Lua, “gol de placa” brasileiro

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!
Linguagem de programação Lua

Linguagem de programação Lua

Olá galera!

Esse post não é nenhuma notícia, nem tutorial, artigo ou coisa parecida. Venho por meio deste tornar público o meu orgulho por ser brasileiro e por fazer parte de um país que exporta talentos na informática, música, engenharia, futebol, etc.

Ouví falar da linguagem de programação Lua há uns 2 anos atrás, na verdade naquela época eu era tão fiel ao PHP que não me dava ao luxo de “olhar para os lados”. Graças a Guido isso mudou…

Então, neste ano decidí pelo menos saber o que é esta tal de Lua que vem ganhando posições na tabela da Tiobe (22a colocação), descobrí que trata-se de uma linguagem feita em 93 na PUC-Rio, para servir um projeto da Petrobras.

Como a receptividade da linguagem foi boa (devido a facilidade e clareza) passou a ser usada em outras áreas, como nos jogos “Escape from Monkey Island” e “Grim Fandango”, produzidos pela Lucas Arts, e “World of Warcraf”, da Blizzard.

Lua é aberta (licença MIT), interpretada (sendo uma das mais rápidas linguagens interpretadas), multiplataforma, de tipagem dinâmica, e possui recursos de linguagens modernas como “garbage collector”. O seu foco está para prototipagem rápida, scripting de configuração, automação e extensão de outras linguagens.

Um bom uso da linguagem Lua que ví recentemente foi usá-la para escrever regras complexas de mod_rewrite do Apache com if/else comuns. Também vê-se por aí arquivos de configuração “.lua” para editores de texto (principalmente para desenvolvedores).

Leia este post com mais informações históricas do Lua (pule a parte do Java). Assim que tiver mais contato com a linguagem posto mais informações sobre ela… experimente o “live demo” na página oficial da linguagem.

Até a próxima…

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Klaus Peter Laube

Mais artigos deste autor »

Tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas pelo Centro Universitário de Jaraguá do Sul (UNERJ). Desenvolvedor Web de longa data, apaixonado por Python e defensor dos padrões Web. Escreve quando pode no http://www.klauslaube.com.br.


13 Comentários

Walter Cruz
3

Hehe, na verdade, lembra um pouco Javascript, só que substituindo as {} por begin e end.. (ou do e end, na verdade, tem um tempinho que não mexo).

O Scite é um editor de textos pequeno e bacaninha, que pode ser scriptado com lua.

Gostei do live demo, não o conhecia.

Rodrigo Cacilhas
4

Sintaxe mais para C??? =O

Bebê, caí e levantá! Bebê, caí e levantá!
Bebê, caí e levantá! Bebê, caí e levantá!
Bebê, caí e levantá! Bebê, caí e levantá!
Bebê, caí e levantá! Bebê, caí e levantá!

[]’s
Cacilhas, La Batalema

Rodrigo Cacilhas
6

Hehehehehehehe

Esquenta não, Klaus! Mas espera passar o pileque antes de comentar. =D

Adoro Lua, é uma de minhas linguagem prediletas. Já trabalhei com desenvolvimento Lua e gostei muito.

Gosto bastante da API com C.

No artigo falando de Lua e Java tem só uma pequena deformação de informação…

Oak só virou Java em 1993, quando se tornou madura. SOL e DEC se uniram e formaram uma Lua madura também no mesmo ano.

Então para ser justa a comparação, ou a data de surgimento de Java precisa ser corrigida para 1993 (o que desagradaria os javistas), ou a data de surgimento de Lua deveria ser corrigida para a data de criação de SOL ou DEC.

Acho infrutífera uma discussão sobre qual linguagem surgiu primeiro, mas se vamos determinar isso – com finalidade histórica –, sejamos imparciais.

[]’s
Cacilhas, La Batalema

Klaus Peter Laube
7

@Rodrigo
Legal Rodrigo… você possui algum conteúdo?! tutorial?! sobre Lua para compartilhar?

@Walter
O que você me diz do SciTe para Django? Você possui algum script lua para a gente dar uma olhada como se faz?

Walter Cruz
8

Klaus, eu não tenho nada específico pra Django.

E tem um tempinho que eu estou usando o Emacs. Não que o SciTE seja ruim: pelo tamanho dele, o custo benefício é imenso. Mas eu me viciei em Emacs agora (Vou dar uma olhada no que tenho aqui, se vale a pena compartilhar) :)

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">