Mudar para software livre, por que não?

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Olá Pessoal,

No meu post de estreia, quero falar sobre software livre e porque usá-lo.

O software livre vem crescendo em diversos setores. Em grandes empresas já é visto em vários servidores devido a sua disponibilidade e estabilidade serem bem maiores.

Pessoalmente, já tive meu computador com dupla inicialização (Windows e Ubuntu), o desempenho do Ubuntu sempre foi maior, só reiniciava-o quando havia atualização de Kernel e raramente vi travar. Já cheguei a ter 22 dias sem precisar reiniciar, por outro lado o Windows ficava cada vez mais lento durante o uso e em geral depois de 10 dias era necessário reiniciá-lo.

Mas não é só isso. Quando instalamos um sistema operacional como o Ubuntu inserimos o CD, escolhemos as opções corretas e instalamos. Ao término temos um sistema completamente pronto para uso com um pequeno detalhe: é possível usá-lo durante a instalação ou mesmo sem instalar, carregando-o appenas na memória RAM. Por outro lado, ao fazer a instalação de uma máquina com Windows é necessário reiniciar em torno de 3 vezes, ter CDs de drives de cada dispositivo e em cada dispositivo (placa de vídeo, placa mãe, e outros) instalado é necessário reiniciar. Depois é necessário ter o CD do Office, do antivírus, e tudo isso aumenta o custo de uma máquina e o tempo dispensado para configurá-la.

Tudo que foi dito acima, não leva em conta a segurança, pois se entrarmos no mérito é fato que no Windows existem falhas muito maiores que o Ubuntu.

Na instalação do Ubuntu, já vem o pacote OpenOffice (no Brasil conhecido como BrOffice) e  o mesmo é compatível com os programas do Microsoft Office, com uma grande vantagem, é possível usar o padrão ODF (open document format).

Acredito que a resistência para mudar para Software Livre seja que as pessoas são acostumadas a usar Windows + Microsoft Office. Porém a estabilidade, segurança e não haver custo de licença é algo positivo em favor do Software Livre. E em último caso, se houver problema com algo que seja nativo para a plataforma Microsoft, ainda há a possibilidade de usar o Wine ou Virtualização do Windows.

E você, tem algo a complementar sobre o assunto? Deixe seu comentário!

André Gondim
http://andregondim.eti.br
@AndreGondim e @profissionaisti

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

André Gondim

Mais artigos deste autor »

André Gondim é Ubuntu Member desde 2007, faz parte do Conselho Ubuntu Brasil e lider das traduções do Ubuntu no Brasil. Membro do Planeta Ubuntu (http://planeta.ubuntu-br.org) e do Planet Ubuntu (http://planet.ubuntu.com) e escreve no seu blog http://andregondim.eti.br


10 Comentários

Guilherme Frederick Maintz
1

André, concordo com você em partes, de fato existem vário benefícios na utilização de softwares livres, toda minha rede é utiliza servidores linux e alguns poucos serviços virtualizados, mas quando falamos de usuário final devemos tomar cuidado, aplicações como ERPs, em sua maioria, não tem suporte, Open Office está longe de ser a oitava maravilha do mundo, a utilização do Wine ajuda algumas vezes mas normalmente trata-se de um palhativo, sem falar de aplicações de edição de imagem como photoshop e corel Draw não possuem um substituto open source a altura . Deixando de falar de problemas, na parte de servidores de fato é perfeito, a disponibilidade do serviço é fantástica, possuo servidor com mais de 1 ano de uptime e as soluções para monitoramento e controle estão evoluindo cada vez mais, no meu ver acredito que o software livre é uma tendência e está sim em todos os setores mas ainda precisa de uma consolidação maior, um investimento na compatibilização com aplicações que hoje apenas rodam em plataforma microsoft, e um foco no usuário leigo, por maior que tenha sido a evolução que o ubuntu trouxe no quesito interface e funcionalidade é normal acabar caindo em algum arquivo de configuração. Atuo em ambientes hibrídos a 6 anos e já participei de vários processos de migração e o maior problema encontrado sempre é em capacitação de usuários, são raros os cursos por exemplo em open office, mas falo de cursos de nível profissional, bem de toda forma acredito que em breve a maioria dos sistemas será baseado em plataforma web o que facilitará, e muito, a vida dos sysadmins que poderão padronizar os hosts de suas redes.

Emerson Dorow
2

Otimo post Andre…parabens…sou grande fa do Ubuntu e eh isso ai…a cada release dele me surpreendo….quem sabe daqui ha algum tempo o Ubuntu podera ser usado perfeitamente por um usuario leigo…um grande problema eh a cultura das pessoas, todas criadas no ambiente M$…mas quem disse que isto nao podera mudar um dia….quem sabe o cloud computing nao ajude nisso…

Um abraco e parabens!!

Bezerra
3

Grande André; sempre defendendo o software livre, com razão. O Ubuntu cresceu muito e vai crescer ainda mais. Aprendi muito com o Linux e continuo aprendendo. Uso o Ubuntu desde janeiro de 2008 e gosto bastante dele. Já desinstalei e intalei não sei quantas vezes de meu pc, mas nunca abandonei. Ultimamente comprei um HD de 160 só pro Ubuntu, antes usava em dual boot, a minha máquina é de uso familiar e não gosto de política.

Vou continuar usando. Quero parabeniza-lo pelo grande trabalho que vem desenvolvendo nessa comunidade.

Bezerra.

Alexandre
4

Gostei do artigo e eu particularmente prefiro usar linux, não sou chegado no sistema de redmond uhauhauha .
concordo com o Guilherme na parte de ferramentas gráfica, eu não consigo e não curto usar o gimp, prefiro usar o corel draw, fireworks, e para websites prefiro usar o dreamwaver, gosto dessas ferramentas e não do windows.
Quanto a usar linux, eu não creio que se um win user pegar uma distro linux ele irá se matar ..
se você for ver , as pessoas usavam win98, passaram para o 2000 , xp , vista , seven e por ae vai.
se você analizar, o 98 para o xp tem uma grande diferença, do xp para o vista existe outra grande diferença, os menus mudam, a maneira de configurar é outra .. muda ..
e o usuário acaba se adaptando ao novo sistema operacional.
Creio que qualquer um com um pouco de boa vontade é capaz usar uma distro linux.
Na época eu sai do xp e fui usar kurumin e não me matei tanto assim, lógico muda o sistema operacional, muda tudo, mas com um pouco, pouco não, com baste determinação você migra de um sistema operacional para outro.
Eu tenho a teoria que :
OS USUÁRIOS NÃO IMAGINAM O PC SEM WINDOWS “!!!!
que sem windows não funciona, tirando certas restrições por parte dos “aplicativos” e não do sistema operacional em si.
Uma confusão que eu acabei me lembrando é:
– linux é uma m … corel não roda .. jogo não roda …
certo, primerio ponto, não é a microsoft que produz esses programas e nem esses jogos, a única coisa que ela fez foi o office e o windows mesmo, se esses programas não rodam no linux é por que as empresas produzem para rodar no windows, portanto não é mérito nenhum da microsoft.
desculpem … me empolguei
abraço !

Cleiton Domazak
6

Não mudei ainda para o Ubuntu definitivamente por um simples detalhe, eu sou um grande utilizador do iTunes, apesar de que nessa nova versão 10.04 já existe suporte ao iPhone, mas falta muito ainda para substituir o iTunes e não digo apenas na questão de compatibilidade do iPhone, mas tem layout, suporte à podcast que achei meio deficiente, e principalmente porque no caso especificamente do iPhone tudo que voce vai fazer usando o Ubuntu parece uma “gambiarra” e não tem como atualizar o SO dele sem o iTunes, mas claro que não estou dizendo que grande parte desses itens citados são de responsabilidade do Ubuntu, muito pelo contrário, tenho muito a admirar ele pela evolução e lhes garanto que assim que tiver um suporte melhorado ao iPhone certamente utilizarei ele como SO primário.

Ingo
7

Concordo com o Alexandre. Infelizmente muitos softwares ainda não existem para Ubuntu. Outros, como o Flash da Adobe, tem falhas. Foi feito porcamente, faltou dedicação. Mesmo alguns hardwares são incompatíveis. Foi o caso da minha Webcam (Logitech Notebook Deluxe). Penei para conseguir fazê-la funcionar e sei de algumas que simplesmente não funcionam.

Para quem utiliza muitos recursos, o Windows ainda é mais completo, infelizmente. Mas para a galera que só usa internet + office (imagino que seja a maioria), o Ubuntu é perfeito.

Se pegarmos alguém que não tem ideia de como mexer no computador, é bem possível que essa pessoa ache o Ubuntu mais fácil de mexer do que o Windows.

Como já foi dito. O Ubuntu faz a parte dele. Agora resta esperar as empresas de softwares.

Antonio
8

Guilherme Frederick Maintz, acho que é um equívoco achar que não existem aplicativos de ERP para Linux, o maior deles na minha opinião, o Protheus da TOTVS tem sua versão para Linux sim, porém esse tipo de conduta varia de empresa para em presa!

Michel Banagouro
9

“Pq usar o SO A e não usar o SO B?”
Pq cada um tem um gosto, uma preferência, não importa se é melhor ou pior que o outro.
Eu uso o q me dá mais vantagens no meu dia a dia.

Samir Gomes da Silva
10

Particularmente defendo o Ubuntu mas o melhor sistema operacional é aquele que você domina.

Senti falta de um ponto de vista mais genérico, o artigo falou de linux e windows basicamente a velha, lendo o titulo esperava mais dinamismo no assunto.

Voltando aos SO gosto de fazer 2 comentários que mostra bem o poder do linux (vamos falar de Ubuntu):

1) Para instalar um modem 3g e acessar a internet eu sigo alguns passos no manual do modem que são basicamente no windows:
fazer com que a maquina leia meu dispositivo de maneira regular ou seja só depois de eu ter instalado o driver do dispositivo, e reiniciado a maquina (a finalsou leigo) para parar de dar aquela menssagem “esse dispositivo pode ser mais rápido” ou então “foi encontrado drives ou algo do tipo para ese dispositivo e necessita de reiniciar o sistema”, depois de reiniciado e seu dispositivo esta completamente pronto para uso você segue os passos do manual e depois tira o dispositivo e o conectar novamente e ai sim acessa a internet,
No ubuntu você coloca o dispositivo, clica com botão direito no sinal de redes, escolhe internet movel e dai é só dar nex e acessa a internet, sem precisar de reiniciar a maquina ok

2) minha linda afilhada de 9 anos vem aqui em casa e de vez em quando a gente fica jogando na internet, desenha faz algumas coisas basicas.
Ela faz sozinha no Windows e no Ubuntu, sabe porque? porque ela não esta ligada a cultura que o mercado impõem pra você pagar no minimo 29 dolares numa licença de software.

Linux até a morte… mas sei e entendo a necessidade do usuário, linux para usuário esta próximo de ser uma realidade na minha opnião.

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">