Google Cloud chegando para incomodar AWS e Azure?

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Já faz muito tempo que a AWS é a líder mundial em Cloud Computing, seja no quadrante mágico do Gartner ou mesmo numa pesquisa informal com profissionais da área de TI. Cloud computing tornou-se quase sinônimo de Amazon Web Services.

A Microsoft segue de perto a AWS com o Azure, há uma excelente competição no lançamento de novas funcionalidades e baixa nos preços, o que gera uma maior concorrência e acaba beneficiando todo o mercado de cloud. A concorrência acirrada acaba por oferecer também produtos melhores e mais baratos.

google-cloud-nuvem-hospedagem

Há diversos outros provedores de serviços em nuvem, desde grandes corporações como IBM e HP até pequenos que tentam manter-se com serviços diferenciados mais específicos ou explorando determinados nichos do mercado, no entanto, ainda não havia claramente um competidor à altura (nas nuvens!) capaz de fazer frente aos dois líderes gigantes.

Mas isso pode estar prestes a mudar. Outro gigante da tecnologia está investindo bilhões de dólares, segundo a Business Insider são US$ 30 bilhões, para melhorar os serviços em nuvem e já possui um portfólio invejável: Coca-Cola, HSBC, Colgate-Palmolive, Verizon, eBay e Disney são alguns dos clientes do Google Cloud.

Além disso, recentemente o blog do Google anunciou uma parceria com a SAP, e os tradicionais produtos como o SAP HANA (entre outros) já estão certificados para utilizar sistemas e bancos de dados de missão crítica na plataforma de nuvem do Google.

Ecossistema, essa é a palavra usada pelo Google para identificar a integração da sua plataformas com outras tecnologias próprias e de parceirias como a Intel, Accenture, Veritas, entre outras.

São 4 os eixos principais: Application Development, Data Analytics, Machine Learning e Infrastructure. Como não poderia ser diferente, a integração com o sistema operacional Android e os Chromebooks também é facilitada e torna-se um atrativo a mais para os desenvolvedores.

Somente o tempo poderá responder o quanto essa investida do Google irá incomodar a Microsoft e a Amazon, mas uma coisa é certa: o mercado de cloud vem se consolidando e já deixou de ser uma opção, é praticamente mandatório para qualquer tamanho de empresa o consumo de serviços em nuvem, e a entrada desse “novo” gigante no mercado só nos faz esperar por serviços melhores e mais baratos.

O Google está divulgando muito a sua plataforma de cloud, vejo diariamente posts patrocinados em redes sociais como LinkedIn e Facebook. E para você, profissional de TI, que gostaria de experimentar a Google Cloud Platform, crie uma conta e ganhe US$ 300 em créditos gratuitos para usar no período de um ano – os concorrentes também possuem políticas similares.

Até a próxima!

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Hernando Santana Pinto

Mais artigos deste autor »

- 20 anos de experiência em TI, grandes conhecimentos em arquitetura, análise e desenvolvimento de sistemas, cloud computing, integração de sistemas e administração de bancos de dados.
- Gerenciamento de projetos e equipes de desenvolvimento de software, monitoramento, melhoria contínua, aplicação de melhores práticas de mercado e constante integração com as áreas de negócio.
- Grande experiência em arquitetura de sistemas e modelagem de bancos de dados, tendo coordenado o desenvolvimento de diversos sistemas web em PHP, bancos de dados SQL Server, MySQL e NoSQL utilizando a nuvem da AWS – Amazon Web Services, entre os quais destaco o Aprova Concursos, sistemas para diversas instituições ensino a distância (EAD), tanto e-commerces (lojas virtuais) quanto e-learnings, também chamados LMS ou AVA - Ambiente Virtual de Aprendizagem.
- Conhecimento em metodologias ágeis - SCRUM.
- Microsoft Certified Professional, MCP - MCPS - Exames 70-461 e 70-462 – SQL Server 2012/2014.


2 Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">