O papel do Gestor de TI na nova economia

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

O novo cenário econômico está forçando as empresas a tomarem decisões rigorosas de cortes de custos operacionais. Mas não é só isso! Elas buscam também por metodologias ágeis que demandem menos esforços e recursos tecnológicos para produzirem mais, com qualidade e rapidez.

O gestor de TI deve acompanhar essa mudança e exercer um papel de destaque diante desse novo cenário apresentando soluções que atendam adequadamente as necessidades da empresa e que ajudem a atravessar esse período de incertezas.

Nesse post vamos abordar os principais aspectos que um gestor de TI deve ficar atento para cumprir seu novo papel. Confira!

Aspectos que o gestor de TI deve ficar atento para cumprir o seu papel com eficiência

Há um consenso quando dizemos que um gestor de TI está inserido em um ambiente de constantes mudanças e rodeado de novidades tecnológicas. O profissional que estiver atento ao mercado e atualizado com as novidades de TI terá o domínio para desempenhar o seu papel com eficiência e será o guia que a empresa precisa para modernizar os seus processos operacionais e gerenciais.

Sendo um agente transformador

O gestor de TI deve atuar de forma direta na descoberta de novas soluções, seja por meio de recursos tecnológicos ou por meio de metodologias inovadoras, para motivar os executivos na busca pelo sucesso do negócio através de novas possibilidades. O mercado atual pode até inspirar um pouco de cautela frente às incertezas no futuro da economia, mas, por outro lado, oportunidades estão inspirando novos modelos de negócios.

Metodologias ágeis que melhoram o desempenho da produção eliminando desperdícios, a mobilidade proporcionada pela Cloud Computing e as mídias sociais quebrando barreiras na comunicação com clientes já são realidade e configuram uma nova forma de fazer negócios. Diante dessas oportunidades, a ComputerWorld (empresa de pesquisa e consultoria em tecnologia da informação) promoveu um evento (IT Leaders Conference 2015) com o intuito de incentivar a reinvenção do setor.

Segundo a empresa, antes do evento, uma pesquisa foi realizada para apontar uma direção dos investimentos para o setor e o resultado apontou que 52% dos empresários entrevistados pretendiam aumentar os seus investimentos na área de TI para os próximos anos a fim de tirar o melhor proveito das tecnologias trabalhando a favor do negócio.

Adotando metodologias inovadoras

A gestão de projetos utiliza metodologias que podem contribuir amplamente para a melhora dos processos operacionais e gerenciais da empresa e o profissional de TI deve incorporar essas práticas ao leque de soluções propostas aos executivos. O desenvolvimento de softwares pode ter um forte aliado ao propor uma metodologia além do convencional e adotar uma modalidade ágil que possibilite uma rodada de testes e validações atendendo a necessidade de mudanças rápidas em um projeto.

Como exemplo, podemos citar a metodologia Extreme Programming ou XP que exige feedbacks constantes, uma abordagem mais incremental e encorajadora da comunicação entre os profissionais envolvidos. Nessa metodologia o gestor terá as ferramentas necessárias para criar um ambiente que inspire ações rápidas por meio de feedbacks instantâneos e testes constantes para entregas de ciclos mais curtos de produção.

A metodologia MVP (Minimum Viable Product) ou produto mínimo viável também configura uma inovação na produção e propõe a entrega de um produto ou serviço em sua versão inicial atendendo as necessidades mínimas do mercado, podendo ser melhorado com o tempo através de feedbacks dos usuários. Essa metodologia não entrega o produto final logo no lançamento e, por isso, consegue atender o mercado rapidamente e com uma ligeira redução de custos.

Apresentando soluções tecnológicas de acordo com o mercado

Muitas vezes, entender e descobrir a melhor forma de relacionar-se com os melhores clientes da empresa é uma tarefa árdua. Nesse ponto, o profissional de TI pode propor soluções inteligentes que envolvam metodologias, técnicas e recursos inovadores permitindo que os gestores enxerguem novas oportunidades de fazer isso.

Um sistema de Big Data e Analytics, por exemplo, permite reunir dados para uma análise profunda e além do convencional. Não só muda a forma como a empresa se relaciona com o cliente como também ajuda a encontrar novos clientes com o perfil ideal para o negócio. A ferramenta possibilita ainda conhecer bem o cliente e suas motivações, oferecendo ao gestor oportunidades de melhorar o relacionamento e construir uma relação de confiança com ele.

Falando em comunicação, não podemos deixar de mencionar as mídias sociais. Elas são responsáveis por uma revolução na comunicação e as empresas se vêm forçadas a apoiarem os seus processos de comunicação através delas. Caso contrário, correm sérios riscos de sofrerem um impacto negativo gerado pelo baixo rendimento no relacionamento com clientes.

E você, o que acha do papel do gestor na nova economia? Deixe o seu comentário e compartilhe a sua opinião conosco!

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Sidnei Gonçalves

Mais artigos deste autor »

Formado em Administração de Sistemas e MBA Executivo pelo INSPER. Presença em iniciativas empreendedoras e participa do ecossistema empreendedor brasileiro.

Representa a AngelHack (empresa global de hackathons) , membro Associação Brasileira de Startups e da Anjos do Brasil, além de sócio-fundador na UP2Place.


Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">