Alguns links indispensáveis para desenvolvedores Web

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Olá pessoas!

Nos últimos dias andei pensando em um post “rápido e rasteiro” para o Profissionais TI. Numa dessas reflexões, reparei que eu possuo um grupo de urls que praticamente não saem do meu histórico de navegação, e ainda por cima, são “figurinhas carimbadas” nos favoritos dos navegadores que utilizo (e no meu Delicious).

Sem mais falatório, “bora” para as dicas.

Delicious:

De forma bem resumida o Delicious é um serviço Web para armazenar e compartilhar seus links favoritos. Admito que ele é uma excelente ferramenta, principalmente para aqueles momentos em que você está no trabalho ou em uma lan-house e não tem tempo para ler determinado post. Armazene-o no seu Delicious e leia-o com mais calma no conforto de sua casa.

HTML (W3Schools):

Quando bate aquela dúvida referente a tags, elementos, atributos ou semântica em HTML, geralmente recorro ao HTML Tutorial do site W3Schools.

Pode até não ser a melhor referência da Web, mas é muito boa. Além de oferecer tutoriais, também oferece a listagem de atributos para os mais variados tipos de elementos HTML.

Caso você não tenha se sentido “confortável” com o W3Schools, outro bom site que recomendo é o HTML Dog. Esta é uma excelente referência, principalmente para os iniciantes em HTML e CSS.

HTML 5 (W3Schools):

E para você que acha que já está na hora de utilizarmos o HTML 5 em ambiente de produção, o W3Schools oferece uma área exclusiva para HTML5, com propriedades, elementos e alguns tutoriais envolvendo as “velhas” e “novas” tags que compõe esta nova versão do HTML.

Dive into HTML5:

Caso as referências do W3Schools não tenham se mostrado eficientes o bastante para você, o Dive into HTML5 oferece uma abordagem mais prática e “descritiva” sobre alguns dos novos recursos desta linguagem. O legal deste site é que ele aborda o HTML5 pensando até mesmo nos navegadores que não possuem suporte a mesma, para isso nos apresenta algumas ferramentas (como o HTML5Shiv e o Modernizr) para que você possa começar a usar HTML5 em seus projetos sem esquecer daqueles internautas que não possuem navegadores “tão bons” instalados em suas máquinas.

Bônus: HTML5 Rocks

CSS (W3Schools):

Eu como programador, tive muitos problemas para aprender sobre o CSS. Não digo em questões técnicas, mas emocionais. Afinal, temos “encravado”  em nossa mente que o visual não é responsabilidade do programador, ou que programadores não tem o “dom” para o visual.

O fato é que nos últimos tempos, desenvolvedores Web têm se preocupado cada vez mais com a interface (front-end), com a semântica, acessibilidade e usabilidade. Logo, começaram a surgir especialistas na criação de front-ends Web escrevendo bom HTML, CSS e Javascript.

Geralmente em trabalhos freelancer fico responsável pelo desenvolvimento tanto do back-end quanto do front-end. E como não sou nenhum especialista em front-end, o W3Schools tem me ajudado com o seu guia de referências CSS.

CSS3 Please!:

Assim como os navegadores ainda não entendem todas as declarações da HTML5, o mesmo vale para algumas propriedades da CSS3. Para você que não quer mais esperar, o site CSS3 Please! apresenta as novas características da CSS3 que irão tornar os seus projetos Web muito mais elegantes (sem precisar de toneladas de imagens, ou PNGs transparentes). De bônus, o CSS3 apresenta como aplicar determinados estilos nos mais diversos navegadores (por exemplo, como fazer border-radius com CSS no Gecko e no Webkit).

Javascript (W3Schools)

Muita gente esquece, mas Javascript (já é) uma “senhora” linguagem deveras poderosa.

Como já mencionado, front-end realmente não é meu forte. Portanto, quando dúvidas sobre Javascript ocorrem é o Javascript Tutorial do W3Schools quem salva a minha vida.

jQuery

E quando o assunto é framework Javascript, é inevitável falarmos sobre a mais popular framework JS do momento… a jQuery.

Poderosa, simples e prática. Ela tem proporcionado aos desenvolvedores front-end uma produtividade incrível, e a possibilidade de criar as mais diversas formas de interação com os elementos da DOM. E o melhor é que a documentação da jQuery é excelente! Não deixe de mantê-la em seus favoritos.

De bônus temos ainda a jQuery UI, que são funcionalidades criadas com a jQuery para incrementar o visual (e a experiência) das suas aplicações; e a jQuery Mobile, iniciativa para facilitar a vida dos desenvolvedores Web que desejam desbravar o ambiente Mobile.

Blueprint

Muita gente recomenda não utilizar frameworks CSS. Depois de muito refletir posso dizer que concordo com essas pessoas, pois um simples CSS Reset pode resolver muitos problemas e lhe permitir uma maior liberdade na escrita de seus estilos.

Mas para você, que assim como eu, procura por uma base de estilos CSS pronta, a Blueprint pode te ajudar. Ela “reseta” os estilos do navegador, escreve estilos base para títulos, tabelas, formulários, e lhe presenteia com algumas classes bacanudas como o .hide, .highlight e .notice.

Bitbucket

E para finalizar este post gigantesco apresento-lhe o Bitbucket.

Já mencionei ele aqui no Profissionai TI, então caso você não tenha visto este post… clique e leia agora mesmo.


É isso aí! Fica a dica para o pessoal que aventura-se pelo mundo do desenvolvimento Web.

Caso você tenha alguma dica bacana de link para compartilhar, fique a vontade utilizando os comentários abaixo.

Até a próxima…

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Klaus Peter Laube

Mais artigos deste autor »

Tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas pelo Centro Universitário de Jaraguá do Sul (UNERJ). Desenvolvedor Web de longa data, apaixonado por Python e defensor dos padrões Web. Escreve quando pode no http://www.klauslaube.com.br.


1 Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">