Um papo sobre a certificação Agile do PMI (PMI-ACP)

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Olá amigos do PTI,

Hoje vou falar um pouco sobre o conteúdo da certificação PMI-ACP (Agile Certified Practitioner) criada pelo PMI para abordar métodos ágeis.

A ideia não é falar sobre a certificação em si (sobre este tema, leia este meu outro artigo aqui) mas abordar um pouco sobre o conteúdo. Afinal de contas, o que o “temido e burocrático” PMI tem a dizer sobre uma abordagem Ágil.

O PMI divide o conteúdo da certificação em sete áreas de conhecimento:

  • Framework Ágil
  • Entrega Orientada a Valor
  • Engajamento dos Stakeholders
  • Práticas de Aumento de Performance do Time
  • Planejamento Adaptativo
  • Identificação e Resolução de Problemas
  • Melhoria Contínua

Eu particularmente não gosto muito desta divisão. Enquanto 99% dos centros de treinamento seguem as áreas de conhecimento rigorosamente em ordem, preferi distribuir as ferramentas, técnicas, conhecimentos e habilidades na seguinte sequência lógica:

Framework Ágil

O intuito do tópico é explicar os conceitos de agilidade, o ciclo de vida adaptativo de projetos descrito na 5a edição do PMBOK, quando e em que tipo de projetos podemos aplicar, e conhecer um pouco sobre os principais frameworks e métodos utilizados. É o momento onde você será incentivado a usar não somente um determinado método ou framework ágil, mas sim criar o seu framework usando um pouco de cada abordagem ou praticar a “arte do tailoring”. Particularmente tenho tanto fascínio pelo assunto “tailoring” que irei palestrar sobre o tema no Agile Trends 2015.

013

Iniciando Projetos Ágeis

O intuito do tópico é explicar como elaborar termos de aberturas ágeis de projeto, descrevendo os principais objetivos do projeto e traçando a visão do produto. Muitas pessoas se esqueceram que o real significado do termo abertura (Project Charter) é dar um embasamento do W5H2 (What, Why, When, Who, Where, How e How Much) do projeto e não preencher longos e intermináveis templates. Outro tópico é como aplicar uma abordagem lean para um projeto de melhoria de processos através do conceito da métrica de ciclo de eficiência do processo (vide figura abaixo).

017

Planejando Projetos Ágeis

O intuito do tópico é entender as camadas de planejamento ágil, os conceitos de planejamento adaptativo, técnicas ágeis de coleta de requisitos, elaboração do escopo do produto, elaboração do plano do projeto, estimativas de prazo e orçamento, como planejar projetos ágeis com fornecedores externos. É o tópico mais longo e o principal, pois um planejamento ruim com certeza resultará em um projeto ruim! Repare na figura abaixo que talvez você gaste mais tempo planejando em projetos ágeis do que em projetos cascata.

035

Executando Projetos Ágeis

O intuito do tópico é demonstrar como entregar valor rapidamente aos stakeholders, como validar escopo em projetos ágeis, como utilizar as áreas de Gerenciamento das Comunicações, Stakeholders e Recursos Humanos do PMBOK em projetos ágeis, conhecer as soft-skills que um bom gerente de projeto deve possuir em projetos ágeis e entender como aumentar o desempenho da equipe tanto na visão do gerente de projeto quanto na visão da equipe do projeto.

Repare que existe uma ênfase muito forte em gerenciamento de stakeholders e liderança de pessoas! Este tópico é a maior quebra de paradigma do chamado “gerenciando com Microsoft Project”, onde o gerente de projeto não tem que “cobrar, cobrar e cobrar” e sim trazer os stakeholders para comprarem a ideia e confiança no projeto, liderar e motivar toda a equipe.

052

Monitorando e Controlando Projetos Ágeis

O intuito do tópico é apresentar técnicas ágeis para monitoramento de escopo, prazo e orçamento do projeto, entender como utilizar as áreas de Gerenciamento de Qualidade e Riscos do PMBOK em projetos ágeis, como aplicar o Gerenciamento do Valor Agregado (EVM) em projetos ágeis (outra quebra de paradigma).

57

Melhoria Contínua

O intuito é apresentar práticas para buscar a melhoria contínua durante todo o projeto tanto em processos quanto no produto e no fator humano.

068

Esta abordagem pelos grupos de processo do gerenciamento de projetos estão descritos em meu livro Gerenciamento Ágil de Projetos, primeiro livro preparatório brasileiro para a certificação PMI-ACP.

Acredito nesta abordagem não somente para o estudo da certificação, mas principalmente pela aplicabilidade na prática.

Como tive diversos casos de projetos de sucesso utilizando a abordagem descrita na certificação PMI-ACP, resolvi ministrar workshops pelo Brasil para trocar e compartilhar conhecimento com os amigos do meio.

Inclusive, aproveito para convidá-los para o próximo Workshop sobre meu livro que acontecerá nos dias 20 e 21/03/2015 em São Paulo na região da Av. Paulista. Será uma grande chance de trocarmos conhecimento e entendermos uma abordagem ágil na prática.

Amigos leitores do PTI ganham 10% de desconto no valor da inscrição utilizando o código PTI no campo “Código Promocional”. Para detalhes sobre local, agenda, valores e inscrições acesse: www.hiflex.com.br/v1/2015/01/workshopagilepmi/

800x415_Hiflex

Abraços e até o próximo artigo ! :-)

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Vitor Massari

Mais artigos deste autor »

Profissional com mais de 15 anos de experiência em projetos de software. Sócio-proprietário da Hiflex Consultoria, profissional PMP e agilista, acredita no equilíbrio entre as várias metodologias e frameworks voltados para gerenciamento de projetos.
Lema: "Agilista convicto sempre, agilista obcecado jamais"


6 Comentários

Jhonny Brian
1

Muito bom, parabéns pelo post, achei muito interessante.
Se enquadra muito bem com o que vejo onde trabalho, estou trabalhando como Estagiário da Editora Abril em São Paulo.
Tenho uma duvida, seguir inicialmente como um analista de requisitos, sistema, ou incidentes, é um caminho certo para crescer na empresa e chegar a ser um GP ?

Obrigado pela atenção!

Vitor MassariVitor Massari Autor do Post
2

Olá Jhonny !

É um caminho interessante e o defendo no artigo http://www.profissionaisti.com.br/2015/01/o-gerente-de-projetos-do-futuro/ quando digo que o gerente de projeto deve ter conhecimento de negócio, conhecimento de gerenciamento de projeto e liderança.

Você pode começar pela trilha do negócio e ir evoluindo nos outros dois quesitos.

Avalie se sua participação no meu workshop (www.hiflex.com.br/v1/2015/01/workshopagilepmi/) também poderá contribuir com sua formação em Gerenciamento de Projetos.

Abraços,
Vitor Massari

Jadir Tosta Junior
3

Olá Vitor,

a certificação PMI-ACP® – Profissional Certificado em Métodos Ágeis equivale ao PMP?

A que certificação ligada ao PMBOK esta certificação é comparada?

att,

Adm. Jadir t. Jr

Vitor MassariVitor Massari Autor do Post
4

Olá Jadir,

Fazendo uma analogia, é um PMP ágil.
Diferente de outras certificações (PMI-RMP, PMI-SP, PgPM) que possuem um Practice Standard, o PMI-ACP não possui um BOK e sim vários livros de referência para o exame.

Tenho um livro chamado Gerenciamento Ágil de Projetos dedicado exclusivamente para a obtenção desta certificação e um curso preparatório em Outubro/Novembro nas cidades de São Paulo e Campinas.

Espero ter esclarecido suas dúvidas.

Forte abraço,
Vitor Massari

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">