Falta de tempo não existe!

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Em toda minha atuação profissional, enquanto consultora no mundo corporativo, eu costumo escutar com frequência das pessoas que não conseguiram atingir os seus objetivos porque faltou tempo. Então, comecei a me questionar: “Mas de quanto tempo é feito o dia?”, de 24 horas, foi a minha resposta obviamente, portanto, não é possível conseguir mais tempo. Não é possível criar uma hora a mais para ter um dia de 25 horas.

tempo-carreira-coaching

O tempo é limitado. E cada dia nos dispõe igualmente de apenas 24h. Contudo, não pude ignorar a necessidade das pessoas de obter algumas horas extras em seus dias. O que poderia lhes faltar então? Cheguei a algumas conclusões sobre isso que compartilho abaixo com vocês:

  • Faltava critérios;
  • Faltava prioridade;
  • Faltava organização;
  • Faltava planejamento;
  • Faltava propósito;
  • Faltava alinhamento entre expectativa e realidade;
  • Faltava dedicação;
  • Faltava foco;
  • Faltava disciplina;
  • Faltava delegar;
  • Faltava comprometimento.

Essas foram as “faltas” que detectei como possíveis causadoras da necessidade por mais horas nos dias destas pessoas.

Reparei que muitas tinham desejos, mas não se planejavam para obtê-los, e, muito menos, se empenhavam para conquistá-los de verdade. Tudo era uma desculpa: “Não tive tempo…“, “Ah, faltou dinheiro…“, “Ih, esqueci de fazer...” e outras desse tipo.

Esse costume de postergar tudo e tentar justificar usando o subterfúgio: “Se eu tivesse mais tempo tinha conseguido” apenas reforçava a desculpa para as próprias ações de sabotagem e as distanciavam de seus sonhos.

Eu mesma já usei dessa desculpa e me dei conta que estava cada dia mais longe do que eu tanto queria realizar na minha vida. Após ter ciência do que estava fazendo comigo mesma percebi que precisava mudar e melhorar os meus hábitos.

Então, comecei a acordar mais cedo para praticar atividade física, busquei ajuda nutricional, pedi ajuda da minha mãe para cuidar melhor da minha alimentação, repriorizei minha lista de leitura e estudo, reorganizei os meus horários, priorizei as atividades que me levariam em direção ao meu grande objetivo e defini minhas metas de forma clara e exequível.

O autogerenciamento foi um ponto importante nessa busca por “mais tempo”. Parei de me criticar (e culpar) quando algo não saía conforme o planejado, e pensei: se nos projetos que gerencio a curva S nem sempre é perfeita porque nos meus projetos pessoais haveria de ser!? Sem culpas e nem desculpas Carolina, por favor!

A técnica da lição aprendida a fim de identificar o que executei com sucesso e o que não foi tão bem me auxiliou a melhorar a condução do meu cotidiano (e tempo) na execução dos meus projetos pessoais.

Com isso, eu entendi que não dá para fabricar mais horas no meu dia, porém, tenho total condição de utilizar de maneira mais produtiva (e com qualidade) as 24h que tenho disponíveis.

Concluindo, aprendi que devemos nos manter atentos porque a nossa vida é composta de dias que duram restritamente 24h e isso não vai mudar, por mais que eu e você queiramos/precisemos, portanto, o que nos cabe fazer para saciar a necessidade de “mais tempo no dia” é o modo como distribuímos as nossas atividades e prioridades ao longo do nosso dia, da nossa semana, do nosso mês, ano após ano de nossas vidas.

Tomando consciência disto, gostaria de convidar você a rever a lista de possíveis “faltas” citadas anteriormente e a refletir identificando o que, realmente, está lhe faltando de modo que consiga projetar uma solução factível para conquistar os seus objetivos. [E se não conseguir, não hesite em pedir ajuda a alguém de confiança ou procure um profissional da área.]

Tempo é vida, portanto, não desperdice.

Sucesso!

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Carolina Souza

Mais artigos deste autor »

Especialista em Gestão de Carreira Empresarial, em Gerenciamento de Projetos [PMP] e Engenharia de Requisitos [CPRE-FL] com 14 anos de vivência no mundo corporativo, atua como consultora, palestrante e mentora nas áreas de gestão, liderança, processos operacionais e desempenho de equipes. Colunista de revista e site especializados em TI.


14 Comentários

Christyan
1

Bom dia
Carolina, muito interessante seu artigo, gostaria de saber se voce usa algum software para gerenciar seu dia, agenda,tarefas ?

Júlio César Silva
3

Artigo impactante. Vivo isso no dia a dia. A nossa área, a vontade de aprender e outros fatores, fazem com que a prioridade fique distorcida, aprender o novo às vezes, torna-se uma maneira de procrastinar com aquilo que é prioridade.

hudemberg
6

“pedi ajuda da minha mãe para cuidar melhor da minha alimentação”??? em outras palavras, “mãe melhora esse comida ai” kkkk é um erro generalizar, cada um tem sua profissão, alguns tem até duas, alguns tem duas profissões e ainda faz graduação, por incrível que pareça trabalhei com pessoas que faziam essa jornada… olha, se em sua vida, na casa da sua mãe ou em seu “”emprego”” te sobra tempo das suas 24 horas fico muito feliz, que pena que a vida de todo mundo não é assim… olha queria, tem coisas que é questão de lógica, se vc trabalha 9 horas por dia, faz uma graduação (de verdade, não é faculdade de embromeixom não) ai vc ver que tem coisas que não dependem de matemática e planejamento e sim de quantas horas tem no dia… não tente aplicar a sua realidade as outras, muito menos a sua “profissão”…

Carolina SouzaCarolina Souza Autor do Post
7

Olá Christyan,

Uso o Google Agenda, Evernote, o MemoCool para registrar o meu ToDo diário e um caderno para os insights do dia a dia.

Obrigada pelo feedback.

Abraços.

Carolina SouzaCarolina Souza Autor do Post
9

Olá Júlio,

Obrigada pelo feedback. Excelente a sua reflexão, precisamos cuidar das nossas atitudes sobre as nossas prioridades para evitar a procrastinação.

Abraços.

Carolina SouzaCarolina Souza Autor do Post
10

Olá Douglas,

Obrigada a você pelo feedback. Fico feliz em contribuir com o desenvolvimento de vocês, essa troca nos move e impulsiona.

Abraços.

Carolina SouzaCarolina Souza Autor do Post
11

Olá Bruno,

É isso aí, autogerenciamento é determinante para o nosso sucesso.

Obrigada pelo feedback.

Abraços.

Carolina SouzaCarolina Souza Autor do Post
12

Olá Hudemberg,

Leonardo Boff tem uma frase que eu adoro: “Todo ponto de vista é a vista de um ponto.”

Obrigada por compartilhar conosco o seu ponto de vista e nos ajudar a refletir por outros prismas.

Abraços.

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">