HTML 5: ainda é o momento?

HTML 5Quando falamos em desenvolvimento para¬†web¬†uma das primeiras linguagens na qual pensamos √© o¬†HyperText Markup Language, mais conhecido como HTML. A √ļltima vers√£o desta linguagem foi lan√ßada em 2010 e, em princ√≠pio, imaginamos que o HTML 5 traria diversos recursos e inova√ß√£o, e trouxe. Mas hoje, dois anos depois, deixa de atender muitas necessidades do mercado.

Os dispositivos m√≥veis est√£o (literalmente) por toda a parte. A ag√™ncia de pesquisa digital Flurry divulgou um estudo que mostra que o Brasil est√° em terceiro lugar no¬†ranking¬†de pa√≠ses com o maior n√ļmero de dispositivos m√≥veis com o iOS, da Apple, ou Android, do Google. Os dados mostram que a taxa de crescimento dos sistemas operacionais no pa√≠s no per√≠odo de 12 meses, compreendido entre julho de 2011 e o mesmo m√™s deste ano, foi de 220%.

Com o aumento do uso dos dispositivos m√≥veis houve tamb√©m um crescimento da demanda por aplica√ß√Ķes para esses aparelhos. E, por consequ√™ncia, h√° a necessidade de profissionais no setor. Recentemente, a Gartner listou tr√™s implica√ß√Ķes que devemos ficar de olho nesta era p√≥s-PC na qual estamos.

A primeira √© sobre a import√Ęncia de as empresas evolu√≠rem rapidamente suas aplica√ß√Ķes e as interfaces para uma abordagem multicanal; a segunda diz que os desenvolvedores precisam se readaptar, pois as aplica√ß√Ķes focadas em dispositivos m√≥veis v√£o substituir o desenvolvimento para¬†desktops; e o √ļltimo alerta que os projetos voltados parasmartphones¬†e¬†tablets¬†v√£o superar os projetos para PCs na raz√£o de quatro para um at√© 2015.

Ou seja, dispositivos m√≥veis e aplica√ß√Ķes para estes aparelhos s√£o o presente e o futuro. Este setor s√≥ tende a crescer e requer uma linguagem de desenvolvimento que atenda estas necessidades e √© nesta hora que o HTML 5 deixa a desejar. Apesar de ser uma boa ferramenta para desenvolvimento de conte√ļdo multim√≠dia, n√£o √© a mais indicada para o desenvolvimento¬†mobile¬†corporativo.

Digo isso porque falta ader√™ncia de alguns recursos nativos¬†nos¬†browsers¬†das plataformas m√≥veis. As aplica√ß√Ķes desenvolvidas com HTML 5 n√£o permitem o uso¬†off-line¬†de maneira robusta, o que √© muito importante. Podemos exemplificar com as solu√ß√Ķes utilizadas pelas empresas para o gerenciamento for√ßa de trabalho. O t√©cnico que vai atender uma solicita√ß√£o, precisa manter sincronizado o banco de dados no cart√£o de mem√≥ria, precisa capturar uma foto, acessar outros dispositivos, ter servi√ßos em¬†background¬†para monitoramento. Como ele far√° para resolver isso? Utilizando uma solu√ß√£o nativa mais algumas funcionalidades em HTML 5.

O HTML 5 √© uma linguagem multiplataforma, o que cria uma expectativa de escrever um c√≥digo compat√≠vel com todas as plataformas. √Č claro que todas as tecnologias t√™m suas restri√ß√Ķes, mas no momento atual n√£o podemos pensar em uma linguagem sem ader√™ncia total das¬†features¬†nas principais plataformas m√≥veis. A quest√£o da usabilidade ainda √© fortemente depende de¬†framework¬†de terceiros que nem sempre mant√©m a identidade e as caracter√≠sticas da plataforma e o desempenho fica a desejar (inclusive o pr√≥prio Facebook trocou recentemente HTML 5 por c√≥digo nativo), as limita√ß√Ķes para armazenamento local de dados e os desafios de sincroniza√ß√£o.

A atualiza√ß√£o que resultou no HTML 5 foi necess√°ria, mas n√£o atende √†s necessidades que temos hoje. Por isso, as empresas devem optar por uma linguagem que permita o desenvolvimento de aplica√ß√Ķes nativas com algumas funcionalidades em HTML 5; que transmita dados atrav√©s de qualquer plataforma m√≥vel; que permita a utiliza√ß√£o de diversos meios de comunica√ß√£o, como cabos de conex√£o de celulares, infravermelho,¬†bluetooth¬†ou redes Wi-Fi; que fa√ßa o gerenciamento dos dispositivos, como n√≠vel de bateria, mem√≥ria dispon√≠vel; entre outros itens.

Os desenvolvedores também não podem esquecer que o desenvolvimento mobile está em alta e vale a pena investir neste nicho, já que a área está carente de bons profissionais. Para isso, o mais indicado é se especializar em linguagens mais modernas.

Jo√£o Moretti

Mais artigos deste autor »

Diretor geral da MobilePeople - empresa especializada em solu√ß√Ķes m√≥veis corporativas.


2 Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios!