Os Profissionais de TI estão alinhados ao Planejamento Estratégico?

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Olá, como vão todos?

Ultimamente tenho pensado e refletido bastante sobre os profissionais de TI, com base em minha rede de contatos e em pesquisas pela internet, analisando os perfis de alguns profissionais, principalmente explorando as redes sociais e utilizando um pouco dos meus mais de 15 anos atuando na área de Tecnologia da Informação.

Frequentemente encontro conflitos e dúvidas entre: ser extremamente técnico e especialista ou mesclar o conhecimento técnico com habilidades essenciais para o entendimento do negócio e o planejamento estratégico das organizações em que atuamos.

equipe-colaboracao-quebra-cabeca

Ao longo destes anos, tenho me deparado com profissionais que são grandes especialistas, conhecem muito da ferramenta, plataforma, linguagem e ou ambiente em que atuam, tendo bastante conhecimento de causa do ponto de vista técnico, mas que não conseguem explorar tamanha riqueza de forma alinhada às estratégias das empresas em que atuam. Raciocinam na maior parte do tempo de forma lógica e técnica, com a visão apoiada em análise de performance, melhores codificações, melhores infraestruturas, na melhor linguagem, porém, sem antes realizar a leitura e o “casamento” de suas técnicas com a estratégia das empresa.

Da mesma forma, tenho encontrado outros profissionais de TI que “deixaram de lado” o conhecimento e sua atualização no mercado de Tecnologia da Informação, os avanços e possibilidades que surgem todos os dias, e vem se dedicando única e exclusivamente a metodologias e boas práticas apoiadas em processos e visão gerencial, e também não realizam o “casamento” entre melhores práticas e alinhamento estratégico com as possibilidades que a Tecnologia e suas ferramentas podem oferecer de forma a potencializar os resultados e metas planejadas.

E em uma terceira instância, também tenho encontrado profissionais que conseguem ou estão trabalhando para conseguir mesclar estes dois perfis: o de especialista em TI que reconhece a importância do entendimento das regras de negócio, o conhecimento do planejamento estratégico das empresas em que atuam, e que em seu dia a dia contribuem com projetos e soluções apoiados sempre na resposta a algumas questões que cito a seguir:

  • A solução, plataforma, tecnologia, infraestrutura que adotaremos está alinhada aos objetivos da empresa e suas áreas de negócio?
  • A solução para a qual estamos revisando o escopo e planejando sua implementação agregará algum valor para o alcance das metas da empresa?
  • Eu tenho conhecimento dos produtos e serviços que minha empresa disponibiliza no mercado em um nível que me possibilite entender como posso contribuir com meu conhecimento técnico/especialista de forma que alavanque vendas, melhore a gestão ou contribua para o aumento de marketshare ? Se não tenho, busco este conhecimento?
  • Eu compartilho conhecimento com meus pares, minha equipe, e as demais áreas  de negócio, tentando trazê-los para a importância do entendimento em mesclar minhas especialidades e minhas funções diárias com o planejamento estratégico?
  • Enquanto profissional especialista, se não é cultura da empresa em que atuo trazer o entendimento do Planejamento Estratégico para todos os empregados, eu tenho iniciativa de buscar minha liderança para adquirir este conhecimento?
  • Eu conheço os indicadores monitorados pela minha empresa, principalmente os da minha área? Se não, eu busco este conhecimento? Eu sugiro novos indicadores para medir e acompanhar a performance de minha atuação e da minha equipe?

Bom, estas são algumas das muitas perguntas que acredito que nós profissionais de TI temos que nos fazer no dia a dia. Sei que muitos de vocês terão várias questões a acrescentar ou discordarão de algumas, mas meu objetivo com este artigo é despertar a importância que temos nas organizações, e compartilhar com vocês o que acredito:

A área de Tecnologia da Informação nas organizações deve deixar de ser apenas executora de demandas/correções e assumir a postura de entrega de soluções/inovação alinhadas ao negócio e a estratégia.

Isso já vem acontecendo de forma significativa, mas ainda temos muito a fazer neste sentido. Assumindo esta postura, estaremos contribuindo dia a dia para o reconhecimento de nossa área como fundamental para o planejamento do negócio em que atuamos.

Cabe também às lideranças entender cada perfil de sua equipe, potencializar ao máximo seus pontos fortes, buscar melhorias para suas fraquezas, sempre alinhados a uma única direção. E cabe a nós profissionais de TI reconhecermos em que perfil estamos atuando e avaliar se a mudança é viável e enriquecedora para nossa carreira em todos os sentidos!

Abraço a todos.

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Marcelo Costa

Mais artigos deste autor »

Entusiasta em Tecnologia da Informação, profissional generalista, gosto de explorar os pontos de tecnologia que ajudam a posicionar a TI como uma área estratégica dentro das empresas. Apoio a utilização de metodologias com base na observação das melhores práticas e aplicação destas de forma dosada de acordo com cada contexto ou cenário. Atualmente sou Coordenador de TI, Bacharel em Sistemas de Informação e Especialista em Gestão Estratégica da Informação.


4 Comentários

Mauricio Brandalise
1

Boa tarde, excelente texto para profissionais de TI refletirem seus papéis dentro das organizações, especialmente em empresas onde o Core Business não é TI.
Porém um ponto que você não chegou a falar seria sobre até onde vai a responsabilidade de TI e da área de Negócio, pois quem deve tomar a decisão final ou saber dos parâmetros no sistema é o usuário e não a TI.
A TI deve ser vista como estratégica e apoiadora dos demais processos na minha visão.

Abraços!

Jeferson Campodonio
2

Esta é uma pergunta difícil pois depende de uma série de outros fatores para obtermos uma resposta positiva.

Uma empresa precisa ter sua estrutura organizacional bem ajustada, com papeis e responsabilidades bem definidos.
O fato é que nem todas as empresas conseguem ter uma visão clara de qual é o seu plano estratégico. Muitas empresas nem se quer praticam o tal planejamento. Trabalham com o “Fazejamento”.

Mas é necessário que haja um planejamento estratégico definido, com objetivos a serem atingidos no longo prazo, para que então possa ser desenvolvido os planejamentos tático e operacional.

Sem planejamento estratégico, não tem como definir um planejamento tático e operacional. Quando não temos uma visão clara do que precisamos fazer, onde queremos chegar, decisões e definições são mudadas o tempo todo, são sintomas de que temos uma falha de planejamento estratégico.

A alta gestão da empresa, precisa focar no planejamento estratégica, possibilitando que possamos desenvolver a cultura do planejamento tático e operacional que nos levará a tomar decisões alinhadas com os objetivos da empresa, gerando soluções de valora agregado e que geral resultados para empresa e seus clientes.

Marcelo Costa Autor do Post
3

Olá Maurício. Obrigado pela contribuição. Muito bem lembrado! A questão da responsabilidade e até onde devemos ir deve estar bem clara para ambos os lados. Este tema me remete a outro texto que estarei escrevendo e propondo publicação por aqui. Abraços.

Marcelo Costa Autor do Post
4

Olá Jeferson, é bem por aí mesmo! Nem todas as empresas tem um planejamento e seus objetivos claros e definidos a respeito de onde querem chegar, e como você comentou mudam a todo momento a direção de suas ações. Este tipo de cenário dificulta bastante as ações estratégicas da TI e a definição clara de como a TI pode contribuir. Concordo que é papel fundamental da alta gestão dar este norte e definir bem a estratégia e seus planos de ação!
Abraço! e obrigado pela contribuição!

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">