Ser Profissional de TI é a pior profissão do mundo

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Com certeza ser profissional de TI é a pior decisão que você vai tomar na sua vida, a prova disso é que eu estou escrevendo este artigo.

Trabalhar com TI nos leva a uma certa instabilidade emocional e nos leva a momentos de revolta, este é um destes momentos.

Peça para um profissional de TI que já está a um certo tempo no mercado qual é a sua rotina, quais as vantagens e desvantagens de sua profissão.

Pois eu lhes conto:

Rotina de um profissional de TI

  • Uma lista de coisas para fazer que nunca acaba, NUNCA ACABA, se tiver 10 ítens na sua lista e você faz 3 ou 4 destas tarefas, no final do dia como em um passe de mágica você tem 15 ítens.
  • Você vai desejar que seu dia tenha mais horas, pois as horas nunca são suficientes.
  • Você fica feliz quando chega o fim de semana, fica feliz por que acha que vai ter sossego para terminar o que não conseguiu durante a semana.
  • Você vai ter que estudar por toda a eternidade, pois quando você acabar um curso ou aprendizado sobre determinado assunto já vão ter surgido mais 3 assuntos super inovadores para você estudar. Não sei quem são as pessoas que inventam tantas coisas, mas não são humanas, são demônios que sentem prazer e se divertem com o nosso sofrimento.
  • Mesmo você não tendo vida e sendo uma máquina de aprendizado e resultados, não vai fazer diferença nenhuma na sua carreira ou no seu bolso, pois nenhum profissional de TI tem vida. Sendo assim o mercado está cheio de caras da TI, a demanda é maior que a procura então não tem por que você ganhar mais.
  • Não acreditem nestas pesquisas e relatórios que dizem faltar profissionais de TI; dizem que daqui tantos anos faltarão milhares de profissionais no mercado e o mundo se encaminha para o caos tecnológico. NÃO SE ENGANE!
  • Faz 20 anos que TI é a profissão do futuro, faz anos que divulgam esta ladainha e o mercado continua a mesma chatice de sempre, muitas novidades, muito trabalho, muito estudo e salários medíocres.

Raridade

Você precisa entender o seguinte: o que regula o valor que você vai ganhar, o valor da sua profissão, não é conhecimento, não é o tipo de profissão mas sim a raridade. 

A raridade de um profissional é o que define o quanto ele vai ganhar, por isso que as profissões que tem um monte de profissionais pagam pouco, por exemplo: professores, policiais, pessoal do chão de fábrica, etc. E com TI não é diferente.

Veja bem, não estou denegrindo estas profissões, estamos falando da realidade do mercado de trabalho. Eu sei que se você chegou neste artigo e continua lendo é por que você tem o mínimo de bom senso. Mas com a internet mimimi de hoje é bom deixar tudo claro.

Voltando ao assunto, a prova de que profissional de TI está se tornando algo comum é que quando surge uma coisa nova vão todos na onda e passam a “dominar” o assunto.

Quer uma prova disso?

Pergunte a qualquer profissional de TI quais são as novas tendências, como vai ser o futuro, o que você deve estudar, pergunte a ele o que ele está estudando.

90 por cento (não sei de onde tirei este número) vai responder: IoT, Cloud, Virtualização, Inteligência Artificial, Machine Learning, Big Data, etc (estes são os assunto no momento que escrevo este artigo).

Aposto que agora você se assustou, seus ombros caíram e você tomou uma martelada de realidade, e já vou dar spoiler, este artigo não vai melhorar e não vai ter final feliz.

Normatização e regras

Outra coisa chata que está ocorrendo é esta normatização das coisas, cada vez mais surgem regras do que você deve fazer e como deve fazer.

Quer um exemplo disso?

Conte quantas vezes aparece a expressão “Profissional de TI” neste artigo. Com certeza a maioria já sabe o por que, pois a maioria dos profissionais de TI sabem as mesmas coisas, por isso seu salário é tão baixo… Raridade, lembre-se disso.

Vou explicar para os que não entenderam: profissional de TI é a palavra-chave deste artigo e precisa ser citada várias vezes, precisa aparecer nos títulos, na meta-descrição, etc. Tudo para que o artigo e o site sejam melhor ranqueado no Google, então mesmo depois de pronto eu vou ter que revisar o artigo e se preciso for eu insiro mais palavras-chaves.

Entendeu? Não basta você ser um Jedi da computação no meio de milhares de Jedis, não basta você dedicar quase todas as horas da sua vida, você tem que vender a sua alma.

Assuntos da moda

profisiional-de-ti-002

Tem conversa mais chata que startups, empreendedorismo, marketing digital, nuvem, Big Data?

E o pior de todos: inteligência artificial, sendo que não tem nada que preste ainda no mercado, mas todo mundo se comporta como se daqui uns dias a Skynet vai se levantar e dominar o mundo. Outros, mais pirados de tanto café, já acham que vivemos na Matrix.

Isso tudo é muito chato e está longe da realidade da maioria das empresas. Quando você volta para o mundo real: as empresas tem dificuldade para aceitar usar um webmail e os marketeiros que querem vender serviços ficam com esta ladainha de tudo na nuvem.

De que jeito? Os caras não querem nem abandonar o Outlook.

Vai explicar para o diretor, conselho, chefe, que você quer abandonar toda infraestrutura da empresa e migrar para nuvem, explica que vai pagar centenas ou milhares de dólares, mas mesmo assim vai ser mais eficiente, seguro e mais barato por que você paga por demanda.

Já escutou esta conversa, né? Se identificou? Já veio um super, mega power certificado revendedor te oferecer esta super proposta?

Pois é, infelizmente só quem é de TI vê vantagens nisso!

Pois até você provar para o chefe vão ser muitos cálculos criativos, justificativas e ganhos a longo prazo que ninguém vai medir. No fim você gastou um caminhão de dinheiro, os consultores mágicos sumiram e a sua infraestrutura continua funcionando do mesmo jeito.

Antes que alguém comente, eu sei que a infra ficou mais robusta, mais segura, que há muito mais dados sendo processados sem perder perfomance, que a agilidade na resolução de problemas e a produtividade aumentou, blá, blá, blá.

A má notícia é que só eu e você sabemos disso.

E quando você acha que nada mais pode piorar… Depois de uns dois anos você está se virando para apresentar uns KPIs que justifiquem os seus gastos e você já tem mais uma porcaria de tecnologia para investir, mais serviços pagos em dólares e mensais, mais consultores alegres e saltitantes para te encher o saco com cálculos mágicos e as inúmeras vantagens daquela nova tecnologia.

São os Dementadores (procura no Google e coloca em imagens)! São horríveis!

Conclusão

profisiional-de-ti-001

Pessoal o objetivo é divertir vocês, eu sei que apesar dos meus exageros esta é a realidade de muitos profissionais. Mas é apenas um dia ruim, ou dois, ou vários, não importa.

Apesar de todos estes problemas e a dificuldade que enfrentamos de lidar com pessoas, com orçamentos baixos, fornecedores, etc, TI é uma ótima profissão, é algo desafiador e excelente para quem adora resolver problemas – leia o artigo sobre Skills.

Para lidar com estes problemas, a dica que eu dou e estou seguindo agora é: se especialize em determinado assunto e ignore todo o resto, como já comentei neste super artigo sobre carreira de TI.

Trabalhe um determinado número de horas por dia e pare, vá fazer outra coisa, vai viver sua vida. Se você já tiver uma certa experiência já deve ter percebido que muitas das horas que você perdeu e coisas que você aprendeu, hoje não servem pra nada.

É óbvio que valorizo a minha experiência e que aprendi muito com erros e acertos, mas hoje existem muito mais informação e muito mais tecnologias novas surgindo a todo momento, não é possível acompanhar tudo.

É preciso fazer escolhas e mesmo se você errar, em um ano ou dois faça novas escolhas, uma nova especialidade.

Quanto aos consultores que comentei, eles são uns malas mas são necessários, pois são treinados na tecnologia e são uma ponte importante entre cliente e fornecedor. A melhor coisa é avaliar e escolher bem seus fornecedores. Se você souber escolher eles serão de extrema importância para o seu negócio.

Quanto ao dinheiro, como ganho grana?

Sendo bem sincero, eu não tenho a menor idéia… O conselho que posso dar quanto a ganhar dinheiro é seja um profissional raro e esteja no lugar certo (cidade, empresa, país, etc).

Sei lá como você vai fazer isso: aumentando sua inteligência emocional, aprendendo sobre vendas, marketing pessoal, melhorando sua produtividade, achando uma solução para algo que ninguém achou ainda, abrindo seu próprio negócio, etc…

Boa sorte pessoal. Um abraço!

PS: boa sorte nada… O cara se mata trabalhando e estudando pra depender de sorte? Desculpa aí!

Publicado originalmente em Diário de TI

AGRADEÇA AO AUTOR COMPARTILHE!

Demian dos Santos

Mais artigos deste autor »

Especialista em Infraestrutura | Microsoft | Linux | ITIL | ITSM | ITAM | COBIT. Profissional de TI pós-graduado com mais de 12 anos de experiência desenvolvendo soluções em Infraestrutura de TI e Service Desk. Sendo mais direto, eu resolvo problemas de TI para que eles não afetem o negócio e busco soluções em tecnologia para o negócio gerar mais resultado.


27 Comentários

Luis Ricardo
1

Na minha opinião, o profissional de TI é muito inteligente, flexível e se adapta aos desafios propostos e muito burro ao mesmo tempo por aceitar ser tão desvalorizado pelas empresas e pelos outros cargos e o mesmo da apoio e também faz parte da gestão estratégica do negócio. Onde eu trabalho, eu vejo uma grande dificuldade dos colaboradores de quase todos os setores, com problemas que uma criança chegada em TI resolveria, e aqui eu sou responsável por tudo, Infraestrutura, suporte, treinamentos, sistemas, web, publicidade e marketing, entre atividades interdisciplinares de outras áreas.

Se a TI é tão indispensável, aqui mesmo enxergo isso, são crianças que se o banco de dados parar, não sabem como reiniciar o serviço, seja no Linux ou no Server, e ninguém consegue trabalhar mais. Por que somos desvalorizados?

Sem mais.
Obrigado.

Lucas Spielmann
2

Isso se resume em duas palavras que a grande maioria não tem, por isso vivem reclamando: planejamento e soluções.

– Trabalham demais porque não tem planejamento.
– Reclamam do salário porque não buscam soluções para seus contratantes, fazem o mesmo feijão com arroz a vida toda.

É claro que a regulamentação do profissional de ti ajudaria nisso, pois eliminaria estes indivíduos das empresas. Muitos contratam pessoas sem qualificações por um salário razoávelmente baixo e descobrem isso um ano depois, quando ocorre algum problema grave por incompetência do “profissional”.

Geraldo
3

Cara… Não é porque você está na área que dizer que você é da área. Tudo o que você escreveu já é sabido. Que gosta da área não liga. Gosta de estudar. Faça um favor… Sai da área.

Alexandre
4

Exatamente isso. Se você quer crescer na TI, ou você tem que ser muito diferenciado em um lugar específico, ou tem que ir pra área de gestão. Aí o cara não tem aptidão na área de gestão, trabalha mal, mas tem que tá lá porque é isso que remunera melhor. E se você estiver velho (40 anos) as coisas pioram.
Concordo 100% com o texto. É muito desanimador.

Yuri
5

Ótimo texto. Isso acontece em todas as aéreas onde o profissional não é raridade. Como resultado vemos cursinhos lotados de jovens com a esperança de um dia passar em Medicina. Sendo algumas áreas antes sinônimo de “se dar bem na vida” totalmente saturados e agravados pela atual crise.

Clayton
6

Conheço diversos bons profissionais inovadores que passam por isso, continuam desvalorizados. Pretendo realizar meu mestrado e lecionar devido a essas questões. Não vale a pena sofrer nesse mercado a longo prazo.

Atila
7

Ser profissional de TI: é entrega, propósito, paciência, dedicação 24×7 e sabendo que se houver algum problema tudo que você fez de bom será esquecido, caso aconteça alguma coisa errada.

Glaucia
9

Adorei o texto, divertido apesar da conclusão final, concordo com o que foi escrito, sabemos que o diferencial é dominar o que a maioria não domina….assim seremos raridade, e que para isso vamos viver em uma busca incansável por conhecimento.

Lucas Spielmann
10

A desvalorização acontece pq incompetentes, sem conhecimento, ou seja, pessoas que “estão” na área, aceitam empregos com valores baixos, incompatíveis com a profissão. Diferente dos que “são” da área com formação ou conforme segue o roteiro, + de 5 anos de experiência (sem formação), estes acabam sendo desvalorizados por culpa dos citados anteriormente.
Precisamos lutar a favor da regulamentação do profissional de ti. Hoje ainda existem muitas empresas que quem seleciona o profissional de ti é o RH, e sabemos onde isso termina né?!

Marco Camelo
11

Gostei do texto, foi divertido e realista.
Claro que já apareceram os “mimimis”, mas são de pessoas que ainda tem uma estrada para trilhar.

Um grande desafio ao gestor de TI é administrar a turma jovem, não por serem geração X ou Y ou Z ou sei lá qual do novo termo, mas sim combater a boa e velha “língua de cobra”.
Temos que ter pessoas especialistas ou muito boas em tecnologia A ou B, enquanto nós somos generalistas pois temos que saber o que pode ser demandando à nossos profissionais de todas as áreas, e estes, tecem comentários do tipo: “como esse cara é o gerente, não sabe XPTO, depende do meu conhecimento e ele que ganha mais?!” é, são grandes as emoções.

Um ponto interessante é vermos todos acreditarem que são capazes de nos substituir facilmente, a qualquer momento, mas não conseguem lidar com a pressão de um prazo que nós negociamos e suavizamos da cobrança vinda da alta direção.
“Todos veem as pingas que eu bebo, mas ninguém vê os tombos que eu levo!”
Frase do famoso Autor Desconhecido”
Abs

Saulo
12

O excesso de regulamentação e a dificuldade de empreender por causa da burocracia de legislações nefastas é o que atrapalha o aumento de salários e a empregabilidade. Fazer reserva de mercado com regulamentação (protecionismo econômico) só vai atrapalhar mais ainda. Precisamos é de mais liberdade econômica, descentralização e facilidade para abertura de concorrência para tirar gente ruim do mercado. Por exemplo, já pensaram por que temos poucas operadoras de telefonia operando no país e com serviços péssimos? Porque o governo fecha o mercado para essas poucas empresas em troca de benefícios para financia-lo politicamente. Essas operadoras fazem lobby e entram em conluio com o governo prejudicando uma possível concorrência a elas fazendo um controle de preços. Com controle de preços não há cálculo de preço e nem mercado competitivo. Sem um mercado competitivo não há planejamento econômico. Esse raciocínio vale também para salários onde não existe um mercado bastante competitivo e existência de excesso de burocracia que limita esse mercado.

Rener
13

A questão da desvalorização de fato está atrelado a oferta e demanda.
Gostei do seja “raro” seja especialistas, não mendigar serviço, mas ser procurado.

raphael
14

Pô, tiraram essa matéria da pagina principal, sacanagem. Ela devia estar lá pra mostrar a realidade para o pessoal que esta entrando em T.I agora.

Ryan Mattos
15

Cara, eu simplesmente amei seu “depoimento” da vida de um “PROFISSIONAL DE TI”!
E por incrível que pareça, (não sei se sua intenção era essa), mas eu não me desinteressei nem um pouco dessa área.
Achar um problema, estudar sobre, buscar informações, apresentar ideias, achar uma solução, colocá-la em prática, falhar, repetir o processo… Tudo isso é o que eu sempre quis, pois é do meu cotidiano. Quando tenho algum problema, qualquer que seja, sou eu que tenho que buscar informações, sou eu que tenho que solucionar o problema.
Tenho apenas 16 anos, mas fiz um curso de introdução à Engenharia de Computação em uma universidade, e sinceramente, eu adorei o curso, escrever linhas e mais linhas de código, encher a cara de café para aguentar uma noite toda escrevendo código (sem achar que vivemos na Matrix). Tudo isso é o que eu sempre quis!

Alan
16

Sensacional teu texto! hahaha
Um desabafo no qual a maioria se encaixa, nao importa o que você faça ou fez, ou faz.
Sempre vai ser mal valorizado. Demanda de mercado, tem quem quer fazer mais barato.

A dica que eu dou, se você nao tiver uma ideia ou um produto revolucionário, esqueça pois nunca vai ficar ganhar dinheiro nesta área, irá apenas sobreviver (se as horas restantes do teu dia deixarem).

Estou no ramo desde 1999, Hoje exatamentes a 19 anos inciava a carreira no mercado da tecnologia, acreditando no jargao que vai ser o ramo do futuro (em fato, até é, mas para quem ficou milionario com ideias revolucionarias), mas para o funcionario dedicado que estuda e nao para, so consegue sobreviver.

Sinceramente, estou pensando em mudar de Àrea, e se dedicar a algo que me faça me sentir bem em trabalhar, e nao dar quase um AVC toda manhã quando se chega no trabalho, pois a tendência é cada vez piorar mais.

Boa sorte a todos, pois sim, alem de estudar, se dedicar, se aperfeiçoar voce precisa de muita sorte, ou se contentar com pouco.

Forte abraço e feliz 2018 a todos.

Melissa
18

Que artigo enorme e clichê. Nao deu vontade nem de terminar.
Ta bom de melhorar o nivel desses artigos, com coisas mais positivas e de como tornarmos profissionais cada vez melhores.
Por que sempre pra qualquer profissão e profissional existe espaço para melhorar.

Tiago Genitor
20

A vida nos leva muitas vezes para onde nos deixamos levar, não vejo o artigo como desanimador ou tendencioso. Vejo um autor transmitindo suas experiências em forma de desabafo e não pense que isso é exclusividade de TI não, outras áreas sofrem de maneiras diferentes “mas” sofrem.
Achei muito bacana o comentário do MARCO CARMELO e do GERALDO, e é isso ai e não adianta dizer que a cigana te enganou, nem tudo são flores.

Parabéns pela coragem de descrever um dos vários cenários encontrados na área de TI.

Matheus
21

Bem eu trabalho a mais de 22 anos na área de TI de tudo eu já vi um pouco e faço um pouco de tudo e acredito que o profissional de TI seja uma das classes mais desunidas em um sistema de trabalho ou classe, isso fora os chamados ”mela mão” aqueles que prostitui a profissão e desvaloriza a área e fazem a qualquer preço porque vai morrer de fome, as empresas e ofertas de emprego cobram muita capacitação na hora de contratar mais se você ver a oferta de salário você até chora, imagina só se a classe de TI fosse unida e fizesse uma greve de desligar todos os servidores somente por meia hora? já imaginou o caos e o prejuízo que iria causar ? já imaginou o quanto todo mundo iria olhar e ver o tamanho e a importância dessa profissão ? uma das coisas que acho chato na área de TI é que o que liga na tomada o pessoal acha que o cara da TI sabe fazer ou é obrigado fazer , te pedem mil e um favores , impressões, ligar data-show, configurar celular , notebook pessoal tá com vírus, o que foi que aconteceu com meu whatssapp e por aí vai é a profissão mais estressante que possa existir e sem falar que já vi até um artigo que eu ache a pura verdade onde diz que 98% dos profissionais de TI escondem que trabalham com TI pra se livrar de favores e pedidos.

Pablo Ruan
22

É um texto realista. Eu ri o tempo todo durante a leitura.Eu trabalhei na área de infrainstrutura a 18 anos. É uma área (TI) ingrata por motivo da tecnologia estar sempre evoluindo e, o profissional tem que acompanhar a evolução. O Lucas tem razão quando comentou sobre planejamento, o profissional de TI não tem esse treinamento ou formação e acaba se embananando. Outro ponto importante abordado é a falta de regulamentação da área. Outras profissões também sofrem com isso. É necessário uma lei e o sindicato forte para defender a categoria, pela falta , as empresas pagam de salários o que querem! Ai vem a desvalorização. Os profissionais tem que se unirem em prol da categoria, defender seus interesses! Estou aprendendo a codificar, e dominar essa tecnologia é muito desafiante, pra quem gosta é boa escolha.

Sucesso a todos

Adriano
24

Tipo não e fácil entender as empresas e CEO recrutadores pois sabem que área de tecnologia é vasta área de atuação não é atoa que faculdades dimensiona curso por vários campos de atuação (@commerce, big data, redes, webdesigner …) ai o recrutador acha que o profissional tem que saber de CATV, Squid, Sql, relógio de ponto, criação web, busca por um profissional generalista com vasto conhecimento e especifico e além de cursos “big bushett” porque e tendência de mercado para uma vaga de “Suporte Técnico em TI” quando chega parte final de negociação de salário dizem que oferecem a media de mercado tipo sei até “dois salários mínimos” mesmo ter estudado o tempo de outro qualquer cursos de faculdade mais o plus ++ de certificações com alto custo ai você fica indignado que o porteiro da empresa em que você vai trabalhar cursou o máximo ensino médio ganha igual o mais que você sem queimar tantos neurônios para criar soluções além das cobranças dos gestores afim de atingir os SLAs ou TMA e obrigar a fazer os constantes treinos de politica internas e normatização.

Ana
27

falou tudo….estou na área faz mais de 15 anos e me desanimei porque em cada empresa que você passa existe uma política de crescimento profissional, isso é enganoso, porque em uma empresa de 1500 funcionários não será possível promover todos que merecem….aí sabe o que acontece? Eles reestruturam a política e você acaba descendo de “degrau”. No entanto, sempre ha uma explicação que eles vão nos passar tentando mostrar que isso é bom para todos.

Eu trabalhei mais de doze horas por dia pra mostrar meu empenho e fui demitida, caí em depressão e no fim fiquei com uma lesão no ombro devido ao esforço repetitivo. Você perde sua vida pessoal em busca de crescimento profissional que nunca chega!

O salário é de fome para muitos e muitos trabalham finais de semana seguidos engordando as horas do banco de horas que nunca serão pagas e o funcionário nunca consegue folgar porque sempre está atolado de serviço e o prazo é curto…ou seja ….quem faz isso é burro mesmo porque trabalha de graça para estes empresários aumentaram mais e mais a conta bancária…e o que recebe em troca…? Muitas vezes sua própria saúde!

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">