Como reconhecer SSD retirado do PC para ser armazenamento externo

Neste artigo vou demonstrar como reconhecer SSD retirado do PC para se tornar um HD externo. No meu caso, comprei um outro SSD maior e tirei o de 256 GB do meu laptop.

Após ter colocado a case neste SSD de 256 Gb para utilizá-lo como HD externo e conectá-lo ao laptop, como é mostrado na imagem abaixo, o HD não aparece para a sua utilização. Veja abaixo como fazer o SSD ser reconhecido pelo Windows.

1. Verificar se o HD SSD foi reconhecido pelo Windows

Para verificar se o S.O reconheceu este SSD externo, clicaremos com o botão direito do mouse em cima da logo do Windows na barra de tarefas e em seguida com o botão esquerdo do mouse clicaremos em “Gerenciamento de Disco”.

Podemos verificar na imagem a seguir que o sistema reconheceu como Disco 1 e com todas suas partições criadas na instalação do Windows (lembrando que este antes era meu HD do dia a dia).

Como vimos na imagem do “Explorer” acima, não aparecia este armazenamento para efetuar o backup dos arquivos que estão neste SSD externo.

Isso aconteceu por que o sistema operacional não definiu uma letra para esta unidade.

2. Definindo uma letra para o HD SSD ser reconhecido pelo Windows

Então, para definirmos uma letra para este armazenamento, clicaremos com o botão direito do mouse em cima da maior capacidade dentre as partições deste disco e, em seguida, clicaremos com o botão esquerdo em “Alterar letra de unidade e caminho”. Aparecerá a janela para escolher a letra para esta unidade, no caso aqui foi colocada a letra D e em seguida clique em “OK”.

Agora o HD SSD é reconhecido como “Novo volume (D:)”. Fiz o backup dos arquivos pessoais que precisava e em seguida fiz a formatação desta unidade para usar ela no dia a dia.

3. Formatando o SSD para usá-lo como HD externo

Novamente clique com o botão direito do mouse em cima do volume e em seguida clique em “Formatar:”.

Como o desejo aqui era de excluir as partições reservadas do sistema (que são as duas menores) e criar uma única partição para seu uso total, se clicarmos com o botão direito do mouse em cima destas partições, aparecerão todas as opções do menu desabilitadas, impossibilitando assim, a exclusão delas.

Então, entraremos no “Prompt de Comando” ou “Powershell” com permissões administrativas que já foram demonstradas como fazer isso em artigos anteriores.

Ao abrir a janela do Powershell (no Windows 11 tem a aparência do prompt de comando), digite o comando “diskpart” e pressione a tecla <enter>.

Dentro do Microsoft Diskpart, que é onde gerenciamos as partições dos dispositivos de armazenamentos, digitaremos list disk, para listarmos todos dispositivos de armazenamentos conectados ao computador.

Como o disco 1 é o que desejamos criar a partição, digitaremos o comando select disk, seguido do número do Disco.

Com o disco selecionado, digitaremos o comando “clean“. Esta é a opção crucial, pois limpará o disco, excluindo assim todas as suas partições.

Antes de prosseguirmos no diskpart, podemos visualizar dentro “Gerenciamento de Disco” que aparecerá o Disco 1 como “RAW”, e isso ocorre por que não foi ainda criada a partição, formatada e definida a letra desta unidade, o que poderíamos agora fazer agora pelo próprio Gerenciamento de disco.

Mas, como já fizemos metade do processo no diskpart, iremos terminar toda configuração por ele mesmo (aprender linha de comando é importante para técnicos de informática!).

Após o comando clean, digitaremos “create partition primary” para criar a partição.

Em seguida, utilizaremos “format fs=ntfs quick” para formatar a partição como NTFS.

A seguir iremos definir a letra da unidade como D utilizando o comando “assign letter=D” e depois é só utilizar o comando “exit” para sair do diskpart.

Agora poderemos observar que já está disponível o armazenamento externo para a sua utilização.

Aqui, foi clicado com o botão direito do mouse em cima desta unidade e depois foi clicado com o botão esquerdo em “Renomear”, onde foi definido o nome “SSD_EXTERNO”.

Neste caso aqui foi utilizado o SSD M2, que é aquele modelo retangular. Já havia mudado um SSD normal e consegui resolver todo o problema pelo gerenciador de disco, inclusive excluindo as partições privadas do sistema.

É isso. Em caso de dúvidas, deixe seu comentário abaixo!

Luciano Gusso

Mais artigos deste autor »

Formado em Analise e Desenvolvimento de Sistemas, com MBA em Gestão de Projetos.
Trabalhando há mais de 20 anos na área de TI, prestando suporte técnico e consultoria à empresas e usuários finais.


1 Comentários

Ezequiel Sousa
1

Geralmente, quando adicionamos um hd externo por meio de case,qualquer balançada no cabo desliga o hd. Qual acessório recomenda para acabar com este problema?

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!