV –, é um bom exemplo. Cada vez mais empresas estão oferecendo este serviço e com preços acessíveis. Esta gama de opções faz com que o consumidor possa escolher o serviço com melhor custo-benefício com ofertas conjugadas (TV, telefonia e internet) e a empresa que não atender as necessidades dos clientes ficará para trás.

Em 2011, o governo fez diversos investimentos para que a internet chegasse a todos os cantos do Brasil. Algumas regiões já estão sendo beneficiadas e outras ainda terão que esperar um pouco, mas o assunto está sendo discutido e isto também fará com que as empresas de telefonia corram para atingir estes novos consumidores.

Para melhorar a qualidade da telefonia móvel, através de anéis de interligação entre pontos de acesso e de transmissão de dados, uma descoberta que não é recente, mas que já está começando a ser utilizada em maior escala, é a fibra óptica. Este material está acelerando o setor e garante maior velocidade no acesso a internet. A troca dos cabos de cobre pela fibra óptica se deve principalmente por este material não sofrer interferência eletromagnética, desta forma, não há distorção do sinal por ruídos do ambiente externo, além de ampliar muitas vezes a capacidade de transmissão desses dados, sem perda de sinal e de qualidade.

Além disso, é um meio seguro de transportar dados e o material com o qual a fibra óptica é produzida – sílica, especificamente o quartzo – é um dos minerais mais abundantes do mundo, o que resulta em custo relativamente baixo. Contudo, para disponibilizar a fibra óptica é necessário fazer investimentos em infraestrutura, o que encarece a implantação.

E para facilitar o acesso aos dados de sites internacionais e reduzir os custos, o governo anunciou que tem a intenção de construir um anel que liga as fibras ópticas dos países da América do Sul. Certamente, seremos beneficiados. E esta também é uma boa iniciativa considerando que o Brasil está recebendo cada vez mais turistas, tanto dos países da América do Sul quanto de outros continentes.

As empresas estão investindo para crescer, garantir a qualidade e o melhor preço dos seus serviços. Assim como o governo também está viabilizando meios de melhorar e fazer com que mais pessoas tenham acesso à internet. As expectativas são boas, mas não podemos esquecer que além de melhorar a qualidade da telefonia e da internet estes serviços também precisam ser democratizados.

por Por João Moretti, diretor geral da MobilePeople

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!


oito − 6 =

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>