Formando Equipes de Alto Desempenho: Na visão do líder e da equipe

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Olá amigos,

Neste artigo vou compartilhar com vocês alguns comportamentos que creio serem importantes para a formação de equipes de alto desempenho em projetos gerenciados através de métodos ágeis.

Ao contrário do que muitos pensam ou acreditam, não é só o líder que possui responsabilidade para garantir o alto desempenho da equipe. A própria equipe deve ser madura e engajada o suficiente para atingir um alto grau de desempenho.

Imagem via Shutterstock

Imagem via Shutterstock

Na visão do líder deve-se:

Criar uma visão compartilhada para a equipe
A equipe deve saber qual o objetivo do projeto e quais os benefícios que serão gerados pela entrega do produto do projeto.

Deixar as expectativas claras
O líder deve deixar claro o que ele espera da equipe perante o projeto.

Ter metas realísticas
Evitar prazos absurdos que, ou não serão cumpridos ou comprometerão a qualidade.

Limitar a equipe a no máximo 12 membros
É o número considerado ideal para obter o melhor desempenho de equipes auto organizadas.

“Mas Vitor, então quer dizer que não posso usar métodos ágeis em projetos com mais de 12 integrantes?”. Pode, mas divida em equipes pequenas, atribuindo a cada equipe a responsabilidade por uma determinada funcionalidade.

Construir uma identidade da equipe
Incentivar a formação de uma equipe auto-organização e autodirigida, capaz de ter sua identidade única.

Prover uma forte liderança
Trabalhar fortemente habilidades interpessoais para ser um motivador, inspirador, incentivador e facilitador da equipe.

Na visão da equipe deve-se:

Buscar a auto-organização
Buscar trabalhar de forma auto-organizada sem depender da figura do líder para delegar ou controlar tarefas. Devem visar à construção de uma equipe multifuncional e composta por generalistas.

Ser fortalecida para tomar decisões
Equipes autodirigidas. Equipes que possuem autonomia e confiança para tomadas de decisão tendem a ter melhor desempenho.

Acreditar que podem resolver qualquer problema
Equipes autoconfiantes, engajadas e unidas para enfrentarem todo e qualquer obstáculo.

Comprometer-se com o sucesso da equipe
Sem espaço para acomodações ou ritmo cadenciado. Os membros devem sempre se cobrar uns aos outros visando o sucesso do projeto.

Assumir as decisões e compromissos
É uma característica das equipes auto organizadas a autodirigidas. Se assumir decisões ou compromissos que não tenham sido os ideais para o projeto, as retrospectivas servirão para a equipe refletir e melhorar.

Motivar por confiança
Na escada de Tuckman descrito no artigo de liderança situacional, deve-se buscar pelo estágio de desempenho (Performing) onde a equipe cria conhecimento e estabelece uma relação de total confiança.

Ser dirigida a consenso
Buscando sempre consenso através das técnicas de modelos participatórios de decisão.

Viver em um mundo de constante desacordo construtivo
O conflito construtivo é sempre positivo para a evolução e amadurecimento da equipe.

O que deve ser evitado:

  • Falta de confiança;
  • Medo do conflito;
  • Falta de comprometimento;
  • Evitar responsabilidade;
  • Desatenção aos resultados;

E você amigo leitor? Como líder você está seguindo todos os passos descritos na visão do líder? Se você não for líder, está seguindo os passos descritos na visão da equipe?

Faça suas reflexões e deixe seu comentário no site e nas redes sociais!

Abraços e até o próximo artigo

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Vitor Massari

Mais artigos deste autor »

Profissional com mais de 15 anos de experiência em projetos de software. Sócio-proprietário da Hiflex Consultoria, profissional PMP e agilista, acredita no equilíbrio entre as várias metodologias e frameworks voltados para gerenciamento de projetos.
Lema: "Agilista convicto sempre, agilista obcecado jamais"


1 Comentários

Quilmer
1

Ao contrário do que muitos pensam, trabalhar desta forma não é difícil para quem esta praticando, mas o complicado é fazer com que a equipe toda participe. Por que se tornar uma equipe de alto desempenho agrega mais trabalho e dedicação e boa parte de muitas equipes existentes não querem a excelência só querem estar ali e pronto por que é mais simples e não mexe na “zona de conforto”.

O maior problema é que contaminar o bom colaborador com o desanimo e falta de comprometimento é muito fácil, o difícil é fazer o preguiçoso se tornar de alto desempenho.

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">