Criatividade e planejamento aumentam as vendas de janeiro

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

A chegada de janeiro abala sensivelmente os resultados em vendas do varejo em geral. Alguns lojistas adotam as promoções para alavancar o consumo e, de fato, elas são promissoras, mas estão longe de ser a única postura competitiva para atrair o público-alvo. No e-commerce, as possibilidades estão além de oferecer preço baixo. Conhecer o hábito de compra do consumidor habitual talvez seja a principal arma para afastar a queda da procura, juntamente com o planejamento criativo das operações.

Enviar e-mail marketing ainda é uma maneira eficiente para aumentar a conversão da loja virtual e é uma das ações que podem ser planejadas. Como primeiro passo de uma campanha bem sucedida, é preciso dividir os consumidores por grupos de interesses. A prática de disparar um único e-mail para todos os cadastrados da empresa não ajuda a empresa a alcançar o objetivo de aumentar o número de pedidos finalizados. A relevância da mensagem enviada é o maior atrativo e isso só é possível a partir de um estudo detalhado do perfil dos consumidores. Lembre-se que é crucial para o sucesso das campanhas que os envios sejam feitos apenas para e-mails autorizados (os chamados opt-in).

O marketing digital também é estratégico nesse período. Banners, otimização do site nos resultados de pesquisas das páginas de buscas e links patrocinados ajudam na tarefa árdua de mudar o estigma de que janeiro não é um bom mês para o comércio. A já citada promoção ganha destaque com os banners segmentados à página de anúncio, com isso as chances de emplacar a venda são ainda maiores.

Cartão como aliado

Além de a loja virtual ter várias opções de pagamento, como boleto bancário, depósito em conta (essa, a menos viável) e cartões de crédito de várias bandeiras, o parcelamento das compras é um aliado. Os consumidores, inclusive, já deram sinais de preferência pelo cartão, em detrimento do crediário próprio de varejistas, o que aumenta a vantagem do comércio eletrônico. A facilidade de compra aumenta a procura por itens de maior valor agregado – produtos que podem elevar os ganhos da empresa.

De acordo com Marcelo F. Silva, gerente de marketing da JET Tecnologia em Comércio Eletrônico, de fato, em janeiro o consumo desacelera. O volume de impostos que chegam junto com o mês é um agravante para as vendas. Mesmo assim, é possível ter bons resultados. “Essa é uma boa época para ‘queimar’ o estoque remanescente do final de ano, preparar a loja para lançamentos e novas coleções.”

Todas essas estratégias juntas podem aumentar em 20% o total das vendas, mesmo que a um ticket médio menor do que o apresentado em dezembro. O importante é ser criativo. “Essa é uma boa época para usar com criatividade ferramentas como cupom de desconto, promoções, banners, frete grátis, cupom de desconto por demanda e promoções exclusivas por e-mail”, diz Silva, além de “oferecer um bom canal de atendimento e uma política de troca descomplicada” para garantir a satisfação do cliente. Feito isso, as vendas são garantidas.

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">